• Social representations of sexual and reproductive rights: experiences of young men deprived of freedom Original Articles

    Orozco-Idárraga, Angélica; García-Navarro, Angela; Castillo-Bolaños, Jennifer; Morales-Ortega, Helena; García-Acuña, Yomaira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa cujo objetivo consistiu em interpretar as representações sociais de jovens detentos no Oasis Center acerca dos direitos sexuais e reprodutivos e a incidência destes em gravidez na adolescência, a fim de conduzi-los a um processo de ressignificação que permite o exercício responsável desses, evidenciada em seus projetos de vida. Esse é um estudo qualitativo desenvolvido a partir de uma metodologia participante, na Colômbia, em 2015. A amostra foi composta por um total de 60 jovens adultos, incluindo 46 adolescentes e gestores da instituição. Para a coleta de dados, foram utilizados grupos de foco, oficinas de resignação, uma pesquisa social aplicada a 46 adolescentes, e uma entrevista não-estruturada realizada com 30 adolescentes. As representações dos adolescentes e jovens acerca do assunto foram oriundas de figuras femininas, inculcadas ainda em suas residências, de acordo com os contextos socioculturais em que estavam inseridos. Dessa forma, suas crenças não favorecem o desenvolvimento de práticas voltadas à prevenção de doenças e gravidez na adolescência, além de reforçarem ideais estereotipados de masculinidade e feminilidade e preconceitos em relação ao sexo, priorizando noções sexistas e homofóbicas relativas aos papéis de gênero.

    Abstract in English:

    Abstract This paper aims to submit a research results whose objective is to interpret social representations considered by young inmate males from the Centro de Educaciòn El Oasis, in relation with sexual an reproductive rights and their incidence in adolescent pregnancy, in order to lead them to a resignification process evident in their own life project. It is a qualitative study developed from a participatory methodology in Colombia, 2015. The sample consisted of a total of 60 young adults, including 46 teens and managers. The techniques used were a social survey given to 46 adolescents, an unstructured interview to 30, focus groups and resignification workshops. The representations by teenagers and young people about the subject came from female figures, inculcated early, when still in their homes, according to the socio-cultural contexts in which they were inserted. Thus, their beliefs do not favor the development of practices aimed at preventing diseases and teenage pregnancy, in addition to reinforcing stereotyped ideals of masculinity and femininity and prejudices in relation to sex, prioritizing sexist and homophobic notions regarding gender roles.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br