Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 20, Número: 3, Publicado: 2017
  • 10º Congresso Brasileiro de Epidemiologia

    Boing, Antonio Fernando; Veras, Maria Amélia
  • Classificação de óbitos em mulheres com vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida no ciclo gravídico-puerperal

    Brayner, Manuella Coutinho; Alves, Sandra Valongueiro

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Reclassificar os óbitos de mulheres portadoras do vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida no ciclo gravídico-puerperal no Estado de Pernambuco, no período de 2000 a 2010. Métodos: Estudo descritivo exploratório, desenvolvido a partir das seguintes etapas: tradução para português do item “HIV and aids” do documento da Organização das Nações Unidas “The WHO application of ICD-10 to deaths during pregnancy, childbirth and the puerperium: ICD MM, 2012”; elaboração de um algoritmo de classificação dos óbitos de mulheres portadoras do vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida no ciclo gravídico-puerperal; e reclassificação dos óbitos por um grupo de especialistas. Resultados: Dentre os 25 óbitos reclassificados, 12 foram devido ao vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida e a condição gravídica era coexistente; 9 foram reclassificados como morte materna obstétrica indireta, com o código O98.7, proposto pela Organização Mundial de Saúde; 2 como morte materna obstétrica direta/indireta; e 2 foram considerados indeterminados. Conclusão: A reclassificação apontou uma possível mudança de padrão de mortalidade materna, visto que a maioria dos óbitos foi atribuído ao vírus, podendo levar a uma redução dos óbitos por causas maternas. O algoritmo subsidiará o uso da nova classificação sobre morte materna e do vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To reclassify deaths of women infected with the human immunodeficiency virus/acquired immunodeficiency syndrome in pregnancy and childbirth in the State of Pernambuco, Brazil, from 2000 to 2010. Methods: A descriptive exploratory study, developed from the following steps: translation to Portuguese of the item “HIV and aids” of the United Nations document “The WHO application of ICD-10 to deaths during pregnancy, childbirth and the puerperium: DCI MM 2012”; development of a classification algorithm of deaths of women living with the human immunodeficiency virus/acquired immunodeficiency syndrome in pregnancy and childbirth; and reclassification of deaths by a group of experts. Results: Among the 25 reclassified deaths, 12 were due to human immunodeficiency virus/acquired immunodeficiency syndrome, and pregnancy condition was coexisting; 9 were reclassified as indirect maternal death, with O98.7 code, proposed by the World Health Organization; 2 as direct/indirect maternal death; and 2 were considered indeterminate. Conclusion: The reclassification showed a possible pattern of change in maternal mortality, since most of the deaths were attributed to the virus and may lead to a reduction in deaths from maternal causes. The algorithm will subsidize the use of the new classification of maternal death and human immunodeficiency virus/acquired immunodeficiency syndrome.
  • Fenótipo da cintura hipertrigliceridêmica e fatores nutricionais: um estudo com participantes do ELSA-Brasil

    Andrade, Juliana Rodrigues de; Velasquez-Melendez, Gustavo; Barreto, Sandhi Maria; Pereira, Taísa Sabrina Silva; Mill, José Geraldo; Molina, Maria del Carmen Bisi

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Investigar a associação entre consumo de gorduras e fibras e o fenótipo da cintura hipertrigliceridêmica (FCH). Métodos: Pesquisa de corte transversal conduzida a partir da linha de base do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil). Foi realizada avaliação antropométrica e calculado o Índice de Massa Corporal (IMC). Os participantes foram classificados segundo presença do FCH quando circunferência da cintura ≥ 102 e ≥ 88 cm, respectivamente, em homens e mulheres, e triglicerídeos ≥ 150 mg/dL. O consumo de gorduras e fibras foi avaliado a partir de um Questionário de Frequência Alimentar validado e as variáveis socioeconômicas, demográficas e características comportamentais foram coletadas por meio de questionário. Foram realizados testes do χ2, Mann-Whitney e regressão de Poisson com significância de 5%. Resultados: Homens apresentaram menor prevalência do FCH (RP = 0,959; IC95% 0,948 - 0,969). Maiores prevalências de FCH foram observadas em indivíduos com atividade física fraca (RP = 1,039; IC95% 1,021-1,057), histórico de tabagismo (RP = 1,044; IC95% 1,031-1,057), menor renda per capita (IRR = 1,035; IC95% 1,022-1,049) e obesidade (RP = 1,32; IC95% 1,305-1,341). Consumo de gorduras e fibras não foi associado ao FCH. Conclusão: Maior prevalência do FCH foi encontrada em obesos, porém não foi observada associação entre o consumo de gorduras e fibras e o fenótipo.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To investigate the association between fat and fiber intakes and the hypertriglyceridemic waist phenotype (HWP). Methods: Cross-sectional survey conducted from the baseline of Brazilian Longitudinal Study of Health Adult (ELSA-Brasil). Anthropometric measurements were conducted and the body mass index was calculated (BMI). Participants were classified according to the presence of HWP when waist circumference ≥ 102 and ≥ 88 cm, respectively, in men and women, and triglycerides ≥ 150 mg/dL. Fat and fiber intakes were assessed using a validated food frequency questionnaire, and socioeconomic, demographic and behavioral variables were collected through a questionnaire. The χ² test, Mann-Whitney and Poisson regression were performed with significance level of 5%. Results: There was no association between fiber and fat intakes with HWP. A lower prevalence of HWP among men was observed (IRR = 0.959; 95%CI 0.948 - 0.969). A higher prevalence of HWP was observed in participants with low physical activity (OR = 1.039, 95%CI 1.021 - 1.057), smoking history (OR = 1.044, 95%CI 1.031 - 1.057), lower per capita income (IRR = 1.035; 95%CI 1.022 - 1.049) and obesity (OR = 1.32, 95%CI 1.305 - 1.341). Fat and fiber intakes were not associated with HWP. Conclusion: A higher prevalence of HWP was found in obese, but no association was found between intake of fat and fiber and phenotype.
  • Fatores individuais e contextuais associados à realização do teste anti-HIV por busca espontânea

