TESES

 

Construindo o currículo no cotidiano de um curso de graduação em medicina

 

Building the undergraduate medicine course curriculum

 

La construcción de una innovación curricular de un curso de pregrado en medicina

 

 

Maria do Carmo Abib de Moraes Polimeno

Tese (Doutorado), 2010 Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo mariado@uol.com.br

 

 


Palavras-chave: Educação médica. Inovação curricular. Avaliação.


Keywords: Medical education. Curricular innovation. Assessment.


Palabras clave: Educación médica. Innovación curricular. Evaluación.


 

 

O curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, a exemplo de outros cursos, estava empenhado em discussões para a alteração do seu projeto pedagógico desde a nomeação de uma comissão de reforma curricular, em 2001. Pouco tempo depois, em março de 2002, os Ministérios da Educação e da Saúde convidaram as escolas de medicina a responderem o edital para seleção dos melhores projetos de reforma curricular, iniciativa que deu origem ao Programa de Incentivo a Mudanças Curriculares nos Cursos de Medicina (PROMED). A escolha final ocorreu no início de novembro de 2002, e vinte instituições de ensino superior foram selecionadas, entre elas a Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. Em outubro de 2005, a proposta de reformulação do projeto pedagógico é apresentada aos alunos e professores da faculdade. Com a proposta concluída, começou a tramitação formal nas instâncias acadêmicas da universidade onde foi aprovada no final do ano de 2005. Em 2006, ela foi implementada para os alunos ingressantes naquele ano. O objetivo dessa pesquisa foi investigar o processo de formulação e implementação da nova proposta curricular para o curso de Medicina de Sorocaba. Ao decidir perscrutar o processo de inovação curricular, procurei apoiar-me em pesquisas que consideram que há possibilidade de conhecermos a escola a partir do seu cotidiano, e que, para isso, é necessário mergulhar na vida cotidiana considerando a relevância dos elementos que a constituem, acreditando que a possibilidade de ruptura com nossos saberes prévios, nossas certezas, nossos pré-conceitos a respeito da realidade poderá nos fazer compreender o currículo real, aquele que se constrói no cotidiano de cada uma das escolas de medicina. Investigar o processo de implementação do novo currículo da Faculdade de Medicina de Sorocaba demandou a escolha de uma abordagem de avaliação entendida, essencialmente, em sua função formativa, cujo objetivo foi abrir espaço de diálogo e trocas. A opção metodológica pela pesquisa qualitativa nos permitiu analisar os significados que os indivíduos, sujeitos dessa pesquisa, deram às suas ações. Sendo assim, ela pode ser caracterizada como um estudo de caso do tipo etnográfico, que privilegiou, como técnicas para a coleta de dados: a observação participante, a entrevista e a utilização de fontes documentais. A análise do Discurso do Sujeito Coletivo foi o recurso metodológico escolhido para analisar os depoimentos coletados nas entrevistas. Também utilizei outras fontes de dados, como o diário de campo e fontes documentais, visando a um processo de triangulação. O produto de um processo de mudança curricular é tanto o currículo materializado em um plano, como a sua construção cotidiana e a aprendizagem permanente de alunos, professores, administradores, enfim, de todos os participantes, visando ao aperfeiçoamento contínuo da ação educativa. Produto que foi sendo tecido no cotidiano da faculdade, no enfrentamento das dificuldades e dos desafios que uma reformulação curricular desse porte ocasiona.

 

 

Texto na íntegra disponível em: <http://www.sapientia.pucsp.br/>

UNESP Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br