Práticas de glosa e anamnese

 

Conduites de la glose et de l'anamnese

 

The practices of glossing and anamnesis

 

 

Claudio Chaves Beato Filho

Doutor em Ciências Humanas pelo IUPERJ e Professor Adjunto do Departamento de Sociologia e Antropologia, e dos programas de Mestrado em Sociologia e Doutorado em Sociologia Política da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem atuado nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociologia do Conhecimento Científico, Teoria Social e Metodologia e Criminalidade e Violência.

 

 


RESUMO

As anamneses são essenciais para o estabelecimento de um diagnóstico médico, e consistem em um processo de coletar dados das biografias dos pacientes à luz de uma hipótese. Trata-se de um procedimento essencialmente interpretativo, envolvendo uma relação reflexiva entre as suposições do médico e o comportamento e motivações que poderiam ser associadas ao diagnóstico. O argumento do artigo é o de que existe uma estrutura interpre-tativa a balizar as hipóteses de diagnóstico que é calcada em procedimentos de senso comum. Para tal, foram analisadas cerca de 140 fichas de atendimentos de tentativas de suicídio realizadas em um Hospital de Pronto Socorro da cidade de Belo Horizonte. Além disso, foram realizadas cerca de 20 observações de atendimentos de pacientes, bem como entrevistas com profissionais responsáveis pelos atendimentos.


RÉSUMÉ

Les anamnèses sont fondamentales pour établir un diagnostique médical. Elles consistent en um processus de recueil de données biographiques des patients, à la lumière d'une hypothèse. II s'agit essentiellement d'un procédé d'interprétation qui met en jeu une relation entre les suppositions du médecin et le comportement et les motivations qui pourraient être liées au diagnostique. L'article défend la thèse qu'il existe une structure d'interprétation qui permet de délimiter les hypothèses de diagnostique. Cette interprétation repose sur des méthodes de bon sens. Pour cela, on a procédé à 1'analyse d'environ 140 fiches de soins ayant trait à des tentatives de suicides. Ces soins ont été donnés dans un hopital d'urgences de la ville de Belo Horizonte. En outre, on a réalisé.environ 20 observations de soins donnés à des patients, ainsi que des interviews des professionnels responsables des soins.


ABSTRACT

As a process of gathering patient biographical data from the perspective of a hypothesis, anamneses are essential in establishing a medicai diagnosis. Anamneses are basically interpretive procedures that entail a reflective relation between a doctor's suppositions and the behavior and motivations that can be associated to the diagnosis. The article argues that underpinning such diagnostic hypotheses lies an interpretive structure, in turn grounded on common sense procedures. To illustrate this point, an analysis is made of some 140 records on individuais who were seen at a Belo Horizonte hospital emergency room following suicide attempts. In addition, about 20 consultations with patients were observed, and the professionals providing consultations were interviewed.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

1 C. C. Beato Filho, "Médicos, Suicidas e Senso Prático", Revista Brasileira de Ciências Sociais, ano 6, nº15, fevereiro de 1991, pp. 53-63.         
2 B. Barnes e J. Law, "Whatever should Be Done with Indexical Expressions?", Theory and Society, vol. 3, nº2, 1976.         
3 S. Fish, Is There a Text in this Class? The Authority of Interpretive Communities, Cambrid-ge, Harvard University Press, 1980.         
4 Existem posições tais como a do próprio Garfinkel, e discutidas extensivamente por B. Barnes e J. Law, "Whatever should...", op. cit., para quem a indexicalidade é universal e os reparos uma atividade interminável. Em um sentido lógico e abstrato isto é verdade. Entretanto, estou tratando da "lógica-em-uso" dos plantonistas no intuito de mostrar como esta lógica utiliza glosas como estratégia para conferir objetividade às suas descrições. Esta me parece ser uma discussão natural derivada de H. Garfinkel e J. Sacks, "On Formal Structures of Practical Actions", ín McKinney eTyriakian, TheoreticalSociology: Perspectives andDevelopment, Nova Iorque, Appleton-Century Crofts, 1970, pp. 338-66, conforme veremos adiante.
5 A idéia de práticas que são dissimuladas surge da própria raiz etimológica do termo glosa, que em grego quer dizer "termo obscuro". O termo refere-se a uma nota explicativa de um texto que necessariamente não aparece no corpo do próprio texto. No caso, o que está implícito é uma série de procedimentos apreendidos mediante a socialização profissional.
6 H. Garfinkel e J. Sacks, "On Formal Structures..., op. cit.
7 Idem.
8 Idem, p. 356. A esse comentário podemos ai nda aduzir o argumento de Peyrot (1982, p. 271), apud Freitas, 1990: "Assim, se o item original não é intrinsecamente significativo, sua revisão também não pode ser. Se, por outro lado, o item original (ou qualquer outro) é intrinsecamente significativo, pode ser possível remediar uma leitura particular dele, como a 'ambígua'. Entender mal um item ou lê-lo como ambíguo é sempre possível, mas isso não significa que esse item (ou qualquer outro) é essencialmente ambíguo ou além do entendimento".
9 J. Heritage, "Aspects ofthe Flexibilities of Language Use: A Reply to Phillips",Sociology, vol. 12, 1978, pp. 79-103.         
10 Idem.
11 Idem, p. 91.

IMS-UERJ RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br