    Barros, Claudia Renata dos Santos; Zucchi, Eliana Miura; Schraiber, Lilia Blima; França Junior, Ivan

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: O motivo da busca pelo teste anti-HIV é questão central para a prevenção do HIV. Apesar da realização do teste e aconselhamento ser gratuito no Brasil há lacunas na cobertura do teste. Esse estudo analisou a associação entre os fatores individuais e contextuais e a realização do teste anti-HIV na população brasileira. Métodos: Inquérito populacional, com 4.760 residentes em áreas urbanas. As variáveis do nível individual foram sociodemográficas; saúde sexual e reprodutiva; conhecimento sobre HIV/AIDS; conhecer pessoas com HIV/AIDS; ideias discriminatórias sobre pessoas vivendo com HIV. As variáveis contextuais: índice de desenvolvimento humano (IDH) do município de moradia; prevalência municipal de HIV/AIDS e presença de Centro de Testagem e Aconselhamento no município de moradia (CTA). A variável dependente foi realização do teste por busca espontânea. Na análise dos fatores associados utilizou-se modelo multinível de Poisson com intercepto aleatório. Resultados: Foram observadas variáveis individuais comuns e discordantes associadas ao teste entre homens e mulheres. As variáveis individuais comuns foram o conhecimento de alguém com HIV/AIDS e idade; as discordantes incluíram as relativas à saúde sexual e reprodutiva e violência sexual. Entre os fatores do nível contextual, a presença de CTA e o IDH alto foram associados positivamente com a busca espontânea do teste somente entre as mulheres. Conclusão: A busca espontânea pelo teste anti-HIV é marcada pelas diferenças de gênero, com lacunas de testagem entre mulheres casadas e homens heterossexuais.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Background: Knowing the reasons for seeking HIV testing is central for HIV prevention. Despite the availability of free HIV counseling and testing in Brazil, coverage remains lacking. Methods: Survey of 4,760 respondents from urban areas was analyzed. Individual-level variables included sociodemographic characteristics; sexual and reproductive health; HIV/AIDS treatment knowledge and beliefs; being personally acquainted with a person with HIV/AIDS; and holding discriminatory ideas about people living with HIV. Contextual-level variables included the Human Development Index (HDI) of the municipality; prevalence of HIV/AIDS; and availability of local HIV counseling and testing (CT) services. The dependent variable was client-initiated testing. Multilevel Poisson regression models with random intercepts were used to assess associated factors. Results: Common individual-level variables among men and women included being personally acquainted with a person with HIV/AIDS and age; whereas discordant variables included those related to sexual and reproductive health and experiencing sexual violence. Among contextual-level factors, availability of CT services was variable associated with client-initiated testing among women only. The contextual-level variable “HDI of the municipality” was associated with client-initiated testing among women. Conclusion: Thus, marked gender differences in HIV testing were found, with a lack of HIV testing among married women and heterosexual men, groups that do not spontaneously seek testing.
  • Pesquisa Nacional de Saúde 2013: relação entre uso de álcool e características sociodemográficas segundo o sexo no Brasil

    Machado, Ísis Eloah; Monteiro, Maristela Goldnadel; Malta, Deborah Carvalho; Lana, Francisco Carlos Félix

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Analisar fatores sociodemográficos associados ao uso de álcool segundo o sexo no Brasil. Métodos: Estudo transversal com dados provenientes da Pesquisa Nacional de Saúde, de 2013, sobre 60.202 adultos. Analisou-se o uso recente e o uso episódico excessivo de álcool nos 30 dias anteriores à pesquisa segundo sexo. As covariáveis foram: idade, escolaridade, cor da pele, estado civil e local de residência. Resultados: A prevalência de uso recente de álcool foi de 26,5%, sendo 14,4% em mulheres e 38,1% em homens. O uso recente de álcool entre as mulheres foi associado às variáveis idade jovem, maior escolaridade, estar solteira ou separada/divorciada e viver em área urbana. Em homens, além dos fatores supracitados, houve associação com a cor da pele branca. Dos indivíduos que usaram álcool, 51,5% relataram uso episódico excessivo - entre as mulheres, a proporção foi 43,4%; entre os homens, 55,0%. Nas mulheres, o uso episódico excessivo de álcool esteve associado à idade jovem, estar solteira ou separada/divorciada e viver em área urbana; cor branca e ter ensino superior tiveram associação inversa com esse padrão. Em homens, o uso episódico excessivo de álcool esteve diretamente associado à idade jovem e a estar solteiro ou separado/divorciado, e inversamente à cor branca; não houve relação significativa com escolaridade e local de residência. Conclusão: Observou-se que os homens consomem mais álcool. Porém, constatou-se uma convergência do consumo de álcool, incluindo o uso episódico excessivo, entre homens e mulheres mais jovens, solteiros(as) e divorciados(as) e residentes de área urbana. Cor de pele, escolaridade e local de residência mostraram variações nos modelos entre sexos.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To analyze sociodemographic factors associated with alcohol use according to gender in Brazil. Methods: Cross-sectional study using data from 2013 Brazilian Health Survey about 60,202 adults. We analyzed recent alcohol use and heavy episodic drinking in the 30 days prior to the research stratified by gender. The covariates were: age, educational level, skin color, marital status, and place of residence. Results: The prevalence of recent alcohol use was 26.5%. In women, the prevalence was 14.4%; in men, 38.1%. In women, recent alcohol use was associated with younger age, higher educational level, being single or separated/divorced, and living in urban areas. In men, there was association with white skin color in addition to these factors. Among adults who used alcohol, 51.5% reported heavy episodic drinking - in women, this proportion was 43.4%; in men, 55.0%. In women, heavy episodic drinking was associated with younger age, being single or separated/divorced and living in urban areas; white skin color and higher educational level had negative association with this pattern. In men, heavy episodic drinking was directly associated with younger age and being single or divorced and inversely to white skin color; there was no significant relation with education and place of residence. Conclusion: We observed that men consume more alcohol than women. There is a convergence of alcohol consumption, including heavy episodic drinking, between men and women who are younger, single and divorced, and residents of urban areas. Skin color, educational level, and place of residence showed variations in the models by sex.
  • Fatores de risco para mortalidade por doenças cardiovasculares associados à alta exposição ao tráfego veicular

