• The structure of qualitative studies: a bibliometric pattern of biomedical literature Review

    Bastos, Rodrigo Almeida; Alves, Vera Lucia Pereira; Sena, Rômulo Magnus de Castro; Jesus, Juliana Vasconcellos Freitas de; Rodrigues, Larissa; Surita, Fernanda Garanhani de Castro; Turato, Egberto Ribeiro

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A dificuldade de entendimento na literatura biomédica sobre a validade dos estudos qualitativos pode estar relacionada ao menor número de estudos qualitativos publicados. As críticas também vão desde a falta de profundidade teórica até discussões pouco objetivas de descobertas empíricas. O objetivo deste estudo foi explorar padrões bibliométricos e as tendências na estrutura das pesquisas qualitativas na literatura biomédica. Utilizou-se análise bibliométrica e mapeamento da literatura biomédica. O número de estudos selecionados foi 1.725. Os temas de saúde com mais publicações incluíram Gestão em Saúde (12%) e Saúde da Mulher (9,8%), enquanto os autores dos estudos tiveram afiliação acadêmica em 76 países diferentes. O tamanho da amostra mais observado foi de 11 a 20 participantes (27,13%) e o referencial da Grounded Theory (9,04%) o mais utilizado. A estruturação aprimorada de uma pesquisa qualitativa amplia a comunicação eficaz entre profissionais de saúde e pesquisadores, além de apoiar o gerenciamento de situações clínicas.

    Abstract in English:

    Abstract The lack of knowledge in the biomedical literature regarding the validity of qualitative studies might be related to the lower number of qualitative studies that have been published. The criticisms range from a lack of theoretical depth to the superficial discussions of empirical findings. The aim of this study was to explore the bibliometric entities and the trends in the structure of qualitative research in the biomedical literature. A bibliometric analysis and mapping of the biomedical literature were used. The number of studies selected was 1,725. The heath themes with the most publications included Health Management (12%) and Women’s Health (9.8%), while the authors of the studies had academic affiliation in 76 different countries. The sample sizes were between 11 and 20 participants (27.13%) and the Grounded Theory framework (9.04%) stood out. The improved structuring of a qualitative research extends the effective communication between health providers and researchers, and support in the management of clinical situations.
  • Vitamin D and bone health in adults: a systematic review and meta-analysis Review

    Segheto, Kátia Josiany; Pereira, Marcos; Silva, Danielle Cristina Guimarães da; Carvalho, Cristiane Junqueira de; Massardi, Felipe Ribeiro; Kakehasi, Adriana Maria; Juvanhol, Leidjaira Lopes; Longo, Giana Zarbato

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A baixa saúde óssea está associada à deficiência de vitamina D em indivíduos mais velhos; no entanto, isso não está bem estabelecido em adultos. O estudo objetivou-se analisar a associação entre concentrações séricas de 25-hidroxivitamina D e baixa saúde óssea em adultos por revisão sistemática e metanálise. A pesquisa foi realizada nas bases LILACS, PubMed, Scopus, Web of Science, ScienceDirect de março de 2017 a outubro de 2018 com indivíduos adultos (20-59 anos). A avaliação da saúde óssea foi realizada através da absorciometria dupla de raios X e concentrações séricas de 25(OH)D. O modelo de efeito aleatório foi utilizado para analisar dados do conteúdo mineral ósseo e densidade mineral óssea. Modelos de efeitos aleatórios foram utilizados e a heterogeneidade foi explorada por meio de meta-regressão. Trinta e cinco artigos foram selecionados. Houve correlação positiva entre a vitamina D e a saúde óssea na maioria dos locais avaliados. Observou-se correlação na análise de subgrupos da coluna lombar entre homens. Quando estratificados, os estudos apresentaram alta heterogeneidade, explicada pelo tamanho da amostra, pelos níveis séricos médios da vitamina e pelo risco de viés. A vitamina D está positivamente correlacionada com a saúde óssea em indivíduos adultos.

    Abstract in English:

    Abstract Low bone health is associated with vitamin D deficiency in older individuals; however, this association is not well established in adults. The aim of the study was to analyze the association between serum concentrations of 25-hydroxyvitamin D and bone health in adults by systematic review and meta-analysis. The search was carried out in the LILACS, PubMed, Scopus, Web of Science, ScienceDirect databases from March 2017 to October 2018 with adult individuals (20-59 years). Bone health was evaluation performed through dual X-ray absorptiometry and serum concentrations of 25(OH)D. The random effect model was used to analyze data from bone mineral content and bone mineral. Random effects models were used and the sources of heterogeneity were explored by means of meta-regression. Thirty-five articles were selected. There was positive correlation between vitamin D and bone health in most of the evaluated sites. Correlation was observed in the analysis of subgroups for lumbar spine among men. When stratified, the studies presented high heterogeneity, which was explained by the sample size, mean serum vitamin D levels and risk of bias. Vitamin D is positively correlated to bone health in adult individuals.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br