Prevalência e fatores associados à doença renal crônica em idosos

Thatiana Lameira Maciel Amaral Cledir de Araújo Amaral Maurício Teixeira Leite de Vasconcellos Gina Torres Rego Monteiro Sobre os autores

RESUMO

OBJETIVO

Verificar a prevalência de doença renal crônica e os fatores a ela associados em idosos (≥ 60 anos).

MÉTODOS

Trata-se de um inquérito de base populacional realizado em 2014, envolvendo 1.016 idosos residentes nas zonas urbana e rural do município de Rio Branco, Acre. A doença renal crônica foi definida pela taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m 2 , estimada pelas equações da Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration , e presença de albuminúria > 29 mg/g. Medidas de associação foram estimadas por regressão logística (OR) bruta e ajustada, com grau de confiança de 95% (IC95%).

RESULTADOS

A prevalência geral de doença renal crônica foi de 21,4% nos idosos, com os fatores associados idade, diabetes (OR = 3,39; IC95% 2,13–5,40), síndrome metabólica (OR = 2,49; IC95% 1,71–3,63), autoavaliação de saúde ruim (OR = 1,79; IC95% 1,10–2,91), hipertensão arterial (OR = 1,82; IC95% 1,04–3,19) e obesidade (OR = 1,69; IC95% 1,02–2,80).

CONCLUSÕES

A prevalência de doença renal crônica foi alta entre os idosos, estando associada com idade, autoavaliação de saúde como ruim ou muito ruim, obesidade, diabetes e síndrome metabólica.

Idoso; Insuficiência Renal Crônica, epidemiologia; Fatores de Risco; Comorbidade; Inquéritos Epidemiológicos

INTRODUÇÃO

O padrão de morbimortalidade por doença renal crônica (DRC) nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento está mudando devido à transição das doenças infecciosas para as doenças crônicas não transmissíveis 11. Ojo A . Addressing the global burden of chronic kidney disease through clinical and translational research . Trans Am Clin Climatol Assoc . 2014 [ cited 2017 Feb 1 ]; 125 : 229 - 46 . Available from em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4112688/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/article...
. Projeções da prevalência de DRC nos EUA para 2020 e 2030, entre indivíduos maiores de 30 anos, estimam que a doença passará de 13,2% em 2010 para 14,4% em 2020 e para 16,7% em 2030 22. Hoerger TJ , Simpson SA , Yarnoff BO , Pavkov ME , Ríos Burrows N , Saydah SH , et al . The future burden of CKD in the United States: a simulation model for the CDC CKD Initiative . Am J Kidney Dis . 2015 ; 65 ( 3 ): 403 - 11 . https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2014.09.023
https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2014.09.0...
.

Sabe-se que a prevalência de DRC se altera com a idade, alcançando os maiores valores entre os idosos, podendo variar de 25,1% na Nicarágua, na faixa etária de 60 a 70 anos 33. Lebov JF , Valladares E , Peña R , Peña EM , Sanoff SL , Cisneros EC , et al . A population-based study of prevalence and risk factors of chronic kidney disease in León, Nicaragua . Can J Kidney Health Dis . 2015 ; 2 : 6 . https://doi.org/10.1186/s40697-015-0041-1
https://doi.org/10.1186/s40697-015-0041-...
, a 30,8% no Canadá, entre aqueles com idade ≥ 65 anos 44. Arora P , Vasa P , Brenner D , Iglar K , McFarlane P , Morrison H , et al . Prevalence estimates of chronic kidney disease in Canada: results of a nationally representative survey . CMAJ . 2013 ; 185 ( 9 ): E417 - 23 . https://doi.org/10.1503/cmaj.120833
https://doi.org/10.1503/cmaj.120833...
. A redução na taxa de filtração glomerular (TFG) para menos de 60 ml/min/1,73 m 2 pode ser atribuída ao envelhecimento, que resulta em mudanças estruturais e funcionais progressivas dos rins, ou como consequência da presença de comorbidades e da exposição a fatores de risco ao longo da vida 55. Glassock RJ , Rule AD . Aging and the kidneys: anatomy, physiology and consequences for defining chronic kidney disease . Nephron . 2016 ; 134 ( 1 ): 25 - 9 . https://doi.org/10.1159/000445450
https://doi.org/10.1159/000445450...
.

Entre idosos a presença de DRC representa um risco aumentado para múltiplos eventos adversos à saúde que podem culminar com a morte, sendo importante a detecção precoce da redução na TFG e da albuminúria para auxiliar na tomada de decisão terapêutica e consequente redução de complicações 66. Stevens LA , Viswanathan G , Weiner DE . Chronic kidney disease and end stage renal disease in the elderly: current prevalence, future projections, and clinical significance . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 293 - 301 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.03.010
https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.03.0...
. Assim, este estudo objetivou estimar a prevalência de DRC e os fatores a ela associados em idosos (60 anos ou mais), usando parte dos dados do Estudo de Doenças Crônicas (Edoc).

MÉTODOS

O Edoc é composto por duas pesquisas domiciliares: o Edoc-A, sobre adultos (18 a 59 anos), e o Edoc-I, sobre idosos (60 anos ou mais), todos residentes em Rio Branco, Acre. Foram excluídos da população de pesquisa os indivíduos com comprometimentos cognitivos que inviabilizassem a comunicação ou o entendimento das perguntas. Os planos de amostragem foram selecionados em dois estágios, setor censitário e domicílio, sendo o primeiro comum às duas pesquisas. A seleção dos setores foi feita com probabilidade proporcional ao seu número e ao de domicílios particulares no Censo Demográfico 2010 (CD2010) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os domicílios foram selecionados por amostragem sistemática com inícios aleatórios e intervalos distintos por pesquisa. Nos domicílios selecionados para Edoc-I, todos os idosos moradores foram entrevistados.

