• Institutional analysis of health surveillance in a city in the Metropolitan Region of Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil Artigos Originais

    Silva, Claudia Maria Scheffel Corrêa da; Junges, Jose Roque; L’Abbate, Solange; Moehlecke, Vilene

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo tem por objetivo identificar e analisar a institucionalização das ações de vigilância em saúde em um município da região metropolitana de Porto Alegre/RS visando perceber suas dimensões instituídas e instituintes, bem como caracterizar as lógicas de atuação dessa vigilância. O referencial teórico-metodológico utilizado foi a análise institucional, na vertente socioanalítica. A pesquisa foi realizada em dois momentos, usando como ferramentas de coleta de informações a observação participante, as reuniões de grupo com o coletivo dos trabalhadores e o diário da primeira autora. Apareceram como resultados a institucionalização da vigilância - em decorrência do analisador “identificação de toda vigilância com a vigilância sanitária” -, a relevância do trabalho em rede - a partir de situações pontuais - e a fragilidade da vigilância da saúde do trabalhador, tendo presente o analisador da invisibilidade dessa vigilância no sistema. Foram observadas ações educativas - especialmente na vigilância sanitária -, processos instituintes e parcerias entre a vigilância em saúde e a atenção básica e entre as diferentes vigilâncias. Por fim, percebeu-se que nas ações intersetoriais é importante ter presentes as diferenças culturais, históricas e funcionais dos diferentes setores envolvidos.

    Abstract in English:

    Abstract The article aims to identify and analyze the institutionalization of Health Surveillance actions in a municipality in the metropolitan region of Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, aiming to perceive its instituted and instituting dimensions, as well as to characterize the logic of this Surveillance’s performance. The theoretical-methodological framework used was Institutional Analysis, in the socio-analytical aspect. The research was carried out in two moments, using participant observation, group meetings with the workers’ collective and the diary of the first author as a tool for collecting information. As a result, the following emerged: the institutionalization of surveillance - due to the analyzer “identification of all surveillance with health surveillance”; the relevance of networking - from specific situations; and the fragility of the worker health surveillance, bearing in mind the analyzer for the invisibility of this surveillance in the system. Educational actions were observed - especially at health surveillance - instituting processes; partnership between health surveillance and primary healthcare and between the different surveillances. Finally, it was realized that in intersectoral actions it is important to bear in mind the cultural, historical and functional differences of the different sectors involved.
  • Content validity of the scale Perceptions on Interpersonal Racial Discrimination in Brazilian Healthcare Facilities (Driss) Artigos Originais

    Rosa, Patricia Lima Ferreira Santa; Borges, Ana Luisa Vilela; Araújo, Edna Maria de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Com o objetivo de elaborar e validar o conteúdo do instrumento de medida das Percepções sobre Discriminação Racial Interpessoal nos Serviços de Saúde Brasileiros (Driss), foi conduzido um estudo do tipo metodológico com base na Teoria Clássica dos Testes. O pool de itens inicial, com 49 itens, foi elaborado a partir dos resultados de uma revisão abrangente de literatura, um estudo qualitativo prévio e recomendações de um grupo de pesquisa sobre desigualdades étnico-raciais. Para a validação de conteúdo, um comitê de especialistas foi formado. Critérios qualitativos e quantitativos foram empregados para garantir rigor metodológico. Após a avaliação da versão 1 do Driss pelo comitê de especialistas, houve exclusão de 28 itens, além do desmembramento e/ou modificação de outros dez. A partir disso, elaborou-se a versão 2, submetida a pré-teste, que mostrou a necessidade de se incluírem questões introdutórias para melhor entendimento por parte da população-alvo quanto aos objetivos do estudo. Posteriormente, elaborou-se a versão 3, com conteúdo que busca valorizar as percepções e sentimentos experimentados pelos indivíduos que sofreram discriminação racial nos serviços de saúde. A validade de conteúdo da versão 3 foi verificada, por meio da Razão de Validade de Conteúdo, sendo considerada satisfatória e pronta para a verificação da validade de constructo.

