• Profile of publications on teacher’s working conditions and health: a contribution to (re)think the literature Artigos Originais

    Silva, Jefferson Peixoto da; Fischer, Frida Marina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste artigo é apresentar os resultados de uma pesquisa bibliográfica, realizada nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e na Scientific Electronic Library Online (SciELO), sobre as condições de trabalho e saúde de professores. O escopo da pesquisa abrangeu um período de 20 anos (1997-2017) e revelou um conjunto de 175 estudos elegíveis que, por sua natureza e volume, foram organizados em categorias e subcategorias, compondo o seguinte perfil: (1) Problemas de saúde; (2) Condições de trabalho e saúde; (3) Qualidade de vida; (4) Trabalho, carreira e fundamentos da ação docente. Os resultados mostram que houve interesse crescente pelo assunto nos últimos anos e que despontaram estudos sobre qualidade de vida dos professores a partir de 2006. Apesar do grande número de estudos sobre trabalho e saúde docente, a área educacional tem dedicado pouca atenção à saúde dos professores, demonstrando que o tema requer uma abordagem multidisciplinar.

    Abstract in English:

    Abstract This paper discusses the results of a literature review carried out at the Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) and the Scientific Electronic Library Online (SciELO) databases, covering a period of 20 years (1997-2017), about teachers’ working conditions and health. Our search returned a set of 175 eligible studies that were grouped, according to their characteristics and size samples, into the following categories: (1) Health disorders; (2) Working conditions and health; (3) Quality of life; (4) Work, career and fundamentals of teaching. Results show a growing interest on the topic in recent years, and especially regarding teachers’ quality of life as of 2006. Despite the vast number of studies on teachers’ work and health, the educational field has spared little attention to its professionals’ health, showing the need for a multidisciplinary approach on the topic.
  • The practice of nurses in the implementation of public policies for the black population: in the light of feminist ethics Artigos Originais

    Rezende, Lilian Cristina; Caram, Carolina da Silva; Rezende, Luana Silva; Santos, Thallison Carlos Campos; Caçador, Beatriz Santana; Brito, Maria José Menezes

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo analisou as contribuições da prática do enfermeiro na implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra em comunidades quilombolas, sob o prisma da ética feminista. Estudo de caso único e integrado de abordagem qualitativa fundamentado na teoria da ética feminista. A coleta de dados ocorreu entre fevereiro e junho de 2018 por meio de entrevistas realizadas com sete enfermeiros da Estratégia Saúde da Família, que atuam em comunidades quilombolas na região metropolitana de Belo Horizonte, MG, Brasil. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo com auxílio do software ATLAS.ti, versão 8. Os resultados apontaram contribuições da prática do enfermeiro na implementação da PNSIPN e estão apresentados pelas seguintes categorias: criação de vínculo; enfermeiro na comunidade e; reconhecimento das particularidades da comunidade. Tais aspectos se mostraram importantes para a implementação efetiva da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra na comunidade.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This qualitative integrated single-case study analyzed the role of nursing professionals in implementing the National Policy for the Integral Health of the Black Population in quilombola communities, based on the Feminist Ethics approach. Data collection took place between February and June 2018 by means of interviews conducted with nurses from the Family Health Strategy working in quilombola communities in the Metropolitan Region of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. The data underwent Content Analysis, via ATLAS.ti software, version 8. Results show that nursing professionals contributed to implementing the PNSIPN, acting on the following categories: “bonding”, “community nurse” and “acknowledgment of community specificities”. Such aspects are important to implement the National Policy for the Integral Health of the Black Population in the community.
  • Science communication in the National Policy on Science, Technology, and Innovation in Health: analysis of the official speech Artigos Originais

    Silva, Neide Emy Kurokawa e; Paro, César Augusto; Ventura, Miriam

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A partir da indagação sobre as possibilidades de participação social e efetiva interação da população nas pesquisas científicas na saúde, buscou-se analisar como a Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde aborda essa dimensão comunicativa. Deste modo, examinou-se o documento oficial desta política por meio da análise temática. A comunicação sobre ciência, tecnologia e inovação à população é tratada, principalmente, no item sobre a difusão dos avanços científicos e tecnológicos, sendo designada com diferentes termos, cujos significados e objetivos, embora distintos, são tratados como sinônimos. A ideia central de comunicação gira em torno de um conteúdo a ser transferido a determinados públicos, de forma unidirecional e verticalizada, de um “emissor” para um “receptor”. Tal perspectiva contrasta com a possibilidade de uma comunicação mais horizontalizada e participativa na produção de conhecimento e apropriação de tecnologias, como vislumbrado e desenvolvido por estudos e práticas sobre engajamento público na ciência ou letramento científico. Reconhecendo-se o mérito do processo que culminou nesta política e considerando o contexto político, social e cultural brasileiro é importante impulsionar propostas comunicativas de participação efetiva da sociedade nas questões de ciência, tecnologia e inovação na saúde, coerentemente com os princípios democráticos e participativos do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Abstract in English:

    Abstract From the inquiry about the possibilities of social participation and effective popular interaction in health research, this article aims to analyze how the National Policy on Science, Technology, and Innovation in Health approaches the communicative dimension. For that, the official document of this policy underwent a thematic analysis. The communication of science, technology, and innovation for population features mainly at the “scientific and technological advances diffusion” section, designated under different expressions that, although presenting distinct meanings and goals, are stated as synonymous in the document. Overall, the policy considers communication as the upright and unidirectional transfer of content to specific audiences - from a sender to a receiver. Such perspective contrasts with the horizontal and participative perspective of knowledge construction and technological appropriation preconized by studies on public engagement in science and scientific literacy. Considering our political, social, and cultural context, along with the merit of the Policy’s creation process, communication proposals must include an effective public participation in science, technology, and innovation in health, respecting the democratic and participative principles postulated by the National Health System.
  • Social representations of organs and tissues donation for transplantation among school adolescents Artigos Originais

    Ferreira, Diego Raone; Higarashi, Ieda Harumi

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Trata-se de uma pesquisa qualitativa, ancorada na Teoria das Representações Sociais, com o objetivo de analisar as possíveis representações sociais que adolescentes do Ensino Médio de uma escola da rede pública têm sobre o processo de doação de órgãos e tecidos para transplantes. Participaram do estudo 60 adolescentes, com idade entre 14 e 18 anos, matriculados no Ensino Médio de uma instituição de ensino situada no norte do Paraná. Os resultados, obtidos mediante técnica de associação livre de palavras, indicaram que o núcleo central das representações sociais em relação à doação de órgãos e ao ato de ser um doador de órgãos é composto por palavras que definem o sentido de amor, vida, solidariedade, compaixão, salvação, ajuda e, como elementos intermediários e periféricos, os vocábulos morte, sangue, esperança, felicidade e compaixão. Os resultados delineiam as possíveis representações sociais sobre doação de órgãos entre os adolescentes como um processo capaz de promover a recuperação da vitalidade humana, remetendo a sentimentos de gratidão e felicidade, inseridos numa sociedade mais consciente e solidária.

    Abstract in English:

    Abstract Anchored in the Theory of Social Representations, this qualitative research aims to analyze the possible social representations of adolescents enrolled in public high school regarding organ and tissue donations for transplantations. In total, 60 adolescents aged between 14 and 18 years, enrolled in a public high school in the north of Paraná were included in the study. Based on a word association technique, we verified the central nucleus of social representations regarding organ donation and being an organ donor to comprise words defining the meaning of love, life, solidarity, compassion, salvation, and help. In turn, words such as death, blood, hope, happiness, and compassion comprised intermediate and peripheral elements. In this sense, the social representation of organ donation among adolescents may be understood as a process capable of promoting the recovery of human vitality, referring to feelings of gratitude and happiness, inserted in a more conscious and caring society.
  • “Mask saves lives”: the social representations of the covid-19 pandemic in drawings by children from Rio de Janeiro Artigos Originais

    Alvaro, Marcela; Folino, Carolina; Massarani, Luisa; Chagas, Catarina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Como os adultos, as crianças tiveram suas relações sociais e rotinas alteradas pela pandemia e são atores sociais fundamentais para se compreender as transformações causadas por essa condição sanitária que afetou o planeta, construindo representações e narrativas próprias. No entanto, poucos estudos de percepção da pandemia focam nas crianças. A fim de analisar a percepção das crianças cariocas sobre a pandemia de covid-19, entrevistamos 20 crianças entre oito e dez anos, moradoras do município do Rio de Janeiro, por meio de plataformas virtuais, utilizando a técnica de desenho comentado. Neste artigo, analisamos em particular os desenhos e as narrativas associadas a eles, definindo as seguintes categorias de análise: rotina; sentimentos durante a pandemia; representação do vírus e novos hábitos. No geral, as crianças retrataram as etapas do seu dia a dia, incluindo as brincadeiras, o uso de eletrônicos e as aulas on-line, bem como as estratégias de enfrentamento do coronavírus usadas em seu entorno familiar e seus sentimentos. As crianças demonstram tanto cautela com a pandemia, indicando ter consciência da importância do distanciamento social, do uso de máscara e da higiene pessoal para o enfrentamento da covid-19, quanto preocupação, medo e até raiva do vírus.