O tamanho da amostra foi calculado considerando a prevalência de alteração da função renal de 40% em idosos 77. Stevens LA , Li S , Wang C , Huang C , Becker BN , Bomback AS , et al . Prevalence of CKD and comorbid illness in elderly patients in the United States: results from the Kidney Early Evaluation Program (KEEP) . Am J Kidney Dis . 2010 ; 55 ( 3 Suppl 2 ): S23 - 33 . https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2009.09.035
https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2009.09.0...
, com grau de confiança de 95% e erro absoluto de 3% para amostragem aleatória simples de proporções. Considerando que o plano de amostragem é conglomerado por setor, foi arbitrado um efeito de plano de amostragem de 1,95 para determinar o tamanho da amostra, que recebeu acréscimo de 12,5% para compensar as não respostas esperadas. Esse procedimento resultou em uma amostra de 1.148 idosos. Dividindo esse tamanho de amostra pelo número médio de idosos por domicílio segundo o CD2010 e definindo a seleção de 73 domicílios por setor, foi obtido um tamanho para a amostra de setores de 40. A amostra efetiva foi de 1.016 idosos.

Os pesos amostrais foram calculados pelo inverso das probabilidades de inclusão em cada estágio e foram posteriormente calibrados para dados populacionais por sexo e grupos de idade, usando um estimador de pós-estratificação, de forma a lidar com os vieses típicos das pesquisas domiciliares e corrigir não respostas diferenciais 88. Silva PLN . Calibration estimation: when and why, how much and how . Rio de Janeiro : IBGE ; 2004 . ( Textos para Discussão. Diretoria de Pequisas ). . Os dados populacionais usados na calibração dos pesos amostrais foram estimados para 1º de julho de 2014, usando o método da tendência linear 99. Madeira JL , Simões CCS . Estimativas preliminares da população urbana e rural segundo as unidades da federação, de 1960/1980 por uma nova metodologia . Rev Bras Estat . 1972 ; 33 ( 129 ): 3 - 11 . que o IBGE aplica em suas estimativas populacionais por município. No presente estudo foram incluídos todos que realizaram avaliação laboratorial da creatinina sérica, ou seja, 983 idosos (578 mulheres e 405 homens), que correspondem a uma subamostra de informações completas sobre o tema. Para maiores detalhes sobre o plano de amostragem do Edoc, cálculo e calibração dos pesos da amostra e subamostras, ver artigo de Amaral et al. 1010. Amaral TLM , Amaral CA , Portela MC , Monteiro GTR , Vasconcellos MTL . Estudo das Doenças Crônicas (Edoc): aspectos metodológicos . Rev Saude Publica . 2019 ; 53 : 8 . http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2019053000847
http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.20...

Foram excluídos 33 participantes da análise da função renal pela falta de informação sobre a creatinina sérica. Para cada domicílio com morador participante, foi preenchido um formulário contendo informações gerais sobre a moradia, o saneamento e a família. Individualmente foi utilizado um formulário estruturado em módulos temáticos com informações socioeconômicas, demográficas, comportamentais e de saúde.

Na avaliação física, os dados antropométricos incluíram a medição do peso, altura e circunferências da cintura, quadril, braço e panturrilha, todos em duplicata, sendo consideradas as médias das aferições.

A pressão arterial (PA) foi mensurada de acordo com o protocolo recomendado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, que preconiza a aferição 30 minutos ou mais após a última dose de cafeína ingerida ou cigarro fumado, sendo feitas três medições: uma após cinco minutos de repouso inicial e outras duas em intervalos de dois minutos 1111. Sociedade Brasileira de Cardiologia ; Sociedade Brasileira de Hipertensão ; Sociedade Brasileira de Nefrologia . VI Diretrizes brasileiras de hipertensão . Arq Bras Cardiol . 2010 ; 95 ( 1 Supl 1 ): 1 - 51 . https://doi.org/10.1590/S0066-782X2010001700001
https://doi.org/10.1590/S0066-782X201000...
.

As análises de material biológico foram realizadas no mesmo laboratório, para garantir a padronização dos métodos. As amostras de sangue foram obtidas por meio da coleta de sangue periférico, com antissepsia prévia da fossa antecubital dos participantes. O soro extraído foi acondicionado para dosagem bioquímica de triglicérides, colesterol total e frações: lipoproteína de alta densidade (HDL) e lipoproteína de baixa densidade (LDL). A creatinina sérica foi dosada pelo método enzimático rastreável de espectrometria de massa de diluição isotópica (IDMS) em um analisador automático (Labmax 240 Premium). Para a análise da glicemia sérica, foi utilizada amostra de 4 ml de sangue acondicionada em tubo a vácuo contendo 2 mg/ml de fluoreto de sódio centrifugado antes das análises. A glicemia sérica foi dosada pelo método da glicose oxidase (Labtest Diagnostica).

Para a amostra de urina, foram coletados aproximadamente 50 ml do jato médio da primeira urina da manhã de cada indivíduo, posteriormente processados para análise físico-química e microscópica do sedimento.

A creatinina urinária foi dosada pelo método enzimático de Trinder (Kit Creatinina Enzimática, Labtest) e a albuminúria pelo método de imunoturbidimetria (Kit Turbiquest Plus, Labtest). A albuminúria é definida como uma razão de albumina para creatinina de 30 mg/g ou mais, sendo o valor de 30 a 299 considerado A2 ou moderadamente aumentado e o valor ≥ 300 mg/g considerado A3 ou acentuadamente aumentado.