    Rodrigues, Poliany Cristiny de Oliveira; Santos, Emerson Soares dos; Hacon, Sandra de Souza; Ignotti, Eliane

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Identificar áreas e fatores de risco para a mortalidade causada por doenças cardiovasculares (DC) associados à poluição do ar proveniente da alta exposição ao tráfego. Métodos: Estudo transversal da mortalidade por DC em 2.617 indivíduos de 45 a 85 anos residentes na zona urbana de Cuiabá e Várzea Grande, Mato Grosso, entre 2009 e 2011. Utilizou-se a proximidade residencial de até 150 metros de uma via de grande fluxo de veículos como proxy da alta exposição à poluição atmosférica proveniente do tráfego. A associação entre idade, sexo, renda e intensidade do trânsito com a exposição ao tráfego foi avaliada por meio de regressão logística múltipla. Foram realizadas análises estratificadas para observar a influência das estações do ano e dos grupos de causas. Utilizou-se modelo espacial de probabilidade de Bernoulli para identificação de áreas de risco. Resultados: Os principais fatores de risco para mortalidade por DC associados à alta exposição ao tráfego foram: residir em setores censitários com renda muito desigual (OR = 1,78; IC95% 1,36 - 2,33), trânsito intenso (OR = 1,20; IC95% 1,01 - 1,43) e sexo feminino (OR = 1,18; IC95% 1,01 - 1,38). O risco de mortalidade por DC aumenta cerca de 10% no período de seca. Foram identificadas nove áreas de risco. Conclusão: A alta exposição ao tráfego está associada à mortalidade por DC em Cuiabá e Várzea Grande. A desigualdade de renda, a intensidade do trânsito e o sexo feminino apresentaram-se como os principais determinantes dessa exposição, além da estação seca potencializá-la.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To identify areas and risk factors in cardiovascular disease (CD) mortality associated with air pollution from high exposure to vehicular traffic. Methods: Cross-sectional study of CD mortality in 2,617 individuals aged 45-85 years living in the urban area of Cuiabá and Várzea Grande, Mato Grosso State, Brazil, between 2009 and 2011. We used the residential proximity of up to 150 meters to a roadway of great vehicle flow as a proxy of high exposure to air pollution from vehicular traffic. The association between age, gender, income, and traffic intensity with vehicular traffic exposure was assessed through the multiple logistic regression. We conducted stratified analyses to observe the influence of seasons and groups of causes. We used Bernoulli’s spatial model of probability to identify high-risk clusters. Results: Risk factors for CD mortality associated with high exposure to vehicular traffic were: living in census tracts with very unequal income (OR = 1.78; 95%CI 1.36 - 2.33), heavy traffic (OR = 1.20; 95%CI 1.01 - 1.43), and female gender (OR = 1.18; 95%CI 1.01 - 1.38). The CD mortality risk increases about 10% during the dry season period. We identified nine areas of risk. Conclusion: High exposure to traffic is associated with CD mortality in Cuiabá and Várzea Grande. Income inequality, traffic intensity, and female gender presented as the main determiners for this exposure. The dry season period enhances the effects of traffic exposure.
  • Uso de heroína inyectada y el riesgo de hepatitis C en tres ciudades de Colombia

    Berbesi-Fernández, Dedsy Yajaira; Segura-Cardona, Angela Maria; Montoya-Velez, Liliana Patricia; Santamaría, Alexandra Ángel

    Resumo em Espanhol:

