Physis: Revista de Saúde Coletiva, Volume: 31, Issue: 3, Published: 2021
  • Interlocution between reception and psychic crisis: perception of an Emergency Care Unit workers Temas Livres

    Homercher, Bibiana Massem; Volmer, André

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A Lei da Reforma Psiquiátrica Brasileira (RPB) dispõe sobre os cuidados e sobre a atenção à pessoa em crise psíquica e, a partir desse documento, tais demandas passaram a ser ponto-chave para os serviços de saúde, inclusive para as unidades de urgência e de emergência. Com base nessa normativa, objetivou-se analisar as noções que os profissionais apresentam com relação ao acolhimento e à crise psíquica. Optou-se pela pesquisa qualitativa exploratória, que realizou entrevistas semiestruturadas com 11 profissionais de distintos setores de uma Unidade de Pronto Atendimento no interior do Rio Grande do Sul. Utilizou-se a análise de conteúdo, em que se constataram duas categorias emergentes: 1) Noção de crise psíquica para os profissionais da UPA e 2) Noções e as práticas de acolhimento à crise psíquica exercida pelos(as) trabalhadores(as) da UPA. Os resultados evidenciam que tanto a noção de crise psíquica quanto as práticas de acolhimento empregadas pelos trabalhadores, de uma forma geral, estão associadas ao modelo biomédico, com dificuldade para ampliar a compreensão e os modos de acolher sujeitos em crise. Nesse sentido, a noção dos trabalhadores da UPA em estudo, com relação ao acolhimento da pessoa em crise psíquica, está desarticulado com o que preconiza a RPB.

    Abstract in English:

    Abstract The Brazilian Psychiatric Reform Law provides for the care and attention to the person in a mental crisis and based on this document, such demands became a key point for health services, including emergency units and of emergency. Based on this normative, we aimed to analyze the notions that professionals have regarding reception and the psychic crisis. We used exploratory qualitative research, which conducted semi-structured interviews with 11 professionals from different sectors of an Emergency Care Unit (ECU) in the interior of Rio Grande do Sul state, Brazil. Content analysis was used, in which two emerging categories were found: 1) Notion of psychic crisis for ECU professionals and 2) Notions and practices of reception to the psychic crisis exercised by ECU workers. The results show that both the notion of psychic crisis and the welcoming practices employed by workers, in general, are associated with the biomedical model, with difficulty to broaden the understanding and ways of welcoming individuals in crisis. In this sense, the notion of ECU workers under study, in relation to the reception of the person in a mental crisis, is not articulated with what the Psychiatric Reform Law advocates.
  • The technical-pedagogical character of matrix support: an exploratory bibliographic review Temas Livres

    Santos, Thayna; Oliveira, Julia; Azevedo, Raquel; Penido, Cláudia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O apoio matricial (AM) se divide em duas dimensões: assistencial e técnico-pedagógica. O interesse desta revisão está no caráter técnico-pedagógico (CTP) do AM, por seu potencial para a transformação das práticas em saúde e da organização do trabalho. Este estudo pretende analisar, por meio de revisão bibliográfica exploratória, como o CTP vem sendo abordado na literatura. Parte-se da hipótese de que assim como tal dimensão tem sido pouco operada no cotidiano, ela também tem sido pouco detalhada na literatura. Foi realizada busca ampla do termo “apoio matricial” na Biblioteca Virtual em Saúde e identificados os estudos que abordavam o CTP. Os trechos de artigos que tratavam do assunto, 65 no total, compuseram o corpus submetido à análise temática. Foram identificados quatro grandes eixos na abordagem do CTP do AM: aspecto conceitual do apoio matricial; processos de ensino e aprendizagem no CTP; operacionalização do caráter técnico-pedagógico; efeitos do caráter técnico-pedagógico. Os achados comprovam a hipótese de que, apesar de o CTP ser parte fundamental do conceito e da prática do AM, há pouca produção sobre a temática. Predominam as referências ao CTP como aspecto constituinte do AM, sem maiores esclarecimentos quanto a sua natureza, especificidade ou operacionalização.