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) foi definida como pressão arterial diastólica (PAD) ≥ 90 mmHg, pressão arterial sistólica (PAS) ≥ 140 mmHg e/ou uso atual de medicação anti-hipertensiva 1111. Sociedade Brasileira de Cardiologia ; Sociedade Brasileira de Hipertensão ; Sociedade Brasileira de Nefrologia . VI Diretrizes brasileiras de hipertensão . Arq Bras Cardiol . 2010 ; 95 ( 1 Supl 1 ): 1 - 51 . https://doi.org/10.1590/S0066-782X2010001700001
https://doi.org/10.1590/S0066-782X201000...
.

A presença de diabetes foi definida de acordo com os critérios da American Diabetes Association (ADA): glicose no plasma em jejum ≥ 126 mg/dL ou utilização de hipoglicemiante oral ou insulina 1212. Sociedade Brasileira de Diabetes . Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2013-2014 . Oliveira JEP , Vencio S , organizadores . São Paulo : AC Farmacêutica ; 2014 [ cited 2017 Jan 15 ]. Available from: http://www.diabetes.org.br/images/pdf/diretrizes-sbd.pdf
http://www.diabetes.org.br/images/pdf/di...
.

A dislipidemia foi definida por níveis anormais de um ou mais dos seguintes componentes lipídicos do sangue: triglicerídeos ≥ 150 mg/dL, colesterol total ≥ 200 mg/dL, LDL ≥ 160 mg/dL, HDL em homens < 40 mg/dL e em mulheres < 50 mg/dL, além do histórico de uso de medicamentos para redução desses valores. Para indivíduos com idade inferior a 20 anos, os pontos de corte são: triglicerídeos ≥ 130 mg/dL, colesterol total ≥ 170 mg/dL, LDL ≥ 130 mg/dL e HDL ≤ 45 mg/dL 1313. Xavier HT , Izar MC , Faria Neto RJ , Assad MH , Rocha VZ , et al . V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose . Arq Bras Cardiol . 2013 ; 101 ( 4 Supl 1 ): 1 - 20 . https://doi.org/10.5935/abc.2013S010
https://doi.org/10.5935/abc.2013S010...
.

Para o diagnóstico de síndrome metabólica (SM), utilizou-se a I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica, segundo a qual é necessária a presença de no mínimo três dos elementos a seguir: diâmetro de cintura > 102 cm para homens e > 88 cm para mulheres; triglicérides ≥ 150 mg/dL; HDL < 40 mg/dL para homens e < 50 mg/dL para mulheres; PAS ≥ 130 mmHg, PAD ≥ 85 mmHg ou uso de anti-hipertensivo; glicemia de jejum ≥ 110 mg/dL ou uso de hipoglicemiante 1414. Sociedade Brasileira de Hipertensão ; Sociedade Brasileira de Cardiologia ; Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia ; Sociedade Brasileira de Diabetes ; Associação Brasileira para Estudos da Obesidade . I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica . Arq Bras Cardiol . 2005 ; 84 Supl 1 : 3 - 28 . https://doi.org/10.1590/S0066-782X2005000700001
https://doi.org/10.1590/S0066-782X200500...
.

A variável dependente do estudo (DRC) foi definida segundo as fórmulas da Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration (CKD-EPI), quando a TFG < 60 ml/min/1,73 m 2 e/ou albuminúria > 29 mg/g 1515. Levin A , Stevens PE , Bilous RW , Coresh J , De Francisco ALM , De Jong PE , et al . Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. KDIGO 2012 clinical practice guideline for the evaluation and management of chronic kidney disease . Kidney Int Suppl . 2013 ; 3 ( 1 ): 1 - 150 . https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73
https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73...
.

O uso de equações para estimar a TFG fornece ajustes para variações substanciais quanto a sexo, idade, superfície corporal e etnia, características que interferem na produção de creatinina. Para tanto, foram utilizadas as equações validadas da Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration (CKD-EPI), descritas abaixo:

Sexo feminino:

Cor da pele negra ≤ 0,7 = 166 x (creatinina sérica/0,7) -0,329 x 0,993 idade

Cor da pele negra > 0,7 = 166 x (creatinina sérica/0,7) -1,209 x 0,993 idade

Cor da pele branca ≤ 0,7 = 144 x (creatinina sérica/0,7) -0,329 x 0,993 idade

Cor da pele branca > 0,7 = 144 x (creatinina sérica/0,7) -1,209 x 0,993 idade

Sexo masculino:

Cor da pele negra ≤ 0,9 = 163 x (creatinina sérica/0,9) -0,411 x 0,993 idade

Cor da pele negra > 0,9 = 163 x (creatinina sérica/0,9) -1,209 x 0,993 idade

Cor da pele branca ≤ 0,9 = 141 x (creatinina sérica/0,9) -0,411 x 0,993 idade

Cor da pele branca > 0,9 = 141 x (creatinina sérica/0,9) -1,209 x 0,993 idade

Foram incluídos na categoria “cor da pele negra” os indivíduos que se autodeclararam pardos e negros.

