• Nutritional status of children of urban low-income communities, Brazil (1986) Original Articles

    Molina, Maria Carmen Bisi; Gross, Rainer; Schell, Bernd; Leão, Maria Antonia Cuelho; Strack, Ulrike; Brunken, Brunke

    Abstract in Portuguese:

    Foi analisado, em 1986, o estado nutricional e de saúde de 254 crianças de idade inferior a seis anos, procedentes de duas favelas da cidade de Belo Horizonte, Brasil, e estudada a situação sócio-econômica dos seus pais. O estado nutricional das crianças foi caracterizado em função da redução do crescimento (Z-score: 20,1% < -2) e não em função da perda de peso (Z-score: 3,7 <-2). Pesquisou-se até que ponto a causa da redução do crescimento se deve à elevada taxa de morbidade, como por exemplo infecções respiratórias agudas (taxa de prevalência: 38,5%), doenças diarréicas (taxa de prevalência: 11,5%) e parasitoses (taxa de prevalência: 70,3%). Também a anemia (taxa de prevalência: 29,7%) foi considerada como um outro problema de saúde. Quanto à prática do aleitamento materno verificou-se uma prematura suplementação dietética. A partir dos 3 meses de idade apenas 50% das crianças eram amamentadas, das quais só 20% o eram exclusivamente com leite materno. A introdução escolar das mães constituiu a determinante mais importante dos índices antropométricos. Este fator e a origem dos pais determinou o padrão de aleitamento materno. Os resultados permitiram concluir que o estado nutricional das crianças deve-se ao precário estado de saúde e não propriamente à falta de alimentos.

    Abstract in English:

    During the second half of 1986 the health and nutritional status of 254 children aged up to six years was studied, as well as the socio-economic situation of their parents in two favelas (shantytowns) in Belo Horizonte, Brazil. The nutritional status of the children was characterized by stunting (Z-score: 20.1% < -2) but not by wasting (Z-score: 3.7% < -2). Consideration was also given to how far stunting was caused by high morbidity such as acute respiratory infections (point prevalence: 38.5%), diarrheal diseases (point prevalence: 11.5%) and parasitosis (point prevalence: 70.3%). Furthermore, anemia (point prevalence: 29.7%) appeared as another health problem. The most important determinant of anthropometric indices turned out to be the mother's schooling. From the present data it can be hypothesized that the nutritional status of the children was limited less by the lack of food than by their poor health status.
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@org.usp.br