    RESUMEN: Introducción: La hepatitis C es uno de los grandes problemas de salud pública en el mundo, especialmente por su alta transmisibilidad por vía inyectada. Objetivo: Identificar la prevalencia de la infección por VHC, y factores asociados en usuarios de drogas psicoactivas inyectables en tres ciudades (Armenia, Bogotá y Cúcuta) de Colombia. Métodos: Estudio descriptivo transversal en 668 usuarios de drogas inyectables captados a través de muestreo guiado por el respondiente, a quienes se indagó sobre características demográficas y comportamientos de riesgo. Se utilizó la prueba de Anticuerpos, tomado en papel de filtro y se confirmaron los casos de VHC, con pruebas de carga viral de RNA. Se estimó la prevalencia de VHC y los factores asociados con pruebas estadísticas Chi-cuadrado y se calcularon razones de prevalencia crudas y ajustadas con regresión logística usando RDSAT y SPSS. Resultados: La prevalencia de infección por VHC fue del 17,5% y se encontraron como factores que aumentan la prevalencia de hepatitis: tener VIH, inyectarse con otra persona portadora del virus, utilizar dosis de una jeringa que estaba compartiendo, inyectarse con una jeringa casera y consumir marihuana. Como factor que reduce la prevalencia, el adquirir jeringas en droguerías u otras tiendas. Conclusión: Se evidencia un consumo establecido de drogas por vía inyectada, poniendo de relieve la importancia de generar intervenciones para la reducción de daños y la prevención de hepatitis C en estas tres ciudades del país.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Introduction: Hepatitis C is one of the most neglected diseases by governments internationally. Objective: Identify the prevalence of hepatitis C and associated injection drug users in three cities of factors Colombia. Methods: Cross-sectional study of 668 injecting drug users recruited through respondent-driven sampling, inquired about demographic characteristics and risk behaviors. Laboratory testing was used on filter paper and cases of hepatitis C viral load tests with RNA were confirmed. Hepatitis C prevalence and associated factors was estimated with Chi-square test statistics and reasons for crude and adjusted prevalence were calculated using logistic regression. Results: The prevalence of hepatitis C was 17.5% and were found as factors that increase the prevalence of hepatitis: having HIV, injecting another person carrying the virus dose used was sharing a syringe, injected with a syringe and consume marijuana. As a factor that reduces the prevalence, purchase syringes in drug stores or other stores. Conclusion: This research evidence established consumption of drugs by injection , and the presence of hepatitis C in social networks of IDUs and highlights the importance of developing interventions for harm reduction and prevention of hepatitis C in this population these three cities.
  • Acesso e adesão a medicamentos entre pessoas com diabetes no Brasil: evidências da PNAUM

    Meiners, Micheline Marie Milward de Azevedo; Tavares, Noemia Urruth Leão; Guimarães, Luciano Santos Pinto; Bertoldi, Andréa Dâmaso; Pizzol, Tatiane da Silva Dal; Luiza, Vera Lucia; Mengue, Sotero Serrate; Merchan-Hamann, Edgar

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Descrever as pessoas com diabetes no Brasil e comparar suas características sociodemográficas, o acesso e a adesão autorreferida aos medicamentos prescritos. Métodos: Análise de dados oriundos da Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos, um inquérito domiciliar, com plano amostral por conglomerados, segundo domínios de sexo e idade e representatividade nacional e macrorregional. Os adultos (≥ 20 anos) que referiram ter diabetes constituíram a amostra. Analisaram-se as frequências ponderadas das variáveis na amostra e aplicou-se o teste do χ2 de Pearson para avaliar a significância estatística das diferenças entre os estratos para os dados de acesso, forma de financiamento e adesão aos medicamentos, considerando o nível de significância de 5%. Resultados: Encontrou-se uma maior proporção de mulheres, de maiores de 60 anos e da classe econômica C. A maioria referiu ter duas ou mais comorbidades além do diabetes e tomar cinco ou mais medicamentos. Quanto ao acesso, 97,8% dizem ter acesso aos medicamentos prescritos para diabetes e 70,7%, que os obtêm de forma totalmente gratuita. Verificou-se baixa adesão ao tratamento farmacológico, com diferenças macrorregionais significativas (p = 0,001) e maior vulnerabilidade nas regiões sul e nordeste. Conclusão: Demonstrou-se melhor acesso aos medicamentos para diabetes no país. Entretanto, para melhorar a eficiência dos gastos públicos, ficou demonstrada a necessidade de melhorar a adesão ao tratamento medicamentoso.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To describe people with diabetes in Brazil and to compare their sociodemographic characteristics, access and self-reported adherence to diabetes prescribed drugs. Methods: Data analysis from the National Survey on Access, Use and Promotion of the Rational Use of Medicines, a household survey, with sampling by clusters, according to sex and age domains and national and macro-regional representativeness. Adults (≥ 20 years old) who reported having diabetes constituted the sample. The weighted frequencies of the variables in the sample were analyzed and the Pearson χ2 test was applied to evaluate the statistical significance of the differences between the strata for the data of access, form of financing and adherence to the drugs, considering the level of significance of 5%. Results: We found a higher proportion of women, people over 60 years and economy class C. Most participants reported having two or more comorbidities, in addition to diabetes, and taking five or more drugs. Regarding access, 97.8% say they have access to prescription drugs for diabetes and 70.7% say they get them totally free of charge. There was low adherence to anti-diabetic treatment, with significant macro-regional differences (p = 0,001), and greater vulnerability in the South and Northeast regions. Conclusion: Better access to diabetes medicines in the country has been demonstrated. However, to improve the efficiency of health public spending, it is necessary to achieve higher rates of adherence to treatment.
  • Internações e reinternações psiquiátricas em um hospital geral de Porto Alegre: características sociodemográficas, clínicas e do uso da Rede de Atenção Psicossocial

    Zanardo, Gabriela Lemos de Pinho; Silveira, Luísa Horn de Castro; Rocha, Cristianne Maria Famer; Rocha, Kátia Bones