Em 2012 foram definidas as categorias de risco para a progressão da doença renal crônica com base na creatinina sérica, com correção pelas fórmulas para obtenção da TFG, e na albuminúria. Além disso, o estágio 3 da DRC foi dividido em 3a e 3b. Um destaque importante da diretriz é a adoção de categorias de prognóstico de DRC, classificando de baixo a alto o risco de progressão da lesão renal aguda para DRC e outras complicações 1515. Levin A , Stevens PE , Bilous RW , Coresh J , De Francisco ALM , De Jong PE , et al . Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. KDIGO 2012 clinical practice guideline for the evaluation and management of chronic kidney disease . Kidney Int Suppl . 2013 ; 3 ( 1 ): 1 - 150 . https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73
https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73...
.

A análise dos dados foi feita utilizando as rotinas Complex samples do Programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 20.0, para Windows. Foram mantidos nos arquivos de dados o peso natural do desenho, o estrato de seleção da amostra, o código de unidade primária de amostragem (setor) e o peso calibrado.

Os dados foram analisados de forma descritiva e exploratória para avaliar a distribuição e caracterizar a população estudada. As variáveis qualitativas foram descritas em números absolutos e proporções. Para análise das diferenças entre as variáveis categóricas, foi utilizado o teste de qui-quadrado de Pearson.

Também foi realizada a análise bivariada com objetivo de explorar a associação das diferentes variáveis com o objeto de estudo. Modelos de regressão logística (odds ratio) estimaram a magnitude de associação entre a variável dependente DRC e as variáveis independentes. Na análise múltipla foram selecionadas para inclusão as variáveis que apresentaram valor de p menor que 0,10 na análise bruta, sendo analisada a magnitude das variáveis ajustadas pelas demais variáveis significativas. O método backward foi utilizado na seleção das variáveis na análise multivariada. Foram testadas interações da idade e do sexo com a DRC, não sendo observadas modificações de efeito. O nível de significância considerado foi de α = 0,05.

Todas as análises levaram em conta o efeito do desenho amostral e os pesos calibrados das observações, sendo os resultados das observações demonstrados por “n” e os resultados considerando os pesos calibrados para extrapolação para a população por “n expandido (N)”. Para tanto, foi utilizado o método de máxima pseudoverossimilhança (MPV) considerando os pesos amostrais e as informações estruturais do plano amostral. As inferências foram avaliadas pela estatística de Wald com base no plano amostral, juntamente com a distribuição F.

O presente estudo atende aos dispositivos da Resolução CNS 466/2012, que trata da ética em pesquisas envolvendo seres humanos, e foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisas da Universidade Federal do Acre sob o CAAE: 17543013.0.0000.5010.

RESULTADOS

A prevalência de DRC foi de 21,4%, com a diminuição da TFG verificada em 13,0% dos idosos e a presença de albuminúria em 11,6%. A prevalência do prognóstico de risco leve, moderado e alto foi de 14,5%, 4,9% e 2,1%, respectivamente (Tabela 1).

Tabela 1
Prevalência por categoria de risco do prognóstico de evolução da DRC avaliada pela TFG (estimada pela fórmula CKD-EPI) e albuminúria em idosos de Rio Branco, Acre, 2014.

A presença de DRC foi maior entre os indivíduos octogenários, com uma prevalência de quase 40,0%, e entre aqueles declarados viúvos, que apresentaram uma prevalência de 25,9%, sendo as diferenças estatisticamente significativas (Tabela 2).

Tabela 2
Prevalência da DRC segundo características sociodemográficas e de hábitos de vida dos idosos em Rio Branco, Acre, 2014.

Na análise das condições de saúde dos idosos com DRC, 29,5% relataram considerar sua saúde ruim ou muito ruim, 26,4% foram classificados como obesos, 24,0% tinham HAS e 22,7% tinham dislipidemia. O diabetes obteve a mais alta prevalência, de 41,5%, e a síndrome metabólica esteve presente em 30,3% dos classificados como portadores de DRC. O uso de medicamentos foi relatado por 22,6% desses idosos (Tabela 3).

Tabela 3
Prevalência da DRC segundo condições de saúde dos idosos em Rio Branco, Acre, 2014.

Foram observadas diferenças estatisticamente significativas na distribuição da DRC nas variáveis autoavaliação de saúde, obesidade segundo o IMC, HAS, diabetes e dislipidemia. Com exceção da autoavaliação de saúde, são todos componentes da síndrome metabólica, também relacionada. O uso atual de medicamentos também apresentou diferença estatística significativa na presença de DRC (Tabela 3).

Na avaliação da regressão logística com a introdução de variáveis potencialmente confundidoras, observou-se associação estatisticamente significativa entre DRC e grupo etário, autoavalição de saúde, obesidade, hipertensão arterial, diabetes e síndrome metabólica, mesmo após ajuste. O modelo para análise da SM não incluiu as variáveis HAS e DM porque elas já pertencem ao conjunto definidor da síndrome (Tabela 4).

Tabela 4
Fatores associados à DRC em idosos de Rio Branco, Acre, 2014.

DISCUSSÃO

A prevalência de DRC foi alta entre os idosos, estando associada com a idade, autoavaliação de saúde como ruim ou muito ruim, obesidade, diabetes e síndrome metabólica, mesmo após ajustes. Na presente investigação, a incorporação de critérios objetivos para padronizar o estadiamento da DRC (uso da TFG segundo a fórmula CKD-EPI e classificação da albuminúria) favoreceu a comparação com diferentes localidades 1515. Levin A , Stevens PE , Bilous RW , Coresh J , De Francisco ALM , De Jong PE , et al . Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. KDIGO 2012 clinical practice guideline for the evaluation and management of chronic kidney disease . Kidney Int Suppl . 2013 ; 3 ( 1 ): 1 - 150 . https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73
https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73...
.

