• Frequency and duration of breast-feeding in Cuban children with Type 1 diabetes mellitus (DM) Notes and Information

    Collado-Mesa, Fernando; Díaz-Díaz, Oscar

    Abstract in Portuguese:

    Há evidências de que o aleitamento materno age como um fator protetor contra o DM Tipo 1 devido a propriedades antiinfecciosas ou porque retarda a exposição a outros agentes na dieta. Foi realizado um estudo descritivo com dados do Registro Nacional Cubanas de Diabetes Mellitus na Infância (CNRDM). O objetivo desse estudo era determinar a freqüência e duração do aleitamento materno em crianças cubanas com DM Tipo 1. Quatrocentas e oitenta e seis crianças foram cadastradas no CNRDM entre 1 de janeiro de 1988 e 31 de dezembro de 1993. Os dados sobre aleitamento materno foram obtidos de duzentas e sessenta e três crianças (54.1%) do total registrado. Dessas crianças, duzentas e uma (76.4%) foram amamentadas. A duração média do aleitamento materno foi de (3) meses (Variação total entre 1 e 44 meses). Não foi encontrada nenhuma diferença estatisticamente significante entre a idade média de início e os grupos de duração do aleitamento materno (p >0.05). Concluindo, as crianças cubanas com DM Tipo 1 apresentam uma freqüência relativamente baixa tanto do aleitamento materno exclusivo como não exclusivo. Quando o aleitamento materno é estudado sem estratificação em diferentes tipos (ex. exclusivo e não exclusivo), não encontra-se associação com a idade ou perfil clínico no momento do diagnóstico.

    Abstract in English:

    It has been suggested that breastfeeding is a protective factor against Type 1 DM due to anti-infection properties or delay in exposure to other agents in the diet. A descriptive study was carried out using data from the Cuban National Registry of Childhood-Onset Diabetes Mellitus (CNRDM). The goal of the study was to determine the frequency and duration of breast-feeding in Cuban children with Type 1 DM. Four hundred and eighty-six children were registered in the CNRDM between January 1, 1988, and December 31, 1993. Breast-feeding data was obtained from two hundred and sixty three (54.1%) of the total registered children. Of these children, two hundred and one (76.4%) were breastfed. The median duration of breast-feeding was three months (Total range 144 months). No statistically significant association was found between the mean age at DM or the clinical profile at diagnosis and the breast-feeding duration groups (p >0.05, respectively). In conclusion, Cuban children with Type 1 DM have relatively low frequency of breast-feeding. When breast-feeding is studied without stratifying for different types of breast-feeding (e.g. exclusive and non-exclusive), there is no association found with the age at DM diagnosis or the clinical profiles at diagnosis.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br