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: O fenômeno da porta giratória é caracterizado por repetidas e frequentes reinternações psiquiátricas. Objetivo: Investigar as características sociodemográficas, clínicas e de acompanhamento em serviços da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) associadas às internações e às reinternações psiquiátricas de usuários de um hospital geral de Porto Alegre. Métodos: Estudo transversal realizado com uma amostra de 96 participantes. Resultados: Mais da metade da amostra (53,1%) era do sexo feminino, 51% eram solteiros e a idade média foi de 44,33 anos. Dos dados clínicos, 36,5% (n = 35) dos usuários estavam em sua primeira internação e 36,5% (n = 35) preencheram o critério para reinternação frequente. Os resultados mostraram que usuários com reinternações frequentes referiam um número significativamente menor de pessoas com as quais consideravam que poderiam contar. Já os usuários de primeira internação viviam com um número significativamente maior de pessoas que o restante da amostra e possuíam, com menor frequência, vínculo com serviço de saúde, utilizando o hospital como porta de entrada para o cuidado em saúde mental. Em relação ao acompanhamento na rede, 34,4% da amostra não frequentava nenhum serviço da RAPS antes da internação à época do estudo e somente 4,1% fazia uso de serviços de reabilitação psicossocial. Conclusão: Destacamos a importância do hospital como ponto articulador da rede e estratégico para realizar a ponte com os serviços da RAPS. Apesar de a literatura internacional investigar e registrar o fenômeno da porta giratória, percebe-se que esse é um campo que necessita de maiores investigações no território brasileiro.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Introduction: The revolving door phenomenon is characterized by repeated and frequent psychiatric readmissions. Objective: We aim to investigate sociodemographic, clinic, and follow-up characteristics in health services associated to psychiatric admissions and readmissions of inpatients in a general hospital of Porto Alegre. Methods: It is a cross-sectional study with a sample of 96 participants. Results: More than half of the sample (53.1%) were female, 51% were single, and the average age was 44.3 years old. From clinic data, 36% (n = 35) of the users were in their first admission, and 36% (n = 35) met the criteria for frequent readmission. The results show that users with frequent readmissions significantly mentioned fewer people on whom they could rely. Alternatively, users in first admission lived with a significant larger number of people than the rest of the sample and had, with less frequency, bond with health services other than hospitals, using hospitals as an entrance door to mental health care. Regarding follow-up in the network, 34.4% of the sample did not visit often NPC services before admission, and only 4.1% used psychosocial rehabilitation services. Conclusion: We highlight the importance of hospitals as an articulation point in the network, and as strategic to connect with NPC services. In spite of international literature investigation and registration of the frequent psychiatric readmission phenomenon, we notice it is a field that needs greater investigation in Brazil.
  • Causalidade em farmacoepidemiologia e farmacovigilância: uma incursão teórica

    Mota, Daniel Marques; Kuchenbecker, Ricardo de Souza

    Resumo em Português:

    RESUMO: O artigo teceu algumas considerações sobre causalidade em farmacoepidemiologia e farmacovigilância. Inicialmente, fizemos uma breve introdução sobre a importância do tema, ressaltando que o entendimento da relação causal é considerado como uma das maiores conquistas das ciências e que tem sido, ao longo dos tempos, uma preocupação contínua e central de filósofos e epidemiologistas. Na sequência, descrevemos as definições e os tipos de causas, demonstrando suas influências no pensamento farmacoepidemiológico. Logo a seguir, apresentamos o modelo multicausal de Rothman como um dos fundantes para a explicação da causalidade múltipla, e o tema da determinação da causalidade. Concluímos com alguns comentários e reflexões sobre causalidade na perspectiva da vigilância sanitária, particularmente, para as ações de regulação em farmacovigilância.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: The article presents some considerations about causality in Pharmacoepidemiology and Pharmacovigilance. To begin, we provide a brief introduction about the importance of the issue, noting that the understanding of causal relationships is considered one of science’s greatest achievements and has been, over time, a continuous and central concern of philosophers and epidemiologists. Next, we describe definitions and types of causes, demonstrating their influences on pharmacoepidemiological thought. After that, we present Rothman’s multi-causal model as one of the founding explanations of multiple causality and the issue of causality assessment. We conclude with some comments and reflections on causality from the perspective of health surveillance, particularly with regard to regulations on pharmacovigilance.
  • Comparação de definições de relações espaciais para a análise das desigualdades geográficas na mortalidade no quadro de efeitos mistos bayesiana

    Rojas-Gualdrón, Diego Fernando

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Analisar as diferenças conceptuais e técnicas entre três definições de relações espaciais dentro do quadro de efeitos mistos bayesiano: definição multinível clássica, definição de filiação múltipla espacial e definição condicional auto regressivo com uma ilustração da estimativa das disparidades geográficas na mortalidade neonatal precoce na Colômbia, 2011-2014. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base do registro. Nascimentos e mortes neonatais precoces foram obtidos a partir do registro de estatísticas vitais Colombiano para o período 2011-2014. Regressões mistas bayesianas brutos e ajustados foram realizadas para cada definição de relação espacial. As estatísticas de ajuste do modelo, autocorrelação espacial dos resíduos, as estimativas das taxas de mortalidade, as medidas de disparidade geográfica, as relações relativas e as diferenças relativas foram comparadas. Resultados: A definição das relações espaciais entre os municípios com base no priori condicional auto regressivo apresentou o melhor desempenho de acordo com as estatísticas de ajuste e a análises de padrão espacial dos resíduos. A definição de filiação múltipla espacial mostrou o mau desempenho. Conclusão: A regressão de efeitos mistos bayesiana com priori condicional auto regressivo como quadro analítico pode ser uma contribuição importante para desenho epidemiológico como uma alternativa melhorada aos métodos ecológicos nas análises das desigualdades geográficas, considerando e potencial viés ecológico e má especificação do modelo espacial.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To analyze the conceptual and technical differences between three definitions of spatial relations within a Bayesian mixed-effects framework: classical multilevel definition, spatial multiple membership definition and conditional autoregressive definition with an illustration of the estimate of geographic disparities in early neonatal mortality in Colombia, 2011-2014. Methods: A registry based cross-sectional study was conducted. Births and early neonatal deaths were obtained from the Colombian vital statistics registry for 2011-2014. Crude and adjusted Bayesian mixed effects regressions were performed for each definition of spatial relation. Model fit statistics, spatial autocorrelation of residuals and estimated mortality rates, geographic disparity measures, relative ratios and relative differences were compared. Results: The definition of spatial relations between municipalities based on the conditional autoregressive prior showed the best performance according to both fit statistics and residual spatial pattern analyses. Spatial multiple membership definition had a poor performance. Conclusion: Bayesian mixed effects regression with conditional autoregressive prior as an analytical framework may be an important contribution to epidemiological design as an improved alternative to ecological methods in the analyses of geographic disparities of mortality, considering potential ecological bias and spatial model misspecification.
  • Desvantagem auditiva psicossocial e fatores associados em trabalhadores do setor da construção em Mato Grosso, Brasil

