• Health surveillance of populations exposed to pesticides: agroecology and social participation Relato de Experiência

    Albuquerque, Pedro Costa Cavalcanti de; Lira, Paulo Victor Rodrigues de Azevedo; Gurgel, Idê Gomes Dantas; Rocha, Giselle Azevedo da

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A vigilância em saúde de populações expostas a agrotóxicos prevê o desenvolvimento de ações de forma contínua e sistemática, em uma perspectiva intersetorial e participativa, para subsidiar a promoção da saúde, com segurança e soberania alimentar e nutricional, estabelecendo, assim, uma articulação direta com a agroecologia. Este artigo teve por objetivo analisar o desenvolvimento da proposta em Pernambuco, considerando a articulação com a agroecologia e a participação social. Desenvolveu-se análise de documentos disponibilizados em sítios eletrônicos do governo federal e Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, a partir de duas categorias: agroecologia e participação social. Dentre os principais resultados, destacam-se: a) desenvolvimento de ações de promoção da saúde articuladas com movimentos sociais, em conformidade com o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica; b) concepção e monitoramento das ações em grupo intersetorial; c) formação de profissionais de saúde e trabalhadores rurais com base nos princípios da agroecologia; d) implantação da carteira do aplicador de agrotóxicos, como estratégia de vigilância popular da saúde. A proposta incorporou princípios da agroecologia em ações intersetoriais e de promoção da saúde, com importante participação social. As práticas adotadas se apresentam como importante estratégia de superação do modelo clínico biomédico da vigilância em saúde.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Health surveillance of populations exposed to pesticides foresee the development of actions in a continuous and systematic way, in an intersectoral and participatory perspective, to support health promotion, with food and nutritional security and sovereignty, thus establishing a direct link with agroecology. This article aimed to analyze the development of the proposal in Pernambuco, considering articulation with agroecology and social participation. Documents of the federal government and the State Health Department of Pernambuco available on websites were analysed, based on two main categories: agroecology and social participation. Among the main results, the following stand out: a) the development of health promotion actions articulated with social movements, in accordance with the National Plan for Agroecology and Organic Production; b) the design and monitoring of actions in an intersectoral group; c) training of health professionals and rural workers based on the principles of agroecology; d) the implementation of the pesticide applicator portfolio, as a strategy for popular health surveillance. The proposal incorporated principles of agroecology in intersectoral and health promotion actions, with important social participation. The adopted practices represent an important strategy to overcome the biomedical clinical model of health surveillance.
  • Chácara Bindu, an experience in agroecology, productive conservation, education, and health Relato de Experiência

    Sepúlveda, Ximena Soledad Moreno; Ferreira, Marcos Antonio Trajano; Milhomem, Ana Paula Andrade Silva; Fenner, André; Corrêa, Virginia da Silva; Knierim, Gislei Siqueira; Barros, Nelson Filice de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A crise socioambiental é cada vez mais presente na realidade urbana e rural. A experiência agroecológica neorrural é uma inovação que pode transformar o paradigma produtivo predominante e propor novas formas de relacionamento entre as pessoas. Além disso, pode contribuir para o desenvolvimento de sistemas alimentares que promovem justiça socioambiental, segurança alimentar e nutricional, criação de territórios saudáveis e sustentáveis. O objetivo deste relato de experiência foi apresentar a Comunidade que Sustenta a Agricultura, Educação e Saúde (CSAES) na Chácara Bindu, que desenvolve tecnologias sociais nas áreas de agricultura, educação e saúde no Distrito Federal. O relato da experiência foi desenvolvido em sete itens relacionados com criação, conservação produtiva, educação e saúde no organismo socioagrícola da Chácara Bindu. Destacam-se os vínculos com base na confiança e cooperação, o processo de expansão do modelo da CSAES Bindu a partir de uma Comunidade que Sustenta a Agricultura, a continuidade das entregas de produtos cultivados sem insumos sintéticos e sem agrotóxicos e o acesso das famílias coagricultoras a alimentos saudáveis no contexto de isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The socio-environmental crisis is increasingly present in the urban and rural reality. A neorural agroecological experience is an innovation that can transform the predominant productive paradigm and propose new ways of relationship between people. Furthermore, it can contribute to the development of food systems that promote social and environmental justice, food and nutrition security, and the creation of healthy and sustainable territories. The objective of this experience report was to present the Community that Sustains Agriculture, Education, and Health (CSAES) at Chácara Bindu, which has social technologies in the fields of agriculture, education, and health in the Federal District. The experience report was developed in seven items related to creation, productive conservation, education, and health in the social-agricultural organization of Chácara Bindu. The linkages based on trust and cooperation, the expansion process of the CSAES from a Community that Sustains Agriculture, the continued delivery of products cultivated without synthetic inputs and without pesticides, and the access of co-agricultural families to healthy food stand out in the context of social isolation imposed by the Covid-19.
  • Organic Markets as a policy of food supply and health promotion: a case study Relato de Experiência

    carvalho, Soraia Martins de; Bezerra, Islandia; Rigon, Silvia do Amaral; Cassarino, Julian Perez

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Estudo de caso com o objetivo de compreender o processo organizacional das Feiras Orgânicas em Curitiba-PR, enquanto política de abastecimento alimentar e de promoção da saúde. Pesquisa de caráter qualitativo, realizada mediante análise de documentos institucionais e entrevistas semiestruturadas com feirantes e técnicos da área de abastecimento, informantes-chave. Destacou-se a importância social desse local enquanto espaço de comercialização de alimentos produzidos sem agrotóxicos e provenientes da agricultura familiar. Um vínculo de solidariedade construído com os consumidores foi observado, constituindo um ambiente de cooperação para a alimentação saudável, de socialização de saberes e de empoderamento dos envolvidos. No entanto, a população de baixo poder aquisitivo manteve-se distante desse consumo por causa dos preços elevados e da localização distanciada da periferia da cidade. Identificou-se também um risco para a continuidade da comercialização direta com o consumidor em função de nova política de pagamento pelo uso do espaço a partir de valores considerados elevados para os agricultores. Conclui-se que a busca pela inclusão da agricultura familiar nas Feiras Orgânicas e pela democratização do acesso a esses alimentos devem nortear as políticas de abastecimento, considerando sobretudo, a necessidade de soberania e segurança alimentar e nutricional tanto no campo quanto na cidade.

    Abstract in English:

    ABSTRACT We performed a case study with the aim of understanding the organizational process of the Organic Markets in Curitiba-PR, as a policy of food supply and health promotion. A qualitative research was carried out through the analysis of institutional documents and semi-structured interviews with marketers and technicians in the supply area, considered to be key informants. The social importance of this space was highlighted, as a space for commercializing food produced without pesticides and from family farming. A link of solidarity built with consumers was observed, constituting an environment of cooperation for healthy eating, socialization of knowledge, and empowerment of the people involved. However, the population with low income power remained distant from this consumption, due to the high prices and distant location from the suburbs of the city. We identified a risk to keep the continuity of direct marketing with the consumer, due to a new payment policy to use the space based on values considered high for farmers. We conclude that searching the inclusion of family farming in Organic Markets and the democratization of access to organic food must guide supply policies, especially considering the need for sovereignty and food and nutritional security both in the countryside and in the city.
Centro Brasileiro de Estudos de Saúde RJ - Brazil
E-mail: revista@saudeemdebate.org.br