A prevalência da DRC aumenta com o avançar da idade 1616. Magalhães FG , Goulart RMM . Doença renal crônica e tratamento em idosos: uma revisão integrativa . Rev Bras Geriatr E Gerontol . 2015 ; 18 ( 3 ): 679 - 92 . https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14132
https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.1...
. O processo de envelhecimento resulta em redução da TFG, sendo um fenômeno biológico normal ligado à senescência celular e dos órgãos, resultante da alteração no volume do rim, com redução do número de néfrons, alteração da resposta vasoativa e mudanças na atividade dos sistemas renina-angiotensina, associados ao estresse oxidativo celular 1717. Weinstein JR , Anderson S . The aging kidney: physiological changes . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 302 - 7 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.05.002
https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.05.0...
. Outra anormalidade funcional do envelhecimento é o aumento da permeabilidade da membrana basal glomerular, o que permite a excreção de um maior número de proteínas, entre elas a albumina, outro fator que influencia o aumento da prevalência de lesão renal em idosos 1818. El Bahanasy RE , Mahrous OA , Salem MEA , El Batanony MA , Mourad WS , Kasemy ZA . The role of microalbuminuria in population screening for chronic kidney disease in an Egyptian village . Menoufia Med J . 2013 ; 26 ( 1 ): 18 - 22 . https://10.7123/01.MMJ.0000429484.86621.34
https://10.7123/01.MMJ.0000429484.86621....
. O declínio da função renal, que parece começar de forma precoce já na segunda década de vida 1919. Coresh J , Selvin E , Stevens LA , Manzi J , Kusek JW , Eggers P , et al . Prevalence of chronic kidney disease in the United States . JAMA . 2007 ; 298 ( 17 ): 2038 - 47 . https://doi.org/10.1001/jama.298.17.2038
https://doi.org/10.1001/jama.298.17.2038...
, foi observado no presente estudo, com o aumento da prevalência de DRC a cada faixa etária pesquisada, alcançando 37,8% nos octogenários.

A alta prevalência de idosos portadores de DRC, principalmente daqueles com 70 anos ou mais, segundo os critérios da Kidney Disease: Improving Global Outcomes (KDIGO) 2012, vem sendo questionada por pesquisadores que defendem uma nova definição de DRC para os idosos, não classificando como doentes os indivíduos no estágio 3a, mas apenas aqueles com TFG < 45 ml/min/1,73 m 2 e presença de albuminúria 2020. Glassock RJ , Delanaye P , El-Nahas M . Managing Chronic kidney disease in older people--reply . JAMA . 2016 ; 315 ( 3 ): 307 - 8 . https://doi.org/10.1001/jama.2015.15999
https://doi.org/10.1001/jama.2015.15999...
. Essa proposta reduziria a prevalência de lesão renal no presente estudo.

Vale ressaltar que dois terços da população idosa apresentam redução da TFG sem complicações relacionadas à saúde na maioria dos casos; no entanto, a presença de condições crônicas como a hipertensão arterial e o diabetes, associadas ao envelhecimento, podem levar ao declínio acentuado da função renal, com aumento da prevalência de DRC 2121. Kithas PA , Supiano MA . Hypertension and chronic kidney disease in the elderly . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 341 - 7 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.04.003
https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.04.0...
. Diferentes mecanismos estão relacionados com a fisiopatologia da DRC associada à HAS, incluindo a desregulação do nível de sódio, do sistema renina-angiotensina e da função endotelial 2222. Hamrahian SM , Falkner B . Hypertension in chronic kidney disease . Adv Exp Med Biol . 2017 ; 956 : 307 - 25 . https://doi.org/10.1007/5584_2016_84
https://doi.org/10.1007/5584_2016_84...
, os quais se tornam mais expressivos com o avançar da idade.

Em inquérito nacional realizado com 7.552 sujeitos na Itália, a prevalência de DRC na faixa etária de 60 a 69 anos foi de 8,7%, e na faixa de 70 a 79 anos, de aproximadamente 17,0%, estando a hipertensão arterial associada à doença (OR = 1,55) 2323. De Nicola L , Donfrancesco C , Minutolo R , Lo Noce C , Palmieri L , De Curtis A , et al . Prevalence and cardiovascular risk profile of chronic kidney disease in Italy: results of the 2008–12 National Health Examination Survey . Nephrol Dial Transplant . 2015 ; 30 ( 5 ): 806 - 14 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383
https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383...
. Em estudo populacional na Polônia, com 2.413 participantes, a prevalência na faixa etária de 60 a 79 anos foi de 15,3%, com uma chance quase duas vezes maior de o indivíduo hipertenso ser classificado como portador de DRC 2424. Zdrojewski Ł , Zdrojewski T , Rutkowski M , Bandosz P , Król E , Wyrzykowski B , et al . Prevalence of chronic kidney disease in a representative sample of the Polish population: results of the NATPOL 2011 survey . Nephrol Dial Transplant . 2016 ; 31 ( 3 ): 433 - 9 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369
https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369...
. No presente estudo a hipertensão arterial também esteve associada de forma positiva com a DRC.