    Santos, Andréia Cristina Munzlinger dos; Silva, Ageo Mário Cândido da; Luccia, Gabriela Coelho Pereira de; Botelho, Clóvis; Riva, Delma Regina Della

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Estimar a prevalência e analisar os fatores associados ao handicap auditivo autorreferido por trabalhadores do setor da construção do estado de Mato Grosso, Brasil. Métodos: Foi realizado estudo transversal com 866 trabalhadores da construção civil e pesada. Os trabalhadores responderam a um inquérito epidemiológico subdividido em: dados de identificação; dados sociodemográficos; estilo de vida; características do ambiente de trabalho; fatores de exposição ocupacional; medidas de proteção auditiva; e questionário de handicap auditivo para quantificar as consequências psicossociais da perda auditiva relacionada ao trabalho. Resultados: A prevalência do handicap auditivo entre os trabalhadores do setor da construção foi de 14,43% (n = 125). Foram referidas 311 queixas emocionais e sociais em função dos problemas de audição. O handicap auditivo foi associado com: faixa etária de 60 anos ou mais (RP = 1,94; IC95% 1,01 - 3,71); etilismo (RP = 1,94; IC95% 1,38 - 2,73); exposição direta a ruídos (RP = 1,75; IC95% 1,03 - 2,97); exposição à poeira (RP = 1,59; IC95% 1,13 - 2,24); não uso de abafador do tipo inserção (RP = 1,39; IC95% 1,00 - 1,93); e não uso de boné do tipo árabe (RP = 1,52; IC95% 1,09 - 2,13). Conclusão: Os trabalhadores do setor da construção autorreferiram alta presença de handicap auditivo, sendo associada a: possuir 60 anos ou mais; etilismo; exposição a ruídos e poeira; não uso de abafador do tipo inserção; e não uso de boné do tipo árabe. Portanto, faz-se necessária a implementação de políticas que visem à conservação da saúde auditiva dos trabalhadores da construção civil e pesada.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To estimate the prevalence and to analyze the factors associated with self-reported hearing handicap by construction workers in the state of Mato Grosso, Brazil. Methods: A cross-sectional study was conducted with 866 construction and heavy construction workers. Participants responded to an epidemiological survey subdivided in: identification data, sociodemographic data; lifestyle; work environment characteristics; occupational exposure factors; hearing protection measures; and hearing handicap inventory to quantify the psychosocial consequences of work-related hearing loss. Results: The prevalence of hearing impairment among workers in the construction sector was 14.43% (n = 125). There were 311 emotional and social complaints related to hearing problems. Hearing handicap was associated with: 60 or over age group (PR = 1.94, 95%CI 1.01 - 3.71); alcohol consumption (PR = 1.94, 95%CI 1.38 - 2.73); direct exposure to noise (PR = 1.75; 95%CI 1.03 - 2.97); exposure to dust (PR = 1.59, 95%CI 1.13 - 2.24); non-use of earplugs (PR = 1.39, 95%CI 1.00 - 1.93); and non-use of neck flap cap (PR = 1.52, 95%CI 1.09 - 2.13). Conclusion: We observed a high prevalence of hearing impairment among workers in the construction sector associated with: individuals aged 60 years or older; alcoholism; exposure to noise and dust; non-use of earplugs; and non-use of neck flap cap. Therefore, it is necessary to implement policies aimed at preserving the hearing health of construction and heavy construction workers.
  • Efeitos da classe econômica e mobilidade social no crescimento linear desde a infância até a adolescência

    Muraro, Ana Paula; Souza, Rita Adriana Gomes de; Rodrigues, Paulo Rogério Melo; Ferreira, Márcia Gonçalves; Sichieri, Rosely

