• Untitled document Editorial

    Coimbra Jr., Carlos E. A.
  • Health and demography of native Amazonians: historical perspective and current status Analysis

    Hern, Warren M.

    Abstract in Portuguese:

    Os nativos da Amazônia foram vítimas de dois grandes ataques históricos: um na época da Conquista e outro durante o século XX. Devido a doenças epidêmicas e à destruição ambiental, inúmeras tribos passaram a vivenciar problemas de deslocamentos, dizimação e extinção em uma única geração. A aculturação e a construção de grandes projetos desenvolvimentistas tiveram efeitos catastróficos sobre as populações indígenas. Em diversos aspectos, os nativos da Amazônia sofreram uma "Transição Epidemiológica". Paradoxalmente, um dos efeitos da dilaceração cultural para alguns dos nativos da Amazônia foi a perda de controles culturais sobre a fecundidade, fazendo com que a elevada fecundidade se tornasse um importante problema de saúde. Com o rápido crescimento de populações amazônicas não indígenas, o desmatamento e a urbanização, os nativos da Amazônia enfrentam sérios obstáculos para a sua sobrevivência a longo prazo.

    Abstract in English:

    Native Amazonians have been the victims of two massive historical assaults, one at the time of the Conquest and the other during the Twentieth century. Due to epidemic disease and environmental destruction, many tribes have gone from contact to displacement, decimation, and extinction in a single generation. Deculturation and the construction of large development projects have had catastrophic effects on native populations. In many ways, native Amazonians have experienced a reverse of the "Epidemiologic Transition". Paradoxically, one of the effects of cultural disruption for some native Amazonians has been the loss of cultural controls on fertility with the result that high fertility has become a major health problem. Combined with rapid growth of non-indigenous Amazonian populations, deforestation, and urbanization, native Amazonians face grave obstacles to long-term survival.
  • Diet and nutritional status of Ameridians: a review of the literature Analysis

    Dufour, Darna L.

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho revê e avalia os dados disponíveis sobre a alimentação e estado nutricional de ameríndios que habitam as florestas pluviais tropicais da Amazônia. A alimentação da maioria dos ameríndios está baseada na mandioca e na banana, enquanto que peixes, animais silvestres e invertebrados são responsáveis por proteínas de alta qualidade. Só é conhecida a composição da alimentação ameríndia de alguns grupos. Nestes, o consumo aumentar das famílias e dos adultos parece ser adequado em termos de calorias e proteínas. Contudo, a baixa densidade calórica da alimentação, baseada na mandioca e na banana, sugere que esta não é concentrada o bastante para as crianças. Dados antropométricos de inúmeros grupos encontram-se disponíveis. Os adultos são de baixa estatura, porém o seu estado nutricional, avaliado em termos de peso/altura, é geralmente bom. As crianças são pequenas para sua idade e, em certos grupos, mais de 10% seriam classificadas como subnutridas, com base no critério peso/altura e/ou em sinais clínicos.

    Abstract in English:

    This paper reviews and evaluates the available data on diet and nutritional status of Amerindians living in the tropical forests of Amazonia. The diets of most Amerindians are based on cassava and plantains/bananas, with high quality protein coming from fish, game and invertebrates. The composition of Amerindian diets is known for only a few groups. In these groups the dietary intake of households and adults appears to be adequate in energy and protein. However, the high bulk, low caloric density of the diets suggests that they are not concentrated enough for children. Anthropometric data is available for a number of groups. Adults are small in size, but nutritional status assessed in terms of weight-for-height is generally good. Children are small for their age, and in some groups more than 10% would be classified as undernourished on the basis of weight-for-height, and/or clinical signs.
  • Onchocerciasis among Yanomámi Indians Análise

    Moraes, Mário A. P.