Além da hipertensão arterial, o diabetes, dentre as morbidades avaliadas nesta pesquisa, obteve maior associação com a DRC, fato também observado em outros inquéritos 2323. De Nicola L , Donfrancesco C , Minutolo R , Lo Noce C , Palmieri L , De Curtis A , et al . Prevalence and cardiovascular risk profile of chronic kidney disease in Italy: results of the 2008–12 National Health Examination Survey . Nephrol Dial Transplant . 2015 ; 30 ( 5 ): 806 - 14 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383
https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383...
,2424. Zdrojewski Ł , Zdrojewski T , Rutkowski M , Bandosz P , Król E , Wyrzykowski B , et al . Prevalence of chronic kidney disease in a representative sample of the Polish population: results of the NATPOL 2011 survey . Nephrol Dial Transplant . 2016 ; 31 ( 3 ): 433 - 9 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369
https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369...
. Entre os diabéticos, os mecanismos envolvidos na lesão renal resultam em hiperfiltração glomerular com proteinúria – na maioria dos casos, glomeruloesclerose com redução da TFG 2525. Mrozikiewicz-Rakowska B , Maroszek P , Nehring P , Sobczyk-Kopciol A , Krzyzewska M , Kaszuba AM , et al . Genetic and environmental predictors of chronic kidney disease in patients with type 2 diabetes and diabetic foot ulcer: a pilot study . J Physiol Pharmacol . 2015 [ cited 2017 May 25 ]; 66 ( 5 ): 751 - 61 . Available from: http://www.jpp.krakow.pl/journal/archive/10_15/pdf/751_10_15_article.pdf
http://www.jpp.krakow.pl/journal/archive...
. Em estudo sobre mortalidade por DRC em Rio Branco, o diabetes e a HAS estiveram entre as principais causas de óbito associadas 2626. Amaral TLM , Amaral CA , Miranda-Filho AL , Monteiro GTR . Tendência e causa múltipla de óbito por insuficiência renal crônica em município na Amazônia brasileira, 1986-2012 . Cienc Saude Coletiva . 2018 ; 23 ( 11 ): 3821 - 8 . http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320182311.29902016
http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320182...
.

No presente estudo, a autoavaliação de saúde ruim e muito ruim também esteve relacionada à DRC. Essa avaliação é útil como medida global do estado de saúde na população geral, sendo consistente com o estado de saúde real. Em pesquisa de base populacional realizada na China, com indivíduos com 18 anos ou mais, a presença de DRC resultou em uma chance 4 vezes maior de o indivíduo autorreferir uma condição de saúde ruim (OR = 4,41; IC95% 3,20–6,07) 2727. Wu S , Wang R , Zhao Y , Ma X , Wu M , Yan X , et al . The relationship between self-rated health and objective health status: a population-based study . BMC Public Health . 2013 ; 13 : 320 . https://doi.org/10.1186/1471-2458-13-320
https://doi.org/10.1186/1471-2458-13-320...
.

Sabe-se que a obesidade aumenta o risco de ocorrência de doenças consideradas fatores de risco para o desenvolvimento da DRC, como HAS e diabetes, além de atuar na progressão dos estágios da DRC por meio da hiperfiltração, para atender às demandas do peso corporal, e do aumento da pressão intraglomerular, que danifica as estruturas renais 2828. Kovesdy CP , Furth SL , Zoccali C ; World Kidney Day Steering Committee . Obesity and kidney disease: hidden consequences of the epidemic . Kidney Int . 2017 ; 91 ( 2 ): 260 - 2 . https://doi.org/10.1016/j.kint.2016.10.019
https://doi.org/10.1016/j.kint.2016.10.0...
. Entre os idosos da presente pesquisa, a obesidade, definida pelo IMC, associou-se com a DRC.

A análise dos dados de 9.100 adultos do Estudo de Doença Renal Crônica na Turquia (CREDIT) evidenciou associação da DRC à obesidade, determinada pelo IMC, e à síndrome metabólica (OR = 1,32; IC95% 1,11–1,57) 2929. Arinsoy T , Deger SM , Ates K , Altun B , Ecder T , Camsari T , et al . Prevalence of Chronic kidney disease in Turkish adults with obesity and metabolic syndrome: a post hoc analysis from chronic renal disease in Turkey study . J Ren Nutr . 2016 ; 26 ( 6 ): 373 - 9 . https://doi.org/10.1053/j.jrn.2016.08.004
https://doi.org/10.1053/j.jrn.2016.08.00...
. Na pesquisa atual, mesmo após ajuste, a presença de DRC aumentou em mais de duas vezes a chance de o indivíduo ter síndrome metabólica.

Dentre as limitações desta pesquisa que impele cautela na interpretação dos seus resultados, destaca-se o efeito da sobrevivência entre os idosos, que tem importante reflexo nas prevalências das variáveis em estudo. Outro fator é a definição da DRC pelo cálculo da TFG e da albuminúria a partir de amostra pontual de sangue e de urina, uma vez que se reconhece que a confirmação da doença ocorre quando de anormalidade na TFG ou albuminúria por um período de três meses. Além disso, a escolha de mais de um indivíduo de um mesmo domicílio pode resultar em redução da variabilidade. Cabe destacar, também, que a exclusão de indivíduos sem capacidade física ou cognitiva para participar do estudo pode levar a erros na estimativa da TFG, uma vez que estes têm maior probabilidade de redução dessa taxa.

Finalmente, destaca-se a importância de inquéritos populacionais como fonte importante de informações sobre a saúde da população idosa, visando a definição de fatores de risco e a prevenção das doenças ou de suas complicações. A descoberta da doença nos estágios iniciais entre os idosos deve ser uma prioridade no Norte do país, cujo índice de envelhecimento passou de 8,2% em 1970 para 24,6% em 2010, além do aumento das morbidades crônicas como diabetes, HAS e obesidade 3030. Ministério da Saúde (BR) , Secretaria e Vigilância em Saúde , Departamento de Vigilância e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde . Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico . Brasília (DF) ; 2015 [ cited 2017 Nov 29 ]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2014.pdf
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoe...
, fatores associados à DRC.