    Abstract in English:

    Abstract The matrix support (AM) has two dimensions: assistance and technical-pedagogical. This interest of this review is the Technical-Pedagogical Character (CTP) of AM, because of its potential to transform health practices and work organization. Through an exploratory bibliographic review, this study aims to analyze how the CTP of AM has been approached in the literature. It starts from the hypothesis that just as this dimension has not been much operated in daily life, it has also been little detailed in the literature. A broad search of the term "matrix support" was carried out in the Virtual Health Library and the studies that addressed the CTP were identified. The 65 articles on the subject composed the corpus submitted to thematic analysis. Four major axes have been identified: conceptual aspect of matrix support; teaching and learning processes in the CTP; operationalization of the technical-pedagogical character; effects of the technical-pedagogical character. The findings confirmed the hypothesis that, although CTP is a fundamental AM’s concept and practice, there is a few productions about this subject. There is a predominance of references in which CTP appears as a constituent aspect of AM, without further explanations of its nature, specificities, and operationalization.
  • “Oh, they would definitely discharge me, right...”: autonomy in the health care process of hospitalized subjects Temas Livres

    Pinto, Vívian de Andrade Hauck; Paiva, Fernando Santana de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A autonomia é considerada um direito fundamental dos seres humanos e sua promoção e ampliação compõem diversas políticas públicas de saúde. Este estudo objetivou investigar os sentidos produzidos por sujeitos internados em um hospital universitário brasileiro em relação à sua autonomia no processo de cuidado na atenção terciária à saúde. Trata-se de pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa. Foram entrevistadas seis pessoas em situação de internação entre julho e outubro de 2018. As entrevistas foram transcritas e analisadas segundo a análise de conteúdo do tipo temática. Os resultados foram divididos em duas categorias: 1) A experiência do adoecimento e da internação hospitalar; e 2) Relação entre a pessoa hospitalizada e a equipe de saúde. Considera-se que ainda existem diversos desafios à coprodução de autonomia dos sujeitos internados, como a necessidade de se considerar as vicissitudes da experiência da internação e a fragilidade nos processos de comunicação entre sujeitos e equipes de saúde. Alguns caminhos são apontados visando fortalecer a autonomia dos sujeitos hospitalizados, como um cuidado em saúde que acolha os sujeitos para além de sua doença e uma atuação profissional pautada em práticas de educação em saúde que fomentem o diálogo e considerem o saber dos sujeitos hospitalizados.

    Abstract in English:

    Abstract Autonomy is considered a fundamental human right and its promotion and enlargement compose several public health policies. This study aims to investigate the senses produced by hospitalized people in a Brazilian university hospital concerning their autonomy in the process of healthcare. The study takes on an exploratory, qualitative approach. Six hospitalized people were interviewed between July and October 2018. The interviews were transcribed and analyzed according to thematic content analysis. The results were divided into two categories: 1) The experience of illness and hospitalization; and 2) Relationship between the hospitalized person and the health team. It is considered that there are still several challenges to the co-production of hospitalized people’s autonomy, such as the need to consider the vicissitudes of the hospitalization experience, as well as the fragility in the communication processes between hospitalized people and the health team. Some paths are pointed out aiming at strengthening the autonomy of hospitalized people, such as providing a health care that goes beyond the hospitalized person’s illness and a professional performance based on health education practices that foster dialogue and consider the knowledge of the hospitalized people.
  • The Brazilian State as an agent of the reproductive process in a village in the Baixo-Sul of Bahia Free Themes

    Rezende, Patrícia Souza; McCallum, Cecilia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo explora a reprodução como fenômeno amplo, integrado à vida social e marcado por relações de poder, analisando os processos e estruturas que integram a vida dos sujeitos e destes com o Estado. Os processos reprodutivos, para além do fisiológico, conectam sujeitos, serviços de saúde e outros setores representantes do Estado. Trata-se de um estudo etnográfico realizado entre 2011 e 2015, sobre reprodução enquanto processo biossocial, com marisqueiras e pescadores, majoritariamente negros e de baixa renda, moradores de Riachão - uma vila, localizada em uma ilha, no baixo-sul da Bahia. A partir de uma análise etnográfica, demonstramos as formas de vivência do processo reprodutivo das 18 mulheres que acompanhamos ao longo da pesquisa e concluímos que o Estado exerce papel central na rede de relacionalidades que constituem a reprodução, estabelecendo uma relação oscilante e ambígua de cuidado e violência com as mulheres a cada fase: uma relação de cuidado, frágil e descontinuada, na gestação; uma relação intensa, exclusiva e marcada por violências no parto; e a ausência de cuidado para com a saúde das mulheres no puerpério, conjugada à alta vigilância nos cuidados dos bebês.