    Abstract in Portuguese:

    Apresentam-se os dados até agora obtidos sobre o foco brasileiro de oncocercose. Esse foco, localizado no extremo norte do país, envolve principalmente indígenas do grupo Yanomámi, antigos habitantes do local. Em algumas aldeias, a infecção é encontrada em cerca de 80% dos adultos. Aspectos interessantes, como a origem do foco, as características da doença nos indígenas e os principais vetores de Onchocerca volvulus, são abordados. Por fim, é feita uma análise a respeito do comportamento da endemia e da possível disseminação da doença para outras regiões do Brasil - em áreas de garimpo. Sugerem-se medidas de controle, entre elas o uso de larvicidas, método que poderia ser adotado em lugares restritos - com população já estabilizada -, dentro da zona onde mais forte é a prevalência.

    Abstract in English:

    The main features of the Brazilian focus of onchocerciasis are reported. This focus encompasses large areas of the states of Amazonas and Roraima, in the densely forested highlands of Northern Brazil. It is not clear how the local inhabitants, Indians of the group Yanomámi, an isolated group that has lived in the region for centuries, acquired the infection. However, in some of their villages the prevalence rate among adults is as high as 80%. Aspects of the focus, as its origins, manifestations of the illness among the Indians, and the distribution and importance of the recognized vectors of O. volvulus in the region, are reviewed. The author also makes some considerations on the behavior and probable future of the focus, including the possible dissemination of onchocerciasis to some other sites of Brazil. Gold miners that in recent years have invaded the Yanomámi territory and became infected in contact with the Indians will be the cause of this dissemination. Methods for controlling onchocerciasis are discussed and, besides the treatment of the infected Indians with Ivermectin, it is proposed the use of larvicides to eliminate the vectors. This method would be employed in some limited areas where the population is already stable and shows a very high prevalence rate.
  • Cultural factors associated with the seclusion disease in Alto Xingu (Central Brazil) Pesquisa

    Verani, Cibele; Morgado, Anastácio

    Abstract in Portuguese:

    Sob uma abordagem antropológica da dimensão simbólica da doença, o artigo enfoca as representações sobre a síndrome característica do ritual da reclusão pubertária entre indígenas da região do Alto Xingu (Brasil Central), em uma perspectiva comparativa com a abordagem clínico-epidemiológica clássica. A categoria tradicional da medicina indígena é considerada como ponto de partida para o contraste com a categoria da medicina ocidental, identificada em alguns casos da síndrome como uma neuropatia periférica de origem possivelmente tóxica. O tratamento epidemiológico dos dados sobre a categoria tradicional evidencia relações com acontecimentos de ordem cultural, afetos à conjuntura sócio-política e das relações de contato. Essa "síndrome cultural" representa um desafio aos métodos utilizados pela medicina ocidental moderna, em particular para a abordagem clínica e epidemiológica. Finalmente, os autores apresentam consideração de ordem metodológica, explicitando aspectos de dimensão cultural específicos da sociedade moderna, contidos nos procedimentos das disciplinas científicas envolvidas.

    Abstract in English:

    This article presents an anthropological approach to the symbolic aspects of the disease, considering traditional representations about the puberty seclusion syndrome which affects adolescent indians from the Upper Xingu region (Central Brazil), in a comparative perspective with the clinical-epidemiological approach. The traditional nosological category and its etiological implications in indigenous medicine and culture are contrasted with the western medical category - a peripheral neuropathy, possibly of toxic origin - identified in some cases of the syndrome. An epidemiological analysis of the data collected from the traditional point of view shows relations with events of cultural origin, associated with social and political contexts and with the nature of cross-cultural relations. Moreover, this culture-bound syndrome presents some methological issues for western medicine, particularly for biomedical and social-epidemiological approaches. Finally, the authors make explicit some cultural assumptions characteristic of modern western society, underlying the procedures used by the scientific disciplines involved.
  • An assessment of the nutritional status in a context of socioeconomic change: the Suruí indians from the state of Rondônia, Brazil Pesquisa

    Coimbra Jr., Carlos E.A.; Santos, Ricardo V.