    Abstract in English:

    Abstract Aiming to elaborate and assess the content validity of the new scale Perceptions on Interpersonal Racial Discrimination in Brazilian Healthcare Facilities (Driss), we conducted a methodological study based on the Classical Test Theory. Initially, we had a pool of 49 items based on a comprehensive literature review, previous qualitative study, and recommendations from a research group on ethnic-racial inequalities. To assess content validity, an experts committee was formed. Qualitative and quantitative criteria were used to ensure methodological rigor. After the evaluation of the Driss version 1 by the experts committee, 28 items were excluded; 10 others were fragmented and/or modified. Thus, Driss version 2 was developed and subjected to pre-test, which showed a need to include introductory questions to make it better understood by the target population regarding the objectives of the study. Subsequently, we elaborated Driss version 3, whose content aims to value perceptions and feelings experienced by individuals who suffered racial discrimination at healthcare facilities. The content validity of version 3 was assessed by the Content Validity Ratio, being considered satisfactory and ready for later construct validity valuation.
  • Sanitary democracy: advancements and resistance in the participation process of patients/users of the French healthcare system Artigos Originais

    Gama, Carlos Alberto Pegolo da; Figueiredo, Mariana Dorsa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A discussão a respeito dos avanços dos cuidados em saúde passa pela questão da participação dos pacientes/usuários nas decisões a respeito de seu tratamento, dos seus direitos e de sua influência nas políticas públicas de saúde. O objetivo do presente artigo é fazer um breve histórico sobre a participação dos pacientes/usuários no sistema de saúde francês e apontar as principais conquistas e dificuldades presentes na atualidade. O artigo utiliza dados de arquivos oficiais, documentos produzidos por associações de pacientes e artigos de revistas especializadas. Na França, a participação dos pacientes faz parte de um cenário complexo que pode ser reconhecido no termo “Democracia Sanitária”, que surge a partir da aproximação do campo da saúde e da política, propondo o questionamento das relações de poder estruturadas entre os atores e da possibilidade de um debate entre ciência e democracia. A epidemia da aids na década de 80 acompanhada de vários escândalos sanitários propiciou uma ruptura no modelo tradicional de estruturação das relações no campo da saúde produzindo uma mudança do status do paciente, de seu papel e de sua própria identidade através do fortalecimento do movimento associativo.

    Abstract in English:

    Abstract The discussion about advancements in healthcare involves the question of patient/user participation in decisions about their treatment, rights and influence on public health policies. This article thus outlines a brief history about the participation of patients/users of the French health system and to point out the main achievements and difficulties today. Three main sources were used: official archives, documents produced by patient associations, and journal articles. In France, patient participation is part of a complex scenario that can be seen in the term “Sanitary Democracy”, which brought together health and politics, so that the structured power relations between patients and health professionals could be questioned and a debate between science and democracy could take place. The AIDS epidemic in the 1980s, followed by various health scandals, led to a break with the traditional model of structuring relationships in the health field, leading to change in the patient’s status, role and identity through the strengthening of the associative movement.
  • Evidence of power expressed in architectural projects of the Hospital Santa Catarina (1974-2002) Artigos Originais

    Draganov, Patrícia; Sanna, Maria Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A arquitetura hospitalar é um elemento disciplinador que contribui para a categorização, a classificação e a individualização dos atores sociais que compartilham esse espaço. Este estudo histórico analisou a trajetória da autoria dos projetos e do fluxo de pessoas, coisas e informação, além da disposição, da denominação e das dimensões dos compartimentos do Hospital Santa Catarina. Os achados foram interpretados à luz da literatura científica encontrada sobre o tema e do referencial teórico de Michel Foucault, o que permitiu compreender como se deram as disputas de poder por esses atores sociais. A enfermagem, um dos grupos presentes nesse espaço ao longo de todo o período estudado, ora ampliou ora teve reduzido o domínio sobre ele, pois ora a enfermagem foi destinada a esse espaço privativamente, ora foi deslocada para áreas onde a vigilância e a observação eram mais difíceis, ora passou a compartilhar espaços antes exclusivos. Essa dinâmica de disputa de poder impactou a qualidade da assistência prestada e as condições de trabalho dos profissionais de saúde.

    Abstract in English:

    Abstract Hospital architecture is a disciplinary element that contributes to the categorization, classification and individualization of social actors that share this space. This historical study analyzed the authorship trajectory of the projects, flow of people, things and information, in addition to the disposition, naming and dimensions of the compartments at the Hospital Santa Catarina. We used the academic literature on the matter as well as Michel Foucault’s theoretical framework to interpret the results and understand the power disputes of these social actors. Nursing, one of the groups present in this space throughout the analyzed period, oscillated between increasing and decreasing control over the space. This occurs because their control was assigned privately at times, moved to areas where surveillance and observation were more difficult, or their previously confidential spaces started being shared. This power dispute dynamics affected the quality of care and the working conditions of the evaluated health professionals.
  • Considerations on COVID-19 impact on the individual-society relationship: from vaccine hesitancy to the clamor for a vaccine Artigos Originais

    Couto, Marcia Thereza; Barbieri, Carolina Luisa Alves; Matos, Camila Carvalho de Souza Amorim