Referências bibliográficas

  • 1
    Ojo A . Addressing the global burden of chronic kidney disease through clinical and translational research . Trans Am Clin Climatol Assoc . 2014 [ cited 2017 Feb 1 ]; 125 : 229 - 46 . Available from em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4112688/
    » https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4112688/
  • 2
    Hoerger TJ , Simpson SA , Yarnoff BO , Pavkov ME , Ríos Burrows N , Saydah SH , et al . The future burden of CKD in the United States: a simulation model for the CDC CKD Initiative . Am J Kidney Dis . 2015 ; 65 ( 3 ): 403 - 11 . https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2014.09.023
    » https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2014.09.023
  • 3
    Lebov JF , Valladares E , Peña R , Peña EM , Sanoff SL , Cisneros EC , et al . A population-based study of prevalence and risk factors of chronic kidney disease in León, Nicaragua . Can J Kidney Health Dis . 2015 ; 2 : 6 . https://doi.org/10.1186/s40697-015-0041-1
    » https://doi.org/10.1186/s40697-015-0041-1
  • 4
    Arora P , Vasa P , Brenner D , Iglar K , McFarlane P , Morrison H , et al . Prevalence estimates of chronic kidney disease in Canada: results of a nationally representative survey . CMAJ . 2013 ; 185 ( 9 ): E417 - 23 . https://doi.org/10.1503/cmaj.120833
    » https://doi.org/10.1503/cmaj.120833
  • 5
    Glassock RJ , Rule AD . Aging and the kidneys: anatomy, physiology and consequences for defining chronic kidney disease . Nephron . 2016 ; 134 ( 1 ): 25 - 9 . https://doi.org/10.1159/000445450
    » https://doi.org/10.1159/000445450
  • 6
    Stevens LA , Viswanathan G , Weiner DE . Chronic kidney disease and end stage renal disease in the elderly: current prevalence, future projections, and clinical significance . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 293 - 301 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.03.010
    » https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.03.010
  • 7
    Stevens LA , Li S , Wang C , Huang C , Becker BN , Bomback AS , et al . Prevalence of CKD and comorbid illness in elderly patients in the United States: results from the Kidney Early Evaluation Program (KEEP) . Am J Kidney Dis . 2010 ; 55 ( 3 Suppl 2 ): S23 - 33 . https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2009.09.035
    » https://doi.org/10.1053/j.ajkd.2009.09.035
  • 8
    Silva PLN . Calibration estimation: when and why, how much and how . Rio de Janeiro : IBGE ; 2004 . ( Textos para Discussão. Diretoria de Pequisas ).
  • 9
    Madeira JL , Simões CCS . Estimativas preliminares da população urbana e rural segundo as unidades da federação, de 1960/1980 por uma nova metodologia . Rev Bras Estat . 1972 ; 33 ( 129 ): 3 - 11 .
  • 10
    Amaral TLM , Amaral CA , Portela MC , Monteiro GTR , Vasconcellos MTL . Estudo das Doenças Crônicas (Edoc): aspectos metodológicos . Rev Saude Publica . 2019 ; 53 : 8 . http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2019053000847
    » http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2019053000847
  • 11
    Sociedade Brasileira de Cardiologia ; Sociedade Brasileira de Hipertensão ; Sociedade Brasileira de Nefrologia . VI Diretrizes brasileiras de hipertensão . Arq Bras Cardiol . 2010 ; 95 ( 1 Supl 1 ): 1 - 51 . https://doi.org/10.1590/S0066-782X2010001700001
    » https://doi.org/10.1590/S0066-782X2010001700001
  • 12
    Sociedade Brasileira de Diabetes . Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2013-2014 . Oliveira JEP , Vencio S , organizadores . São Paulo : AC Farmacêutica ; 2014 [ cited 2017 Jan 15 ]. Available from: http://www.diabetes.org.br/images/pdf/diretrizes-sbd.pdf
    » http://www.diabetes.org.br/images/pdf/diretrizes-sbd.pdf
  • 13
    Xavier HT , Izar MC , Faria Neto RJ , Assad MH , Rocha VZ , et al . V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose . Arq Bras Cardiol . 2013 ; 101 ( 4 Supl 1 ): 1 - 20 . https://doi.org/10.5935/abc.2013S010
    » https://doi.org/10.5935/abc.2013S010
  • 14
    Sociedade Brasileira de Hipertensão ; Sociedade Brasileira de Cardiologia ; Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia ; Sociedade Brasileira de Diabetes ; Associação Brasileira para Estudos da Obesidade . I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica . Arq Bras Cardiol . 2005 ; 84 Supl 1 : 3 - 28 . https://doi.org/10.1590/S0066-782X2005000700001
    » https://doi.org/10.1590/S0066-782X2005000700001
  • 15
    Levin A , Stevens PE , Bilous RW , Coresh J , De Francisco ALM , De Jong PE , et al . Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. Kidney disease: improving global outcomes (KDIGO) CKD work group. KDIGO 2012 clinical practice guideline for the evaluation and management of chronic kidney disease . Kidney Int Suppl . 2013 ; 3 ( 1 ): 1 - 150 . https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73
    » https://doi.org/10.1038/kisup.2012.73
  • 16
    Magalhães FG , Goulart RMM . Doença renal crônica e tratamento em idosos: uma revisão integrativa . Rev Bras Geriatr E Gerontol . 2015 ; 18 ( 3 ): 679 - 92 . https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14132
    » https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14132
  • 17