    Abstract in Portuguese:

    O presente trabalho discute os resultados de uma avaliação nutricional, realizada com 147 crianças de 0-8,9 anos da comunidade indígena Suruí, Parque Indígena Aripuanã, Rondônia. Os dados incluem antropometria, dosagem de níveis de hemoglobina e exame coproparasitológico. A reserva Suruí localiza-se em uma região de intensa colonização e fluxo migratório. O grupo foi contactado pela Funai em 1969 e, nos últimos anos, envolveu-se ativamente no mercado regional, o que resultou em parcial abandono das atividades de subsistência tradicionais. Comparados com a população-referência do NCHS, os resultados indicam elevadas prevalências de baixa altura para idade (46,3%), peso para idade (31,9%) e peso para altura (6,6%). São também altas as prevalências de anemia (71,2%) e parasitismo intestinal (>75%). Os autores argumentam que a precariedade do estado nutricional das crianças Suruí reflete carências alimentares, devido à redução da capacidade de produção de alimentos e inadequadas condições sanitárias presentes nas diversas aldeias.

    Abstract in English:

    This paper details the results of a nutritional assessment conducted with 147 Suruí Amerindian children 0-8.9 years of age from the Aripuanã Indian Park, Rondônia, Brazil. The data include anthropometry, hemoglobin concentration levels, and stool examinations. The Suruí reservation is located in an area which experienced intensive government-oriented colonization and immigration over the past three decades. The group was contacted by the Brazilian Indian Foundation (FUNAI) in 1969 and, recently, became more involved in the regional market economy, which led to partial abandonment of traditional subsistence strategies. Compared to international reference curves (NCHS), the results indicate high levels of low height for age (46.3%), weight for age (31.9%) and weight for height (6.6%). Anemia (71.2%) and intestinal parasitism (over 75%) are also common. The authors argue that the precarious nutritional status of the Suruí children reflects nutritional problems due to a reduction in the Suruí food production system as well as inadequate sanitary conditions of the various villages.
  • The health status of Yanomámi Indians: diagnosis from the Casa do Índio, Boa Vista, Roraima, 1987 1989 Pesquisa

    Pithan, Oneron A.; Confalonieri, Ulisses E. C.; Morgado, Anastácio F.

    Abstract in Portuguese:

    Relata-se a evolução dos perfis de morbidade de índios da etnia Yanomámi atendidos na Casa do Índio na cidade de Boa Vista, Roraima, no período de janeiro de 1987 a agosto de 1989. Dentre 495 internações, constatou-se que os principais agravos observados foram, em ordem descrescente, a malária, as infecções respiratórias agudas, a tuberculose, a desnutrição grave e as doenças sexualmente transmissíveis. Dentre os 114 óbitos, a malária foi a causa principal nos três anos estudados. Foi observado um aumento importante na freqüência das internações de pacientes provenientes das áreas com maior concentração de garimpos de ouro. Discute-se o impacto global da invasão garimpeira na qualidade de vida e nos níveis de saúde da população Yanomámi.

    Abstract in English:

    The change in the morbidity profile of the Yanomámi Indians admitted to the Casa do Índio, at Boa Vista, Roraima, from January 1987 to August 1989, is reported. The most frequent diseases observed in 495 patients were malaria, acute respiratory infections, tuberculosis, severe under nutrition, and sexually transmitted diseases. Malaria was the main cause of death of 114 Indians throughout the period. A striking increase in hospital admissions was noted in the population from the villages which were in closer contact with gold miners. The global impact of the invasion of the Yanomámi territory by miners on the quality of life and health levels of the Yanomámi is discussed.
  • Dermatosis among the Xavánte from the Pimentel Barbosa Indian Reservation, Mato Grosso, (Brazil) Registro

    Alvarez, Rosicler R.; Campbell, Iphis; Friedman, Horácio; Bertoli, Maria Lúcia; Gama, Glória B. M. N. da; Diaz, Luis A.