    Abstract in English:

    Abstract This article explores reproduction as a broad phenomenon that is integrated to social life and marked by power relations, in an analysis of the processes and structures that integrate subjects’ lives and bind them with the State. Reproductive processes, which are more than physiological, connect subjects, health services and other sectors that represent the State. This ethnographic study, carried out between 2011 and 2015, focused on reproduction as a biosocial process among mostly black, low-income shellfish gatherers and fishermen living in Riachão - a village located on an island in the ‘baixo sul’ region of Bahia. Through ethnographic analysis, we explore the experiences of the reproductive process of the 18 women we followed during the research to conclude that the State plays a central role in the network of relationalities that constitute reproduction, establishing an oscillating and ambiguous relationship of care and violence with women at each stage: a fragile and discontinued care relationship during pregnancy; an intense, exclusive relationship marked by violence during childbirth; and a lack of care for the health of women in the puerperium, combined with high surveillance in the care of babies.
  • The Multiprofessional Residency in Health: newcomers' expectations and students’ perceptions Temas Livres

    Carneiro, Ester Martins; Teixeira, Lívia Maria Silva; Pedrosa, José Ivo dos Santos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A Residência Multiprofissional em Saúde é uma modalidade de treinamento em serviço que tem como base a aprendizagem de atributos técnicos e relacionais pela prática cotidiana, com vistas ao aperfeiçoamento do SUS. O presente estudo objetiva conhecer expectativas de residentes multiprofissionais e compará-las com as percepções de egressos. Utilizou-se o método qualitativo e, para a produção dos dados, foi feita entrevista não diretiva com 12 ingressantes e um grupo focal com sete egressos. Os relatos dos ingressantes geraram uma categoria geral “expectativas”, de onde foram desveladas quatro subcategorias: pessoais, profissionais, relacionais, estruturais / organizativas. As percepções produzidas nos egressos evidenciaram que expectativas quanto ao conhecimento teórico, trabalho multiprofissional, relação com residentes da RMS, com profissionais e preceptores foram aquém do esperado. Já as expectativas quanto ao preparo e autoconfiança profissional, conhecimento prático, inserção no mercado de trabalho, carga horária e infraestrutura do hospital foram atingidas no transcorrer dos dois anos desse tipo de pós-graduação. O conhecimento das expectativas e percepções de residentes permite uma avaliação da Residência e pode oportunizar melhorias no planejamento e execução do ensino, e, por conseguinte, na qualidade do programa.

    Abstract in English:

    Abstract The Multiprofessional Residency in Health is a type of in-service training that is based on learning technical and relational attributes through daily practice, with a view to improving the SUS. This study aims to understand the expectations of multiprofessional residents and compare them with the perceptions of graduates. The qualitative method was used and, for data production, a non-directive interview was conducted with 12 freshmen and a focus group with seven graduates. The newcomers' reports generated a general category “expectations”, from which four subcategories were unveiled: personal, professional, relational, structural / organizational. The perceptions produced by the graduates showed that expectations regarding theoretical knowledge, multidisciplinary work, relationship with residents of the MRH, with professionals and tutors were below expectations. Expectations regarding professional preparation and self-confidence, practical knowledge, insertion in the labor market, workload and hospital infrastructure were met over the course of two years of this type of postgraduate degree. Knowledge of residents' expectations and perceptions allows for an assessment of the Residency and can provide opportunities for improvements in the planning and execution of teaching, and, consequently, in the quality of the program.
  • Perception of medical students about immigrant’s healthcare Temas Livres

    Souza, Ana Izabel Nascimento; Oliveira, Halley Ferraro

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A migração forçada é um reconhecido determinante social, pois as condições que envolvem o processo migratório tendem a gerar vulnerabilidades e impactos na saúde pública nos países de origem e de destino. O objetivo deste estudo foi a caracterização sociocultural e a percepção do estudante de Medicina perante imigração, saúde e doença. Realizou-se estudo transversal com estudantes de Medicina em uma instituição de ensino superior do Estado de Sergipe, Brasil, cuja amostra foi composta por 144 alunos regularmente matriculados na instituição. As variáveis foram descritas por meio de frequência absoluta e relativa percentual. As associações entre variáveis categóricas foram testadas por meio de teste Qui-Quadrado de Pearson. As correlações ordinais foram testadas pela correlação gamma. Houve significância em relação à percepção do conhecimento da legislação que garante acesso dos imigrantes aos serviços de saúde (p-valor <0,05). O perfil sociocultural discente aponta a necessidade de encorajar, no contexto acadêmico, práticas culturais integrativas e habilidades de comunicação, um contributo à formação cidadã e profissional. A Competência Cultural em Saúde se coloca como uma ferramenta que fortalece a tecnologia leve em saúde, a partir do intercâmbio entre profissionais e imigrantes no processo do cuidado em saúde.