    Weinstein JR , Anderson S . The aging kidney: physiological changes . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 302 - 7 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.05.002
    » https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.05.002
  • 18
    El Bahanasy RE , Mahrous OA , Salem MEA , El Batanony MA , Mourad WS , Kasemy ZA . The role of microalbuminuria in population screening for chronic kidney disease in an Egyptian village . Menoufia Med J . 2013 ; 26 ( 1 ): 18 - 22 . https://10.7123/01.MMJ.0000429484.86621.34
    » https://10.7123/01.MMJ.0000429484.86621.34
  • 19
    Coresh J , Selvin E , Stevens LA , Manzi J , Kusek JW , Eggers P , et al . Prevalence of chronic kidney disease in the United States . JAMA . 2007 ; 298 ( 17 ): 2038 - 47 . https://doi.org/10.1001/jama.298.17.2038
    » https://doi.org/10.1001/jama.298.17.2038
  • 20
    Glassock RJ , Delanaye P , El-Nahas M . Managing Chronic kidney disease in older people--reply . JAMA . 2016 ; 315 ( 3 ): 307 - 8 . https://doi.org/10.1001/jama.2015.15999
    » https://doi.org/10.1001/jama.2015.15999
  • 21
    Kithas PA , Supiano MA . Hypertension and chronic kidney disease in the elderly . Adv Chronic Kidney Dis . 2010 ; 17 ( 4 ): 341 - 7 . https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.04.003
    » https://doi.org/10.1053/j.ackd.2010.04.003
  • 22
    Hamrahian SM , Falkner B . Hypertension in chronic kidney disease . Adv Exp Med Biol . 2017 ; 956 : 307 - 25 . https://doi.org/10.1007/5584_2016_84
    » https://doi.org/10.1007/5584_2016_84
  • 23
    De Nicola L , Donfrancesco C , Minutolo R , Lo Noce C , Palmieri L , De Curtis A , et al . Prevalence and cardiovascular risk profile of chronic kidney disease in Italy: results of the 2008–12 National Health Examination Survey . Nephrol Dial Transplant . 2015 ; 30 ( 5 ): 806 - 14 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383
    » https://doi.org/10.1093/ndt/gfu383
  • 24
    Zdrojewski Ł , Zdrojewski T , Rutkowski M , Bandosz P , Król E , Wyrzykowski B , et al . Prevalence of chronic kidney disease in a representative sample of the Polish population: results of the NATPOL 2011 survey . Nephrol Dial Transplant . 2016 ; 31 ( 3 ): 433 - 9 . https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369
    » https://doi.org/10.1093/ndt/gfv369
  • 25
    Mrozikiewicz-Rakowska B , Maroszek P , Nehring P , Sobczyk-Kopciol A , Krzyzewska M , Kaszuba AM , et al . Genetic and environmental predictors of chronic kidney disease in patients with type 2 diabetes and diabetic foot ulcer: a pilot study . J Physiol Pharmacol . 2015 [ cited 2017 May 25 ]; 66 ( 5 ): 751 - 61 . Available from: http://www.jpp.krakow.pl/journal/archive/10_15/pdf/751_10_15_article.pdf
    » http://www.jpp.krakow.pl/journal/archive/10_15/pdf/751_10_15_article.pdf
  • 26
    Amaral TLM , Amaral CA , Miranda-Filho AL , Monteiro GTR . Tendência e causa múltipla de óbito por insuficiência renal crônica em município na Amazônia brasileira, 1986-2012 . Cienc Saude Coletiva . 2018 ; 23 ( 11 ): 3821 - 8 . http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320182311.29902016
    » http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320182311.29902016
  • 27
    Wu S , Wang R , Zhao Y , Ma X , Wu M , Yan X , et al . The relationship between self-rated health and objective health status: a population-based study . BMC Public Health . 2013 ; 13 : 320 . https://doi.org/10.1186/1471-2458-13-320
    » https://doi.org/10.1186/1471-2458-13-320
  • 28
    Kovesdy CP , Furth SL , Zoccali C ; World Kidney Day Steering Committee . Obesity and kidney disease: hidden consequences of the epidemic . Kidney Int . 2017 ; 91 ( 2 ): 260 - 2 . https://doi.org/10.1016/j.kint.2016.10.019
    » https://doi.org/10.1016/j.kint.2016.10.019
  • 29
    Arinsoy T , Deger SM , Ates K , Altun B , Ecder T , Camsari T , et al . Prevalence of Chronic kidney disease in Turkish adults with obesity and metabolic syndrome: a post hoc analysis from chronic renal disease in Turkey study . J Ren Nutr . 2016 ; 26 ( 6 ): 373 - 9 . https://doi.org/10.1053/j.jrn.2016.08.004
    » https://doi.org/10.1053/j.jrn.2016.08.004
  • 30
    Ministério da Saúde (BR) , Secretaria e Vigilância em Saúde , Departamento de Vigilância e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde . Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico . Brasília (DF) ; 2015 [ cited 2017 Nov 29 ]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2014.pdf
    » http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2014.pdf

  • Financiamento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico [CNPq – Chamada MCTI/CNPQ/MS-SCTIE-DECIT 06/2013, para apoio a pesquisas estratégicas para o Sistema de Saúde pela Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS), Processo 401081/2013-3]; Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre [FAPAC – Chamada PPSUS 001/2013, do Programa de Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde (MS/CNPq/FAPAC/SESACRE), Processo 6068-14-0000029].

Histórico

  • Recebido
    31 Mar 2018
  • Aceito
    13 Jun 2018
  • Publicação Online
    06 Maio 2019
  • Publicação em número
    2019
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@org.usp.br