    Abstract in Portuguese:

    Os autores descrevem o resultado de inquérito dermatológico realizado entre os Xavánte da Área Indígena Pimentel Barbosa, Mato Grosso, Brasil. Os resultados indicam a ocorrência de doenças relacionadas à higiene inadequada, como a escabiose, pediculose e piodermite. O encontro de perlèche sugere deficiência nutricional O pênfigo foliáceo endêmico (fogo selvagem) foi a afecção dermatológica de maior gravidade presente nesta população.

    Abstract in English:

    The authors present the results of a dermatological survey conducted among the Xavánte Indians from the Pimentel Barbosa Reservation, state of Mato Grosso, Brazil Scabies, pediculosis, and pioderma were the most frequent diseases, clearly related to poor hygiene. The finding of perlèche indicates the presence of nutritional deficiency. Endemic pemphigus foliaceus (fogo selvagem) was the most serious dermatological affection found in this population.
  • The Guaraní-Kaiwá suicide epidemic: investigating its causes and suggesting the impossible return hypothesis Opinião

    Morgado, Anastácio F.

    Abstract in Portuguese:

    O suicídio de seis jovens Guaraní-Kaiwá num período de duas semanas é por si só suficiente para preencher qualquer critério de epidemia. Em uma população de aproximadamente 7.500 indígenas, há informações de que foram registrados 52 suicídios de 1987 até agosto de 1991; a epidemia é mais dramática entre o subgrupo Kaiwá: 14 de seus membros suicidaram-se no ano de 1990, e uns tantos outros suicídios já ocorreram no 1º semestre de 1991. Predomina entre jovens de 12 a 20 anos de idade, atingindo igualmente rapazes e moças. Para explicar uma epidemia desse tipo, propõe-se a hipótese do recuo impossível, onde se verifica o esgotamento de qualquer possibilidade de recuar no espaço, diante da "civilização ocidental", e, simultaneamente, seus valores de dignidade humana são aviltados. Não há mais uma só opção de ir para uma floresta e foram virtualmente capturados pela cidade (a aldeia dos Kaiwá fica no perímetro urbano de Dourados), mas sem chances de qualquer inserção ocupacional - só restando-lhes alguma forma de prostituição. Em tal situação de desvalia extrema, a auto-imolação é a última forma de ainda sobreviver a sua cultura. Houve epidemias de suicídio em indígenas de outros países, mas esses encontravam-se também em limite de recuo e sem chances de inserção na civilização ocidental. No Brasil e no exterior, outras tribos indígenas foram urbanizadas, sem tragédias como a experimentada pelos Kaiwá, porque tiveram alguma inserção socialmente condigna.

    Abstract in English:

    The suicide of six young Guaraní-Kaiwá Indians within the timespan of two weeks is enough to fulfill any criteria to define an epidemic. In a total population of 7,500 individuals, the available data account for 52 cases of suicide between 1987 and August 1991. The epidemic is more dramatic among the Kaiwá subgroup among which 14 individuals died in 1990 and a number of suicides were reported for the first semester of 1991. For both sexes, most deaths were observed in the age group 12-20 years. The author advances the hypothesis of the impossible return according to which, under extreme pressure exerted by western society, they see no possibility of returning to their traditional way of living. Under circumstances of extreme self-devaluation, suicide becomes the last alternative for the survival of their culture. Suicide epidemics have been reported among Amerindians in other countries suffering from the same kind of pressure. In Brazil and also in other countries, other tribes have been urbanized and yet did not experience the tragedy which the Kaiwá are going through because they had some kind of acceptable insertion in the national society.
  • Origens, adaptações e diversidade biológica do homem nativo da Amazônia Resenha

    Souza, Sheila Mendonça de
  • Environmental changes and human health: a study of the Shipibo-Conibo in Eastern Peru Resenha

    Coimbra Jr., Carlos E. A.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br