    Abstract in English:

    Abstract Forced migration is a recognized social determinant, because the conditions surrounding the migratory process tend to generate vulnerabilities and impacts on the public health on the countries of origin and destination. This study focused on the socio-cultural characterization and the perception of the medical student about immigration, health and disease. A cross-sectional study was carried out with medical students at a higher education institution of the State of Sergipe, Brazil. The study sample consisted of 144 students who were regularly enrolled in the institution. The variables were described by means of absolute frequency and relative percentage. The associations between categorical variables were tested using Pearson's chi-squared test. The ordinal correlations were tested by the gamma correlation, there was significance in relation to the perception of the knowledge of the legislation guaranteeing immigrant access to health services (P-value < 0.05). The student socio-cultural profile points to the need to encourage, in the academic context, integrative cultural practices and communication skills a contribution to citizen and professional training. The Cultural Competence in Health stands as a tool that strengthens light technology in health, from the exchange between professionals and immigrants in the health care process.
  • Hesio Cordeiro: uma justa homenagem Editorial

    Silva, Gulnar Azevedo e
  • Analyzing vulnerable children and adolescents’ health promotion in a civil-society organization in Florianopolis-SC Free Themes

    Selau, Bruna Lima; Kovaleski, Douglas Francisco; Paim, Marina Bastos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Após a redemocratização, as parcerias entre o Estado e as organizações da sociedade civil são garantidas pela Constituição como ferramenta democrática. Com advento do neoliberalismo e a diminuição de investimento estatais em políticas sociais, essas organizações se tornam protagonistas no cuidado com a saúde, a educação e a proteção de crianças em situação de vulnerabilidade. Este trabalho tem como objetivo analisar a promoção à saúde no atendimento de crianças e adolescentes em uma Organização da Sociedade Civil (OSC) de Florianópolis-SC. Trata-se de estudo de caso com abordagem qualitativa na qual foram realizadas entrevistas semiestruturadas, que foram transcritas e analisadas a partir do método de análise temática. A análise inferiu em duas categorias empíricas: (1) Tecendo redes entre o Estado e a Sociedade Civil: a intersetorialidade na promoção à saúde; e (2) A OSC e os (des)caminhos em busca da promoção à saúde emancipatória. A análise apresentou que, apesar de a OSC incluir diversas iniciativas de promoção à saúde para crianças e adolescentes, ainda falta a efetivação do trabalho intersetorial; além disso, para uma promoção à saúde emancipatória, é necessário atuar em direção ao empoderamento da comunidade e da educação para reflexão crítica e social.

    Abstract in English:

    Abstract After the redemocratization, partnerships between the State and civil-society organizations have been guaranteed by the Constitution as a democratic tool. With the rise of neoliberalism and the decrease in State investments in social policies, such organizations have become protagonists in the health care, education, and protection of children in vulnerable situations. This study aims to analyze health promotion in the care for children and adolescents in a Civil-Society Organization (CSO) in Florianopolis-SC, Brazil. This is a case study with a qualitative approach in which semi-structured interviews were conducted, transcribed and analyzed using the thematic analysis method. The analysis resulted in two empirical categories: (1) Weaving networks between the State and Civil Society: intersectorality in health promotion; and (2) CSOs and the paths and deviations in pursuit of emancipatory health promotion. The analysis showed that, although CSOs include several health promotion initiatives for children and adolescents, intersectoral work still lacks effectiveness. Moreover, for emancipatory health promotion, it is necessary to work towards community empowerment and education for critical and social reflection.
  • Interfaces entre austeridade, necropolítica e o mito da pandemia democrática: provocações à brasileira Comentários

    Soratto, Jacks; Souza, Diego Floriano de
IMS-UERJ RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br