• Studies on mosquitoes (Diptera: Culicidae) and anthropic environment: 2 - Immature stages research at a rice irrigation system location in South-Eastern Brazil Original Articles

    Forattini, Oswaldo Paulo; Kakitani, Iná; Massad, Eduardo; Marucci, Daniel

    Abstract in Portuguese:

    Apresentam-se os resultados obtidos mediante a coleta sistemática de formas imaturas de Culicidae levadas a efeito no sistema de irrigação artificial instalado na Estação Experimental do Vale do Ribeira, Estado de São Paulo, (Brasil), durante o período de janeiro a dezembro de 1992. Pôde-se verificar a existência de relação entre esse sistema e o estabelecimento de criadouros. O estado de inundação dos campos de cultivo de arroz propiciou o desenvolvimento de representantes de Anopheles (Nyssorhynchus) e de Culex (Melanoconion). Por sua vez, o esvaziamento dessas áreas permitiu condições favoráveis para o desenvolvimento de Aedes scapularis e de representantes do Grupo Pilosus de Melanoconion s.g. graças a oviposições realizadas no terreno drenado. As poças produzidas pela água da chuva, favoreceram a criação de representantes de Culex (Culex), como Cx. chidesteri, e de An. oswaldoi nas valas de drenagem. Tais resultados foram comparados com os obtidos em coletas realizadas concomitantemente em área mais primitiva da mesma região. Foi possível verificar que várias espécies apresentaram elevado grau de adaptabilidade ao ambiente humano. Mereceu atenção An. albitarsis como vetor potencial de malária e que revelou densidade de formas imaturas treze vezes maior no sistema irrigado do que no natural. Além desse mosquito, destacou-se comportamento análogo por parte de Ae. scapularis, An. oswaldoi, Cx. bastagarius e Cx. chidesteri, com elevados níveis de sinantropia.

    Abstract in English:

    A relation between a rice irrigation system and mosquito breeding was established in a study undertaken at the Ribeira Valley Experimental Station, from January through December 1992. Flooding favoured Anopheles (Nyssorhynchus) and Culex (Melanoconion) species, while empty paddies condition were propitious to Aedes scapularis and Culex (Culex) species. Compared with a more primitive area of the same region, several species showed high a degree of adaptation to the anthropic environment. Among them, Anopheles albitarsis, a potential malaria vector that breeds in the irrigation system, has shown immature stage production thirteen times higher than at the natural breeding sites. In addition, Ae. scapularis, An. oswaldoi, Cx. bastagarius, and Cx. chidesteri presented high levels of synanthropy.
  • Validity of self-reported weight: a study of urban brazilian adults Original Articles

    Schmidt, Maria I.; Duncan, Bruce B.; Tavares, Mário; Polanczyk, Carísi A.; Pellanda, Lúcia; Zimmer, Paulo M.

    Abstract in Portuguese:

    Para avaliar a validade do peso auto-referido em inquéritos de prevalência de obesidade, o mesmo foi comparado com o peso medido de 659 adultos, residentes em Porto Alegre, RS, Brasil, em 1986-87. Ambos os pesos foram obtidos por entrevistador, na casa do participante, na mesma ocasião. A média das diferenças entre peso auto-referido e peso medido foi pequena (-0,06 +/-3,16 kg; média +/- desvio padrão) e a correlação entre eles alta (r=0,97). Sessenta e dois por cento dos participantes referiram seu peso com erro < 2 kg, 87% com erro menor do que 4 kg e 95% com erro < 6 kg. Indivíduos de baixo peso hiperestimaram seu peso, o oposto ocorrendo com indivíduos obesos (p<0,05). Os homens tendiam a superestimar seu peso, o oposto ocorrendo com as mulheres (p=0,04). A prevalência geral de baixo peso (índice de massa corporal (IMC) < 20) por peso auto-referido foi de 11% e a por peso medido, de 13%; a prevalência geral de obesidade (IMC > 30) por peso referido, foi de 10% e a por peso medido, de 11%. Concluindo, a validade do peso auto-referido é aceitável para inquéritos de prevalência realizados em contextos similares.

    Abstract in English:

    In order to evaluate the validity of self-reported weight for use in obesity prevalence surveys, self-reported weight was compared to measured weight for 659 adults living in the Porto Alegre county, RS Brazil in 1986-87, both weights being obtained by a technician in the individual's home on the same visit. The mean difference between self-reported and measured weight was small (-0.06 +/- 3.16 kg; mean +/- standard deviation), and the correlation between reported and measured weight was high (r=0.97). Sixty-two percent of participants reported their weight with an error of < 2 kg, 87% with an error of < 4 kg, and 95% with an error of < 6 kg. Underweight individuals overestimated their weight, while obese individuals underestimated theirs (p<0.05). Men tended to overestimate their weight and women underestimate theirs, this difference between sexes being statistically significant (p=0.04). The overall prevalence of underweight (body mass index < 20) by reported weight was 11%, by measured weight 13%; the overall prevalence of obesity (body mass index > 30) by reported weight was 10%, by measured weight 11%. Thus, the validity of reported weight is acceptable for surveys of the prevalence of ponderosity in similar settings.
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@org.usp.br