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Desde março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou que o mundo vivia uma pandemia de covid-19, acompanhamos um quadro sanitário sem precedentes nos últimos 100 anos. As medidas atuais contra a doença têm como objetivo o controle da transmissão e envolvem ações individuais e coletivas de higiene e distanciamento físico, enquanto a busca por uma vacina se apresenta como a esperança para vencer a pandemia. Considerando o contexto social de clamor por uma nova vacina, este ensaio crítico discute o paradoxo e as contradições da relação indivíduo-sociedade no contexto da covid-19 à luz da hesitação vacinal como fenômeno histórico e socialmente situado. Este ensaio aponta que as tomadas de decisão sobre (não) vacinar ou sobre (não) seguir as medidas preventivas e de controle da propagação da covid-19 são conformadas por pertencimentos sociais e atravessadas por desigualdades que tendem a se exacerbar. A infodemia que cerca a covid-19 e a hesitação vacinal refletem a tensão entre o risco cientificamente validado e o risco percebido subjetivamente, também influenciada pela crise de confiança na ciência. Percepções de risco e adesão a medidas de saúde extrapolam aspectos subjetivos e racionais e espelham valores e crenças conformados pelas dimensões política, econômica e sociocultural.

    Abstract in English:

    Abstract Since March 2020, when the World Health Organization (WHO) declared that COVID-19 was a pandemic at global level, we are facing an unprecedented health crisis over the past 100 years. While the search for a vaccine represents the hope to overcome the pandemic, measures were established to control the disease transmission through individual and collective actions of hygiene and physical distancing. Based on the popular clamor for new vaccines, this critical essay discusses the paradox and contradictions of the individual-society relationship in the context of COVID-19 considering vaccine hesitancy as a historical and social phenomenon. We also argue that decisions on (not) vaccinating or (not) following COVID-19 control and preventive measures are influenced by social belonging and traversed by inequalities that tend to exacerbate. COVID-19 surrounding infodemic and vaccine hesitancy reflect the tension between scientifically-validated and self-perceived risk, besides being impacted by the crisis of confidence in science. Perceiving risk and adhering to precautionary measures extrapolate subjectivity and rationality, and mirror values and creed shaped by the political, economic, and sociocultural dimensions.
  • From the Amazon to the guidelines: the dilemmas between quilombola foods and the recommendations of the dietary guidelines for the Brazilian population Artigos Originais

    Corrêa, Nádia Alinne; Silva, Hilton P.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste trabalho é analisar se o hábito alimentar das famílias quilombolas paraenses segue as orientações do Guia Alimentar para a População Brasileira, publicado pelo Ministério da Saúde, em 2014. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas nas comunidades de Santo Antônio (Concórdia do Pará, nordeste paraense) e São João (Salvaterra, ilha do Marajó) sob o protocolo CEP 060/07. Foram feitas análises do consumo e das preferências alimentares de acordo com o guia. Os resultados evidenciam: alto consumo de café adoçado, feijão, arroz e farinha; baixa participação de verduras, legumes e frutas na dieta dos entrevistados. Alimentos como pão, leite de vaca, macarrão, margarina e bolacha salgada são as formas comuns de diversificar os alimentos consumidos pelo grupo. Como fontes proteicas, destacam-se a carne vermelha - silvestre ou não -, o pescado, o charque, o frango e o ovo de galinha. São apresentadas algumas contradições do guia quando aplicado às comunidades. Apesar dos avanços do guia, conclui-se que o cumprimento das orientações para uma alimentação adequada e saudável nos grupos quilombolas da região amazônica enfrenta desafios. Guias alimentares são importantes para a saúde e a nutrição da população, porém precisam ser combinados com outros tipos de intervenções que respeitem a diversidade cultural do país.

    Abstract in English:

    Abstract The objective of this study is to analyze the food habit of quilombola families in Pará, following the guidelines of the Food Guide for the Brazilian Population published by the Brazilian Health Ministry in 2014. Semi-structured interviews were conducted in the communities of Santo Antônio (Concórdia do Pará, in the Northeast) and São João (Salvaterra, on Marajó Island) under protocol CEP 060/07. Analysis of consumption and preferences were made according to the guide. The results show a high consumption of sweetened coffee, beans, rice and flour, and a low participation of vegetables and fruits in the interviewees’ diet. Foods such as bread, cow’s milk, pasta, margarine, and salt crackers are common means to diversify the foods consumed by the group. As protein sources, the most notable were red meat - wild or not -, fish, beef jerky, chicken and chicken eggs. Some contradictions of the Guide are discussed in relation to such communities. Despite the advancements promoted by the guide, we conclude that following the guidelines for an adequate and healthy food habit in quilombola groups in the Amazon region presents many challenges. Food guides are important for the health and nutrition of the population; however, they need to be combined with other types of interventions that respect the country’s cultural diversity.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br