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Avaliar o efeito da classe econômica na infância e mobilidade social no crescimento linear ao longo da adolescência em uma coorte de base populacional. Métodos: Crianças nascidas entre 1994 - 1999 em Cuiabá-MT, no centro-oeste do Brasil foram avaliadas pela primeira vez durante 1999 - 2000 (0 - 5 anos) e novamente durante 2009 - 2011 (10 - 17 anos), sendo a estatura-para-idade avaliada nestes dois períodos. O Critério Brasil foi usado para classificar a classe econômica da família de cada criança como baixo, médio ou alto. A mobilidade social foi categorizada como mobilidade ascendente ou nenhuma mobilidade ascendente (manutenção e mobilidade descendente). Foram utilizados modelos lineares de efeitos mistos. Resultados: Foram avaliadas 1.716 crianças (71,4% da linha de base) após 10 anos de seguimento, e 60,6% das famílias mostraram mobilidade ascendente, com uma percentagem mais elevada entre as classes econômicas mais baixas. Também foi observada uma maior altura-para-idade entre aqueles de famílias com elevada classe econômica, tanto na infância (baixa classe econômica= -0,35 z-score; elevada classe econômica = 0,15 z-score, p < 0,01) e adolescência (baixa classe econômica= -0,01 z-score; elevada classe econômica= 0,45 z-score, p < 0,01), ao passo que a mobilidade ascendente não afetou o crescimento linear. Conclusão: Foi observada expressiva mobilidade social, mas a classe econômica na infância e a mobilidade social não apresentaram influência significativa na taxa de crescimento linear durante a infância nesta coorte do Centro-Oeste brasileiro.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To assess the effect of socioeconomic position (SEP) in childhood and social mobility on linear growth through adolescence in a population-based cohort. Methods: Children born in Cuiabá-MT, central-western Brazil, were evaluated during 1994 - 1999. They were first assessed during 1999 - 2000 (0 - 5 years) and again during 2009 - 2011 (10 - 17 years), and their height-for-age was evaluated during these two periods.Awealth index was used to classify the SEP of each child’s family as low, medium, or high. Social mobility was categorized as upward mobility or no upward mobility. Linear mixed models were used. Results: We evaluated 1,716 children (71.4% of baseline) after 10 years, and 60.6% of the families showed upward mobility, with a higher percentage among the lowest economic classes. A higher height-for-age was also observed among those from families with a high SEP both in childhood (low SEP= -0.35 z-score; high SEP= 0.15 z-score, p < 0.01) and adolescence (low SEP= -0.01 z-score; high SEP= 0.45 z-score, p < 0.01), whereas upward mobility did not affect their linear growth. Conclusion: Expressive social mobility was observed, but SEP in childhood and social mobility did not greatly influence linear growth through childhood in this central-western Brazilian cohort.
  • Redistribuição de gordura corporal e alterações no metabolismo de lipídeos e glicose em pessoas vivendo com HIV/AIDS

    Beraldo, Rebeca Antunes; Santos, André Pereira dos; Guimarães, Mariana Palma; Vassimon, Helena Siqueira; Paula, Francisco José Albuquerque de; Machado, Dalmo Roberto Lopes; Foss-Freitas, Maria Cristina; Navarro, Anderson Marliere

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: A síndrome da lipodistrofia do HIV é caracterizada por alterações no metabolismo e na composição corporal, que aumentam o risco cardiovascular de pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA) em uso da terapia antirretroviral de alta potência (TARV). Objetivo: Avaliar a prevalência de lipodistrofia e de alterações do metabolismo de lipídios e glicose em PVHA em uso da TARV. Métodos: Para avaliação antropométrica foram aferidos peso, estatura e circunferência abdominal (CA). Para avaliação da lipodistrofia foi realizado o exame físico (subjetivo) e o exame (objetivo) de absortometria com raios X de dupla energia (DEXA) por meio da razão de massa gorda (RMG). Foram também realizados exames de lipidograma e glicemia de jejum e utilizados os critérios sugeridos pelo The National Cholesterol Education Program III para classificação de alterações metabólicas. Resultados: A amostra final consistiu em 262 pacientes com idade média de 44,3 ± 10,2 anos. A lipodistrofia, de acordo com o exame físico, esteve presente em 47,7% (IC95% 41,7 - 53,8) dos pacientes, enquanto pela RMG (DEXA) sua prevalência foi de 40,8% (IC95% 33,1 - 48,5). A maioria (53,0%; IC95% 47,0 - 59,1) dos pacientes apresentou aumento de adiposidade abdominal segundo a CA. As alterações metabólicas mais presentes foram o HDL reduzido (67,6%; IC95% 61,9 - 73,2) e a hipertrigliceridemia (55,7%; IC95% 49,7 - 61,7). Conclusões: A alta prevalência de lipodistrofia e alterações do metabolismo de lipídios e glicose evidenciam a importância da intervenção precoce nesse grupo de pacientes para prevenir complicações cardiovasculares.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Introduction: The HIV lipodystrophy syndrome is characterized by changes in metabolism, and body composition that increase cardiovascular risk of people living with HIV/AIDS (PLWHA) using highly active antiretroviral therapy (HAART). Objective: To assess the prevalence of lipodystrophy and changes in lipid and glucose metabolism in PLWHA in use of HAART. Methods: For the anthropometric evaluation we measured weight, height and abdominal circumference (AC). For the lipodystrophy evaluation we conducted physical examination (subjective) and the (objective) examination of absorptiometry with X-ray dual energy (DEXA) by fat mass ratio (FMR). We also conducted lipid profile tests and fasting glucose and used the criteria suggested by The National Cholesterol Education Program III for metabolic disorders classification. Results: The final sample consisted of 262 patients with a mean age of 44.3 ± 10.2 years. Lipodystrophy, according to the physical examination, was present in 47.7% (95%CI 41.7 - 53.8) of patients, while the prevalence using FMR (DEXA) was 40.8% (95%CI 33.1 - 48.5). Most (53.0%; 95%CI 47.0 - 59.1) of the patients showed increased abdominal adiposity according to AC. The most prevalent metabolic alterations were reduced HDL (67.6%; 95%CI 61.9 - 73.2) and hypertriglyceridemia (55.7%; 95%CI 49.7 - 61.7). Conclusion: The high prevalence of lipodystrophy and changes in lipid and glucose metabolism show the importance of early intervention in this group of patients to prevent cardiovascular complications.
  • Contexto familiar e atividade física de adolescentes: cotejando diferenças

    Ramos, Cynthia Graciane Carvalho; Andrade, Roseli Gomes de; Andrade, Amanda Cristina de Souza; Fernandes, Amanda Paula; Costa, Dário Alves da Silva; Xavier, César Coelho; Proietti, Fernando Augusto; Caiaffa, Waleska Teixeira

