• Inequalities and subjectivity: construction of praxis in the context of the COVID-19 pandemic in vulnerable territory Dossiê

    Castro-Silva, Carlos Roberto de; Ianni, Aurea; Forte, Elaine

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A questão da desigualdade social tem sido objeto de muitos estudos que buscam compreender como a dirimir na construção de sociedades mais justas. A pandemia de covid-19 acirrou situações de pobreza e violência vivenciadas pela população excluída de seus direitos. A complexidade da questão estudada exige a abertura de frentes de conhecimento interdisciplinares. Nesta perspectiva, os estudos sobre a afetividade no campo da psicologia sócio-histórica têm fortalecido o papel da subjetividade nos estudos sobre processos dialéticos de inclusão e exclusão social. O objetivo deste dossiê é buscar interpretações possíveis sobre a relação entre saúde e sociedade, visando construir subsídios para a implementação de políticas públicas. Desde 2012 têm sido desenvolvidos estudos, balizados principalmente na pesquisa participante, que consideram as práticas da atenção primária à saúde como desencadeadoras de temas associados ao processo saúde-doença-cuidado em território vulnerável de Cubatão. A hermenêutica de profundidade tem sido a principal referência de análise, que dialoga com o com a epistemologia qualitativa. Os artigos apresentados neste dossiê trazem ricas experiências e reflexões: cuidado em território de exclusão social e interseccional; participação social de lideranças comunitárias neste contexto; vivências da violência em território vulnerável.

    Abstract in English:

    Abstract Social inequality has been the subject of several studies seeking the understanding of how to mitigate this issue in the construction of fairer societies. The COVID-19 pandemic aggravated the poverty and violence situations experienced by right-deprived population groups. The complexity of this issue requires the setting of interdisciplinary research fronts. From this perspective, studies on affectivity in social-historical psychology reinforced the role of subjectivity in studies regarding dialectical processes of social inclusion and exclusion. The goal of this dossier is to investigate potential interpretations on the connection between health and society, aiming at building subsidies for the implementation of public policies. Since 2012, participatory research studies considering the practices of Primary Health Care as triggers associated with the health-disease-care process have been conducted in the vulnerable territory of Cubatão, State of São Paulo, Brazil. Depth hermeneutics was the main reference for analysis, which ties up with qualitative epistemology. The papers presented here display a wealth of experiences and considerations: care in a territory of social and intersectional exclusion; social participation of community leaders in this context; experiences with violence in a vulnerable territory.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br