    Abstract in English:

    Abstract Although children, like adults, had their social relationships and routines altered by the pandemic and are key social actors to understand the changes caused by this worldwide sanitary crisis, building their own representations and narratives, few studies on the topic focus on children. To analyze children’s perception about the covid-19 pandemic, we interviewed 20 children between 8-10 years old, living in the city of Rio de Janeiro, by means of digital platforms and the commented drawing technique. We mainly analyzed the drawings and narratives associated with the children themselves, by the following categories of analysis: routine, feelings during the pandemic, representation of the virus, and new habits. The children generally drew the stages of their daily lives, including playing, the use of electronics and online classes, as well as the sanitary measures used in their family surroundings and their feelings. Children show caution regarding the pandemic, indicating their awareness on the importance of practicing social distancing, using a mask and maintaining good personal hygiene to combat the covid-19, but they also showed concern, fear and even anger at the virus.
  • SUS in the labor sphere: the corporatist tradition of rights and the privatization of healthcare Artigos Originais

    Teodoro, Ronaldo; Csapo, Marika

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo investiga as implicações do comportamento corporativo sindical para a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Tendo em vista a luta sindical por assistência à saúde, analisamos o dinamismo do mercado de planos de saúde a partir das negociações coletivas de trabalho. Ao documentar esse vínculo, problematizamos o corporativismo como um fenômeno político que, ao se reatualizar no tempo, conforma um momento da tradição de lutas do trabalho que fragiliza a base de apoio social ao SUS, afetando a correlação de forças políticas em torno da superação do hibridismo público e privado de interesses presente no mercado de planos de saúde. Tendo em vista esse cenário, dialogamos com as teses da saúde coletiva, apontando que a centralidade do sindicalismo brasileiro para a realização dos propósitos públicos e universais da Reforma Sanitária ainda carece de pleno reconhecimento nos estudos da área. Como conclusão, apontamos que a aproximação política entre sanitaristas e sindicalistas é condição fundamental para a ampliação das lutas e da legitimação pública do SUS, para o qual será necessário superar o sentido corporativo do acesso à saúde.

    Abstract in English:

    Abstract This article investigates the implications of union corporate behavior for the construction of the Brazilian National Health System (SUS) in Brazil. In view of the union struggle for health care, we analyzed the dynamics of the health insurance market based on collective labor negotiations. By documenting this link, we characterize corporatism as a political phenomenon which, over time, shapes the tradition of labor struggles in a way that weakens the social support base for SUS, by affecting the capacity of political forces to act collectively to overcome the hybridity of public and private interests present in the health insurance market. Against this backdrop, we dialogue with collective health theses, pointing out that studies in this area still fail to fully recognize the centrality of Brazilian unions in the realization of the public and universal aims of the Public Health Reform movement. In conclusion, we suggest that political alignment between health workers and union members is a crucial condition for advancing the struggles and public legitimacy of SUS, something that will be necessary to overcome sectoral fragmentation in health access.
  • SUS social control: health in a border region on the agenda Artigos Originais

    Haum, Natália Dias Alves Públio; Carvalho, Manoela de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo analisa a dinâmica do exercício do controle social em município brasileiro de região de fronteira internacional a partir das atas do Conselho Municipal de Saúde (CMS), referentes às políticas de saúde específicas para a localidade. Empregou-se a técnica de análise documental auxiliada por instrumento elaborado para identificar a participação dos conselheiros em reuniões, atividades e temas relacionados à política de saúde na fronteira de 2006 a 2018, período relativo à adesão ao Sistema Integrado de Saúde das Fronteiras (SIS Fronteiras). Os resultados apontam que o CMS discutiu a política de saúde sem contextualizá-la suficientemente no território específico em que foi aplicada. Por conseguinte, recomenda-se mecanismos de formação para aprimorar a ação e organização, ancorados na temática saúde em regiões de fronteira, apoiando o exercício do controle social orientado para as necessidades da realidade local dos municípios brasileiros fronteiriços.

    Abstract in English:

    Abstract Our study analyzes the dynamics of the social control exercise in a Brazilian municipality in an international frontier region, based on the records in the minutes of the Municipal Health Council (CMS), referring to specific health policies for the location. The technique of document analysis was used, aided by an instrument designed to identify the participation of counselors in meetings, activities and topics related to health policy on the border area from 2006 to 2018, a period related to the inclusion in the Integrated Border Health System (SIS Fronteiras). The results indicate that the CMS discussed health policy without contextualizing it sufficiently for the specific border territory. Therefore, training mechanisms are recommended to improve action and organization, anchored on the theme health in border regions, supporting the social control exercise oriented to the needs of the local reality of Brazilian border cities.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br