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: O contexto familiar desempenha papel importante sobre a prática de atividade física (AF) de adolescentes. As intensas mudanças na composição familiar, com aumento das estruturas monoparentais, podem modular de maneira distinta esse comportamento. Objetivo: Estimar a prevalência de AF e associação da sua prática em meninos e meninas de 11 a 17 anos com variáveis de contexto familiar, ajustado por características sociodemográficas e estado nutricional. Métodos: Estudo transversal de base populacional, denominado “Saúde em Beagá”, realizado em dois distritos sanitários de Belo Horizonte. O desfecho foi AF ≥ 300 minutos/semana, criado a partir de um escore que combinou tempo e frequência de deslocamento para a escola e AF de lazer. As variáveis do contexto familiar foram: presença dos pais e de adulto ativo no domicílio. Foi utilizada regressão de Poisson com variância robusta, estratificada por sexo. Resultados: Participaram 1.015 adolescentes, sendo 52,8% meninos e idade média de 14 (± 1,9) anos. A prevalência de AF foi de 38,8% para meninas e de 54,5% para meninos. Entre meninas, as variáveis de contexto familiar não foram significativamente associadas à AF. Meninos foram mais ativos quando havia um adulto no domicílio que praticava AF (RP = 1,26; IC95% 1,02 - 1,55) e quando moravam somente com a mãe (RP = 1,63; IC95% 1,01 - 2,63). Observou-se, ainda, que meninos que moravam com mãe e pai (RP = 1,90; IC95% 1,06 - 3,41) ou somente com mãe (RP = 1,82; IC95% 1,01 - 3,27) praticavam em maior frequência AF no seu tempo de lazer. Conclusão: A presença de adulto no domicílio, em especial a mãe, parece ser importante fator associado à prática de AF de meninos.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Introduction: Family context plays an important role with regard to the physical activity (PA) of adolescents. Intense changes in family composition, including an increase of single-parent structures can affect behavior. Objective: To estimate the prevalence of PA, between boys and girls of 11-17 years old, and investigate its association with family context variables. Methods: A cross-sectional population-based study “The BH Health Study” was conducted in two health districts of Belo Horizonte. The outcome was PA (≥ 300 minutes/week), which was created from a score that combined time and frequency of cycling and walking to school and leisure time. The independent variables were family context, sociodemographic characteristics and nutritional status. Poisson regression was used with a robust variance and was stratified by gender. Results: 1,015 adolescents participated, 52.8% of whom were male, with a mean age of 14 (± 1.9) years old. The prevalence of PA was 38.8% for girls and 54.5% for boys. Among girls, the family context variables were not significantly associated with PA. Boys were more active when there was an adult in the household reported who did PA (PR = 1.26; 95%CI 1.02 - 1.55) and when living with a single mother (PR = 1.63; 95%CI 1.01 - 2.63). It was also observed that boys that live with their mother and father (PR=1.90; 95%CI 1.06 - 3.41) or only with their mother (PR = 1.82; 95%CI 1.01 - 3.27) reported did PA more frequently in their free time. Conclusion: The presence of an active adult in the household, mainly the mother, appears to be an important factor associated with boys’ PA.
  • Perfil epidemiológico da tuberculose no município de São Paulo de 2006 a 2013

    Pinto, Priscila Fernanda Porto Scaff; Silveira, Cássio; Rujula, Maria Josefa Penon; Chiaravalloti Neto, Francisco; Ribeiro, Manoel Carlos Sampaio de Almeida

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: A tuberculose é um grave problema de saúde que ainda persiste no mundo e no Brasil. O município de São Paulo é considerado prioritário para o controle da doença. Objetivo: Descrever o perfil epidemiológico de todos os casos novos de tuberculose no município de São Paulo notificados entre os anos de 2006 e 2013. Métodos: As variáveis selecionadas para o estudo foram as socioeconômicas, demográficas e as clínico-epidemiológicas obtidas através do sistema de informação online TB-WEB. Foi realizada uma análise descritiva dos dados e feita a comparação entre os anos. Para estudo da série histórica realizou-se análise de tendência linear. Um mapa temático foi confeccionado para visualizar a distribuição da doença no espaço urbano da cidade. Resultados e discussão: Houve um aumento da taxa de incidência-ano da tuberculose em menores de 15 anos e em moradores de rua. A taxa de cura melhorou, bem como a proporção de realização do tratamento supervisionado e a proporção dos diagnósticos feitos pela Atenção Básica. A doença está desigualmente distribuída no espaço do município, sendo que há distritos administrativos que não estão conseguindo progredir com relação ao seu controle. Conclusão: O programa municipal de controle da tuberculose necessita envidar esforços para os grupos vulneráveis para a tuberculose identificados e para as regiões da cidade com maior taxa de incidência-ano da doença.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Background: Tuberculosis is a serious public health problem that still persists in the world and in Brazil. The municipality of São Paulo, Brazil, is among the prioritized ones in the country for disease control. Objective: To describe the epidemiological profile of all new tuberculosis cases in São Paulo municipality reported between the years 2006 and 2013. Methods: The variables selected for the study were: socioeconomic, demographic and clinical-epidemiologic obtained through the online information system TB-WEB. A descriptive analysis of the data was performed to undertake the comparison among the years. To study the historical series, linear trend analysis was held. Results and discussion: There was an increase in the tuberculosis incidence rate in children under 15 years and in homeless people. The cure rate has improved as the proportion of completion of supervised treatment and the proportion of cases diagnosed by primary care clinics. The disease is unevenly distributed within the municipality of São Paulo and there are districts that were not able to improve the tuberculosis control. Conclusion: The municipal tuberculosis program control needs to target the vulnerable groups and the regions of the city where the incidence rates are higher.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br