• AIDS cases estimates in Brazil corrected for reporting delay Artigo Especial

    Barbosa, Maria Tereza S.; Struchiner, Claudio José

    Abstract in Portuguese:

    Dois modelos estatísticos são propostos para estimar os casos de aids no Brasil já diagnosticados e ainda não notificados até o primeiro semestre de 1996, para as diversas categorias de exposição. O primeiro considerou a distribuição do atraso de notificação como uma função de sobrevida, com dados censurados à direita, que foi estimada a partir do método de Kaplan-Meyer. O segundo ajusta uma regressão de Poisson a uma tabela de contingência onde cada célula representa o número de casos diagnosticados no semestre e notificados com um determinado atraso. Precedendo o ajuste desta regressão, utilizou-se um modelo aditivo generalizado para identificar uma função que ajuste melhor que um modelo linear as relações funcionais em questão. As estimativas obtidas foram comparadas com as notificações ocorridas entre o segundo semestre de 1996 e o primeiro semestre de 1997. O confronto entre as estimativas fornecidas pela regressão de Poisson e o número de casos oficialmente notificados sugere uma possível mudança no comportamento do padrão de notificação. O número de casos oficialmente notificados encontra-se bem próximo à epidemia real, provavelmente devido à distribuição gratuita de medicamentos. As estimativas do modelo de sobrevida, que não leva em consideração mudanças no nível da epidemia nos diversos semestres de diagnóstico, tendem a uma subestimação das categorias que estão em crescimento.

    Abstract in English:

    We estimated the number of AIDS cases in Brazil from official statistics, after correcting for delays in reporting, by the use of two statistical models. First, we fitted a Kaplan-Meyer survival model with right censoring to the distribution of reporting delays. The second approach is based on a Poisson regression model which was fitted to the contingency table having as one dimension the number of AIDS cases diagnosed per calendar time and the other dimension the amount of delay in reporting. Before the latter approach, we explored, by the use of generalized additive models (GAM), the search for convenient smoothing functions that fit the observed functional relationships in question. The estimates we obtained were then compared to the cases actually reported in the second semester of 1996 and in the first semester of 1997. Comparing the observed number of cases and the predicted figures by Poisson regression, a new reporting pattern seems to start to take place. The official reported number of AIDS cases is very close to the actual epidemic, probably due to government policies of free distribution of medication. Survival models that do not account for calendar time changes in the number of diagnosed AIDS cases in each semester seem to underestimate the behavior of the disease in exposure categories where transmission is increasing.
  • HIV-infection among injecting drug users: analysis of risk factors in Rio de Janeiro City, Brazil Artigo Especial

    Telles, Paulo Roberto; Varnier-Almeida, Renan Moritz R.; Bastos, Francisco Inácio

    Abstract in Portuguese:

    O trabalho visa a determinar os fatores de risco para a infecção pelo HIV (Human Immunodeficiency Virus - vírus da aids) entre usuários de drogas injetáveis (UDI), no Município do Rio de Janeiro. Os entrevistados foram recrutados em centros de tratamento para usuários de drogas e nas "cenas de uso" ("ruas"). Foram utilizados três questionários: um destinado a colher informações mais gerais acerca dos UDI, adaptado de estudo anterior da Organização Mundial da Saúde (OMS); um segundo voltado para a pesquisa de informações suplementares sobre conhecimentos, comportamentos e atitudes em relação à aids; além de um terceiro instrumento destinado a avaliar níveis de disfunção psicológica. O estudo consistiu de 110 entrevistados que voluntariamente realizaram testes laboratoriais para a presença do HIV, além de outros agentes infecciosos de transmissão sangüínea (HBV, HCV, HDV, HGV/GBV-C, HTLV-I/II). A soroprevalência para o HIV-1 foi de 28,7%. Utilizando-se um modelo de regressão logística múltipla (Estatística de Hosmer-Lemeshow, c² = 1,89; p=0,98), foram identificados como fatores de risco para a infecção pelo HIV: "local de moradia de baixa renda" (OR=5,57; IC 95%: [1,39 - 22,27]), "fonte de renda irregular" (OR=3,26; IC 95%: [1,01 - 10,51]), "menor idade de início quando do consumo de drogas injetáveis" (OR=2,50; IC: 90%: [0,99 - 6,28]), "local de recrutamento nos centros de tratamento para uso de drogas" (vs. recrutamento nas "ruas") (OR=7,91; IC 95%: [2,03 - 30,87]) e "maior freqüência de compartilhamento do material de injeção nos 6 meses anteriores à entrevista" (OR=4,41; IC 95%: [1,33 - 14,64]).

    Abstract in English:

    The objective of the present paper is to identify risk factors for HIV infection among injecting drug users in the City of Rio de Janeiro. A survey was carried out with volunteers selected from (drug use) treatment centers and from street based drug users of the city. Three questionnaires were used: the first one addressed information on general aspects of the population of injecting drug users; the second one asked for additional information on HIV-related knowledge and behavior; and a third one was designed to assess psychological dysfunction. The sample consisted of 110 respondents, who volunteered for HIV-infection and other blood-borne pathogens (HBV, HCV, HDV, HGV/GBV-C, HTLV-I/II) laboratory testing. In the sample, HIV-1 point seroprevalence was 28.7%. A logistic regression model (Hosmer-Lemeshow statistics, c² = 1.89; p=0.98) identified the following variables as risk factors for HIV infection: "low-income residence" (OR=5.57; 95% CI: [1.39 - 22.27]), "uncertain income sources" (OR=3.26; 95% CI: [1.01 - 10.51]), "early onset of drug consumption" (OR=2.50; 90% CI: [0.99 - 6.28]), "recruitment from street based drug users" (OR=7.91; 95% CI: [2.03 - 30.87]), and "high frequency of needle-sharing during the prior 6 months" (OR=4.41; 95% CI: [1.33 - 14.64]).
  • Hospitalizations by abortion, 1995 - S. Paulo State, Brazil Artigo Especial

