• Health-related quality of life in Brazil: normative data for the SF-36 in a general population sample in the south of the country Article

    Cruz, Luciane Nascimento; Fleck, Marcelo Pio de Almeida; Oliveira, Michele Rosana; Camey, Suzi Alves; Hoffmann, Juliana Feliciati; Bagattini, Ângela Maria; Polanczyk, Carisi Anne

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste trabalho foi disponibilizar escores normativos do SF-36 em uma amostra da população geral no Brasil e descrever as diferenças de escores médios de acordo com características sociodemográficas. O questionário SF-36 foi aplicado a uma amostra aleatória da população geral de Porto Alegre. A taxa de resposta foi de 68% e 755 indivíduos foram incluídos, 38% homens e 62% mulheres. O pior estado de saúde foi visto em mulheres, em indivíduos na faixa etária de 30 a 44 anos, de uma classe econômica mais baixa, com menor escolaridade e com autorrelato de uma condição médica crônica. Os resultados dos escores do SF-36 são apresentados como dados normativos para a população geral. O SF-36 foi um instrumento aceitável e prático para medir a qualidade de vida relacionada à saúde. Os resultados deste estudo podem ser úteis para pesquisadores utilizando o SF-36 em outros grupos para comparar os escores com dados normativos, ele pode ser uma boa ferramenta para detectar grupos vulneráveis em estudos epidemiológicos, pela capacidade de discriminar diferentes subgrupos da população.

    Abstract in English:

    The objective of this study was to provide normative SF-36 scores in a general population sample in Brazil and to describe differences in mean scores according to socio-demographic characteristics. The SF-36 questionnaire was distributed to a randomly selected sample of the general population of Porto Alegre in the State of Rio Grande do Sul. The response rate was 68% and 755 subjects were included (38% male, 62% female). Lower health status was revealed among females in the 30 to 44 year age bracket, from the lower income class, with less education and self-reported chronic medical conditions. The results and percentiles of scores of the SF-36 are reported as normative data for the general population. The SF-36 was an acceptable and practical instrument for measuring health-related quality of life in a sample of Brazilians. The results of this study can be useful for researchers using the SF-36 questionnaire in other groups to compare the scores with normative data. The SF-36 may prove a valuable tool for discovering vulnerable groups in epidemiological studies due to the ability to discriminate between different population subgroups.
  • Quality of life of users of psychoactive substances, relatives, and non-users assessed using the WHOQOL-BREF Article

    Moreira, Taís de Campos; Figueiró, Luciana Rizzieri; Fernandes, Simone; Justo, Fernanda Maia; Dias, Ismael Rodrigo; Barros, Helena Maria Tannhauser; Ferigolo, Maristela

    Abstract in Portuguese:

    Qualidade de vida está relacionada a um dos desejos humanos básicos, que é viver bem e se sentir bem. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida dos usuários de substâncias psicoativas e familiares, em comparação aos não-usuários, analisados por estratos socioeconômicos. Foi realizado um estudo transversal com usuários de substâncias psicoativas, parentes e outras pessoas que chamaram o Serviço de Informação e Orientação sobre o abuso de drogas (VIVAVOZ). A coleta de dados ocorreu entre novembro de 2009 e dezembro de 2010. Foram coletados dados de usuários, parentes e não-usuários, incluindo as características socioeconômicas e dados sobre consumo de substâncias, quando apropriado, além disso, foi administrado o questionário WHOQOL-BREF. Responderam ao WHOQOL-Bref 347 pessoas, 138 (70%) usuários de álcool , 76 (39%) maconha, 111 (57%) tabaco, 78 (40%) de cocaína e 70 (36%) crack. Os controles tiveram escores maiores de qualidade de vida, que os familiares de usuários e usuários em todas as áreas do questionário (p < 0,05). Usuários de substâncias psicoativas tiveram escores mais baixos em quase todos os domínios e escore geral do WHOQOL-Bref em comparação com a amostra de não usuários de drogas. Estes resultados refletem baixa qualidade de vida dos pacientes e seus familiares.

    Abstract in English:

    Quality of life is related to one of the basic human desires, which is to live well and feel good. The scope of this study was to evaluate the quality of life of psychoactive substance users and relatives, compared to non-users, analyzed by socioeconomic strata. A cross-sectional study with users of psychoactive substances, relatives, and other individuals who called the Information and Orientation Service regarding drug abuse. Data collection took place between November 2009 and December 2010. Data was collected from users, relatives, and non-users, including socioeconomic characteristics and data regarding substance consumption when appropriate. In addition to this the abbreviated version of the World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-BREF) questionnaire was given to 347 individuals. Among the 138 users (70%) used alcohol, 76 (39%), marijuana, 111 (57%) tobacco, 78 (40%) cocaine and 70 (36%) crack. Control subjects had higher, scores than the relatives of users and users in all areas of the questionnaire (p < 0.05). Psychoactive substance users scored lower in almost all domains and overall score in the WHOQOL-BREF questionnaire in comparison with the sample of non-drug users. These findings reflect poor quality of life of patients and their relatives.
  • Between suffering and hope: rehabilitation from urinary incontinence as an intervening component Article

    Delarmelindo, Rita de Cássia Altino; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani; Bocchi, Silvia Cristina Mangini

    Abstract in Portuguese:

    Estudo de natureza qualitativa com os objetivos de compreender a experiência de mulheres com incontinência urinária e elaborar um modelo teórico representativo da mesma. A saturação teórica se deu mediante a análise da 18ª entrevista não diretiva, segundo a Teoria Fundamentada nos Dados. Emergiram dois fenômenos: convivendo com os desafios da Incontinência Urinária (IU) e vivenciando a esperança e a desilusão de reabilitar-se da IU. Do re-alinhamento dos componentes provindos dos fenômenos emergiu a categoria central, denominada: entre o sofrimento e a esperança - o apoio e o acesso a reabilitação da IU como componente interveniente. Da análise à luz do Interacionismo Simbólico verificou-se que a gravidez e o parto vaginal emergem como símbolos de vulnerabilidade da mulher ao sofrimento de conviver com o desafio moral e fisiopsicossocial da IU. Bem como a inferência de que a desconsideração do Sistema Único de Saúde (SUS) com investimentos no processo de reabilitação da IU possa estar fragilizando os próprios programas de incentivo ao parto vaginal. Aponta a perpetuação do sofrimento da mulher com a IU, que na maioria não tem acesso à reabilitação por falta de programas voltados às reais necessidades dessas usuárias do SUS.

    Abstract in English:

    This is a qualitative study seeking to understand Brazilian women's experience of urinary incontinence (UI) and design a representative theoretical model for the experience. Theoretical saturation occurred after analysis of the 18th non-directive interview in accordance with Grounded Theory. Two phenomena emerged: living with the challenges of UI and experiencing the hope and disappointment of rehabilitation from UI. Upon re-alignment of the components, the core category emerged, namely: between suffering and hope - rehabilitation from urinary incontinence as an intervening component. From the analysis in light of symbolic interactionism, pregnancy and vaginal birth were observed to be symbols of women's vulnerability to the suffering from living with the moral and physio-psychosocial challenges of UI. It is also inferred that the lack of consideration of the Unified Health System (SUS) in investing in the process of rehabilitation from UI may be having a negative effect on the incentive programs for promoting vaginal birth. Most of all, it reveals the ongoing suffering of women with UI, most of whom do not have access to rehabilitation due to the lack of programs geared to the real needs of these users of the Unified Health System.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br