• Effect of the elimination of chronic diseases on disability-free life expectancy among elderly individuals in Sao Paulo, Brazil, 2010 Article

    Campolina, Alessandro Gonçalves; Adami, Fernando; Santos, Jair Licio Ferreira; Lebrão, Maria Lucia

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste estudo é avaliar se a eliminação de determinadas doenças crônicas é capaz de levar à compressão da morbidade em indivíduos idosos de São Paulo (Brasil), 2010. Estudo transversal analítico, de base populacional, utilizando dados oficiais secundários para o Município de São Paulo, em 2010, e dados obtidos a partir do estudo Saúde, Bem-estar e Envelhecimento (SABE). Um total de 907 indivíduos idosos foram avaliados, sendo 640 do sexo feminino (64,6%). O método de Sullivan foi utilizado para o cálculo de expectativas de vida livre de incapacidade (E.V.L.I.). Tábuas de vida de eliminação de causas foram utilizadas para calcular as probabilidades de morte com a eliminação de doenças. Em termos absolutos, os ganhos em expectativa de vida (E.V.) e E.V.L.I. foram maiores nas idades mais jovens (60 a 74 anos), em ambos os sexos. Em termos relativos (% E.V.L.I. na E.V.), os ganhos foram maiores nas mulheres de 75 anos ou mais e nos homens aos 60 anos. A doença cardíaca apresentou-se como aquela que mais promoveria a compressão da morbidade, caso fosse eliminada, em ambos os sexos. A eliminação de doenças crônicas na população idosa poderia levar a uma compressão da morbidade em homens e mulheres, tanto na idade de 60 anos, quanto na de 75 anos ou mais.

    Abstract in English:

    The scope of this study was to establish whether the elimination of certain chronic diseases is capable of leading to the compression of morbidity among elderly individuals in Sao Paulo (Brazil), 2010. A population-based, cross-sectional study was carried out with official data for the city of Sao Paulo (Brazil) in 2010 and data from the SABE (Health, Wellbeing and Ageing) study. A total of 907 elderly individuals were evaluated, 640 of whom were women (64.6%). Sullivan's method was used for the calculation of disability-free life expectancy (DFLE). Life tables for cause elimination were used to calculate the probabilities of death with the elimination of health conditions. In absolute terms, the gains in LE and DFLE were greater in the younger age group (60 to 74 years) in both genders. In relative terms (%DFLE in LE), the gains were higher among women aged 75 years or older and among men aged 60 years. If eliminated, heart disease was the condition that would most lead to the compression of morbidity in both genders. The elimination of chronic diseases from the elderly population could lead to a compression of morbidity in men and women at both 60 years of age and 75 years of age or older.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br