    Sorrentino, Sara Romera; Lebrão, Maria Lúcia

    Abstract in Portuguese:

    Embora o aborto provocado no Brasil seja importante problema de saúde, é difícil conhecer a exata medida de sua ocorrência, em função da ilegalidade dessa prática. Com a disponibilidade das informações sobre as hospitalizações pelo Ministério da Saúde, tornou-se possível conhecer, ainda que de forma incompleta, o quadro dos abortos atendidos na rede hospitalar do SUS. O objetivo do estudo foi conhecer as 53.861 internações com diagnóstico de aborto entre mulheres de 10 a 49 anos na rede hospitalar conveniada com o SUS no Estado de São Paulo no ano de 1995, segundo o tipo do aborto, idade e local de residência. As internações de mulheres em idade reprodutiva no Estado de São Paulo, em 1995, representaram 37,8% do total das hospitalizações pagas pelo SUS, sendo que dessas 59,6% foram por questões ligadas à gravidez, parto e puerpério, dentre as quais os abortos representam cerca de 10%. Sua distribuição nas regiões da Grande São Paulo e Interior do Estado mostra que é maior a proporção aborto/parto entre as mulheres da Grande São Paulo do que do Interior (127,4 abortos a cada 1.000 partos na Grande São Paulo contra 90,9 no Interior). O tipo de aborto mais freqüente foi o aborto espontâneo (57,4%) e a distribuição por idade mostra uma concentração entre os 20 e 29 anos, além de revelar que cerca de 20% deles ocorreram em adolescentes com menos de 19 anos.

    Abstract in English:

    Despite the importance of the issue of abortion in Brazil, it is difficult to know the exact extent of the problem owing to the fact that it is an illegal practice. Information about hospitalizations from the Ministry of Health has helped an admittedly incomplete understanding of the situation with regard to abortions carried out in the SUS (Unified Health System) hospital network. The objective of the study was to investigate the 53,861 hospitalizations diagnosed as abortion among women from 10 to 49 years of age in hospitals affiliated to SUS in the state of São Paulo in 1995, by type of abortion, age, and place of residence. In 1995, hospitalizations of women of child-bearing age in the state of São Paulo accounted for 37.8% of all hospitalizations paid for by SUS. Of these, 59.6% were caused by problems related to pregnancy, birth and puerperium. In turn, abortions accounted for approximately 10% of these. The distribution in Greater São Paulo and in the interior of São Paulo state shows that the abortion/delivery ratio is higher among women in Greater São Paulo than in the interior of the state (127.4 abortions per 1,000 deliveries in Greater São Paulo, as against 90.9 in the interior). The most common type of abortion was miscarriage (57.4%). Distribution by age shows the highest concentration to be between the ages of 20 and 29, as well as revealing that approximately 20% of all abortions occur among adolescents under 19 years of age.
  • Relationship between overweight, fat mass and fat distribution with blood pressure among adolescents of the city of Rio de Janeiro Artigo Especial

    Costa, Rosana Salles da; Sichieri, Rosely

    Abstract in Portuguese:

    Estudo elaborado com o objetivo de avaliar se o sobrepeso, a adiposidade e a distribuição de gordura seriam fatores explicativos para a associação entre o crescimento e o aumento de pressão arterial. Uma amostra probabilística dos adolescentes do município do Rio de Janeiro foi obtida com base em 2040 domicílios. Foram estimados 857 adolescentes de 12 a 19 anos, 86% participaram da pesquisa (646 adolescentes), sendo avaliados 646 adolescentes, em relação às medidas de pressão arterial sistólica e diastólica, peso, altura, dobras cutâneas triciptal e subescapular, circunferências de braço, cintura e quadril. Os meninos apresentaram maior prevalência de sobrepeso (22,9 ± 2,3) quando comparados com as meninas (12,5 ± 1,9), considerando o percentil 90 do Índice de Massa Corporal (IMC-Kg/m²) da população brasileira, bem como maior prevalência de hipertensão arterial, considerando o percentil 95 da população americana. As variáveis antropométricas correlacionaram-se mais com a pressão arterial sistólica do que com a diastólica, em ambos os sexos. A área de gordura braquial permaneceu significativamente correlacionada com a pressão arterial, após o ajuste pela idade, pelo IMC e pela área muscular do braço (p<0,05). Os resultados encontrados sugerem que o controle de peso em idades precoces possa ter impacto sobre a prevalência de hipertensão arterial.

    Abstract in English:

    This study investigated if overweight, obesity and fat distribution would explain the relationship between growth and blood pressure increase. A representative sample of 2040 households from the city of Rio de Janeiro was assessed. Of 857 adolescents, with ages between 12 and 19 years, 86% were included in this study. Of these, 646 adolescents were evaluated for measurements such as weight, height, triceps and subescapular skinfolds, arm circumference, waist and hip circumferences, and blood pressure. The hypertension prevalence was higher in males, than females, according to the 95th percentile of the Second Task Force. Overweight prevalence was higher among males (22,9 ± 2,3) than among females (12,5 ± 1,9), considering the 90th percentile of the Body Mass Index (BMI - Kg/m²), from the Brazilian population. Anthropometric measurements were more correlated with systolic blood pressure than diastolic blood pressure, in both genders. After adjusting by age, BMI, and arm muscular area, the arm fat area remained significantly correlated with blood pressure. The overweight indicator variables were associated with blood pressure, especially in females, suggesting that weight control in youths is an important predictor of hypertension prevalence in adult life.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br