Ordenar publicações por
Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 21, Publicado: 2018
  • Anemia e fatores associados em mulheres de idade reprodutiva de um município do Nordeste brasileiro

    Bezerra, Adriana Guimarães Negromonte; Leal, Vanessa Sá; Lira, Pedro Israel Cabral de; Oliveira, Juliana Souza; Costa, Emilia Chagas; Menezes, Risia Cristina Egito de; Campos, Florisbela Arruda Câmara de Siqueira e; Andrade, Maria Izabel Siqueira de

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Determinar a prevalência de anemia e seus fatores associados em mulheres em idade reprodutiva do município de Vitória de Santo Antão, Pernambuco. Métodos: Estudo transversal com amostra representativa de 322 mulheres, com idade entre 15 e 49 anos. A anemia foi diagnosticada pela dosagem de hemoglobina abaixo de 12 g/dL. As variáveis independentes foram: condições demográficas e socioeconômicas (idade, raça/cor, escolaridade, alfabetização, presença de crianças com idade < 5 anos no domicílio, regime de ocupação de residência, posse de bens e renda familiar per capita), condições de moradia (número de pessoas no domicílio, número de dormitórios e condições de saneamento básico), segurança alimentar e nutricional e condições de saúde das mulheres (menarca, número de gestações, passado de abortos, índice de massa corporal e ferritina). A regressão de Poisson foi utilizada para a análise dos fatores associados à anemia. Resultados: A média de idade das mulheres investigadas foi de 31,1 ± 6,61 anos (desvio padrão - DP) e a prevalência de anemia, de 18,6% (IC95% 14,7 - 23,3). Após análise multivariável, a anemia apresentou associação significativa com idade ≤ 19 anos e com baixo índice de ferritina. Conclusão: A prevalência de anemia encontrada se caracteriza como um problema de saúde pública de grau leve e segue a tendência mundial de países em desenvolvimento.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To identify the prevalence of iron-deficiency anemia and associated factors in women at reproductive age in the city of Vitoria de Santo Antão, Pernambuco. Methods: Cross-sectional study with a representative sample of 322 women aged between 15 and 49 years. Anemia was diagnosed by measuring hemoglobin below 12 g/dL. The independent variables were: demographic and socioeconomic conditions (age, race/color, education, literacy, presence of children aged < 5 years in the household, regime of residence occupation, ownership of assets, and per capita income), housing conditions (number of people in the household, number of bedrooms, and basic sanitation), food and nutrition security and women’s health conditions (menarche, number of pregnancies, history of miscarriages, body mass index, and ferritin). Poisson regression was used to analyze the factors associated with anemia. Results: The mean age of women surveyed was 31.1 ± 6.61 years old (standard deviation - SD) and the prevalence of anemia was 18.6% (95%CI 14.7 - 23.3). After multivariate analysis, anemia was significantly associated with age ≤ 19 years and low ferritin. Conclusion: The prevalence of anemia is characterized as a mild public health problem and follows the world trend in developing countries.
  • Prevalência e fatores associados ao bruxismo do sono em adolescentes de Teresina, Piauí

    Sousa, Heloísa Clara Santos; Lima, Marina de Deus Moura de; Dantas Neta, Neusa Barros; Tobias, Raissa Quaresma; Moura, