• Evaluation of the impact of a nutritional program for undernourished children in Brazil Articles

    Santos, Iná S.; Gigante, Denise P.; Coitinho, Denise C.; Haisma, Hinke; Valle, Neiva C. J.; Valente, Gicele

    Abstract in Portuguese:

    Um estudo prospectivo, controlado foi realizado no Nordeste do Brasil para avaliar a efetividade de um programa de suplementação alimentar (Programa do Leite) sobre crescimento infantil e composição corporal. Ao ingressar no programa, crianças de dez municípios com as maiores taxas de cobertura do programa (intervenção) foram comparadas a crianças não-beneficiárias de dez municípios com as menores taxas de cobertura (controle). Um total de 219 crianças de 6-18 meses de idade foram arroladas. Ao entrar no estudo, ambos os grupos eram comparáveis quanto a sexo, idade e estado nutricional. Houve freqüentes falhas na entrega do suplemento, não foi fornecido leite para os familiares menores de cinco anos, a redistribuição intradomiciliar do leite foi alta e a adesão materna ao recomendado, baixa. Análises ajustadas por modelos multiníveis mostraram variações em peso, comprimento, escore Z peso-idade, comprimento-idade e água corporal (método deutério), em seis meses, respectivamente de 1,53kg; 6,34cm; 0,33; 0,05 e 1,11%, entre as suplementadas; contra 1,54kg; 6,57cm; 0,26; 0,07 e 4,10% entre as controles, sem diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Conclui-se que o programa não foi efetivo para compensar deficiências nutricionais no nordeste brasileiro.

    Abstract in English:

    To assess the effectiveness on child growth and body composition of a supplementary feeding program (Milk Supplement Program), a prospective, controlled study was conducted in Northeast Brazil. When entering the Program, children from 10 municipalities with the highest coverage rates in the Program (intervention group) were compared to non-beneficiary children from 10 municipalities with the lowest coverage rates (control group). A total of 219 children aged 6-18 months were enrolled. At entry, both groups were comparable in terms of age, sex, and nutritional status. There were frequent gaps in delivery of the supplement, no extra milk was provided to siblings less than 5 years of age, intra-household redistribution of milk was high, and maternal compliance with recommendations was low. Adjusted analyses by multilevel modelling showed average changes in weight, length, weight-age and length-age Z-scores, and % body water (deuterium method), at 6 months, of 1.53kg, 6.34cm, 0.33, 0.05, and 1.11% respectively among supplemented children as compared to 1.54kg, 6.5cm, 0.26, 0.07, and 4.10% among controls, with no statistically significant difference between groups. Thus, the Program failed to compensate for nutritional deficiencies in undernourished children in Northeast Brazil.
  • Similarity between neonatal profile and socioeconomic index: a spatial approach Articles

    d'Orsi, Eleonora; Carvalho, Marilia Sá; Cruz, Oswaldo Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo foi realizado com o objetivo de comparar o perfil de nascimentos e as condições sócio-econômicas nos bairros do Município do Rio de Janeiro, Brasil, identificando áreas de risco prioritárias para atuação. Utilizou-se desenho de estudo ecológico. As fontes de dados foram o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e o Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, agregados por bairros. Foi realizada análise espacial, classificação multivariada pela técnica de "cluster" e estatística "I" de Morin para detecção de autocorrelação espacial. Foi criado índice de similaridade para comparar a classificação sócio-econômica com o perfil de nascimentos. As proporções de nascidos vivos com Apgar acima de 8 e cesáreas por bairros apresentaram autocorrelação espacial positiva e alta similaridade com a classificação sócio-econômica. A proporção de nascidos vivos com baixo peso apresentou distribuição espacial aleatória indicando que, nesta escala de análise, o peso ao nascer não é suficientemente sensível para discriminar diferenças entre subgrupos populacionais. As relações observadas sugerem mudanças no perfil de saúde materno-infantil, com necessidade de intervenções voltadas para uso de serviços e crescente importância do escore de Apgar como indicador de risco.

    Abstract in English:

    This study aims to compare neonatal characteristics and socioeconomic conditions in Rio de Janeiro city neighborhoods in order to identify priority areas for intervention. The study design was ecological. Two databases were used: the Brazilian Population Census and the Live Birth Information System, aggregated by neighborhoods. Spatial analysis, multivariate cluster classification, and Moran's I statistics for detection of spatial clustering were used. A similarity index was created to compare socioeconomic clusters with the neonatal profile in each neighborhood. The proportions of Apgar score above 8 and cesarean sections showed positive spatial correlation and high similarity with the socioeconomic index. The proportion of low birth weight infants showed a random spatial distribution, indicating that at this scale of analysis, birth weight is not sufficiently sensitive to discriminate subtler differences among population groups. The observed relationship between the neighborhoods' neonatal profile (particularly Apgar score and mode of delivery) and socioeconomic conditions shows evidence of a change in infant health profile, where the possibility for intervention shifts to medical services and the Apgar score assumes growing significance as a risk indicator.
  • Differences in self-rated health among older adults according to socioeconomic circumstances: the Bambuí Health and Aging Study Articles

    Lima-Costa, Maria Fernanda; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Uchôa, Elizabeth

    Abstract in Portuguese:

    A influência da situação sócio-econômica na estrutura da percepção da saúde dos idosos tem recebido pouca atenção. O objetivo foi verificar se a estrutura da percepção da saúde difere em idosos mais pobres em comparação àqueles com melhor poder aquisitivo (renda mensal familiar < 2 vs. > 2 salários mínimos). O estudo incluiu 1.505 idosos (> 60 anos de idade) residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, Brasil. A satisfação com a rede social surgiu com maior força na estrutura da percepção da saúde entre os mais pobres. Entre esses, sintomas depressivos e ansiosos estavam associados com a auto-avaliação da saúde, ao passo que os idosos com melhor poder aquisitivo apresentavam uma percepção da saúde mais ampla, que incluía sintomas depressivos e ansiosos, insônia, infecção pelo Trypanossoma cruzi, medicamentos utilizados e acesso aos serviços de saúde. Consultas a médicos e hospitalizações apresentaram-se associadas à auto-avaliação da saúde em ambos os grupos. Estes resultados apontam para importantes diferenças na estrutura da percepção da saúde em idosos com menor ou maior renda familiar e reforçam a necessidade de políticas para reduzir as desigualdades em saúde dessa população.

    Abstract in English:

    Self-rated health is influenced by socioeconomic circumstances, but related differences in its structure have received little attention. The objective of this study was to examine whether self-rated health structure differs according to socioeconomic circumstances in later life. The study included 1,505 individuals (86.4%) residing in Bambui and aged 60 years or older. Correlates of self-rated health among lower-income older adults (monthly household income < US$ 240.00) and higher-income seniors were assessed. Social network stood out as a major factor in the structure of self-rated health among the poorest. Psychological distress was independently associated with worse self-rated health among the poorest, while perceptions by the wealthiest were broader, including psychological distress, insomnia, Trypanosoma cruzi infection, use of medications, and access to health services. Physician visits and hospitalizations were associated with self-rated health in both groups. Our results show important differences in the structure of self-rated health according to socioeconomic circumstances and reinforce the need for policies to reduce health inequalities in later life.
  • Heterogeneous geographic distribution of human T-cell lymphotropic viruses I and II (HTLV-I/II): serological screening prevalence rates in blood donors from large urban areas in Brazil Articles

    Catalan-Soares, Bernadette; Carneiro-Proietti, Anna Bárbara de F.; Proietti, Fernando Augusto

    Abstract in Portuguese:

    Devido ao tamanho absoluto de sua população, o Brasil pode abrigar o maior número absoluto de pessoas soropositivas para HTLV-I/II. A triagem sorológica para o HTLV-I/II, dos candidatos à doação de sangue é obrigatória no país e a rede de hemocentros é responsável pela coleta de aproximadamente 80,0% do sangue doado. Conduzimos estudo transversal para determinar e quantificar a distribuição geográfica das taxas de prevalência para HTLV-I/II resultantes da triagem em candidatos a doadores de sangue, doando em 27 áreas urbanas correspondendo às capitais de cada um dos Estados brasileiros, no período de 1995 a 2000. Neste estudo, o teste de EIA foi utilizado para testar a presença de anticorpos para HTLV-I/II. As taxas de prevalência médias apresentaram grande heterogeneidade geográfica, variando de 0,4/1.000 em Florianópolis, na Região Sul, até uma taxa 25 vezes maior, 10,0/1.000 em São Luís, na Região Nordeste. Em média, as taxas de soropositividade ao EIA são menores nas capitais do Sul do país, tendendo a aumentar em direção ao Nordeste e Norte. As razões para esta heterogeneidade podem ser múltiplas e necessitam de mais estudos.

    Abstract in English:

    Brazil may have the highest absolute number of HTLV-I/II seropositive individuals in the world. Screening potential blood donors for HTLV-I/II is mandatory in Brazil. The public blood center network accounts for about 80.0% of all blood collected. We conducted a cross-sectional study to assess the geographic distribution of HTLV-I/II serological screening prevalence rates in blood donors from 27 large urban areas in the various States of Brazil, from 1995 to 2000. Enzyme immunoassay (EIA) was used to test for HTLV-I/II. The mean prevalence rates ranged from 0.4/1,000 in Florianópolis, capital of Santa Catarina State, in the South, to 10.0/1,000 in São Luiz, Maranhão State, in the Northeast. EIA prevalence rates are lower in the South and higher in the North and Northeast. The reasons for such heterogeneity may be multiple and need further studies.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br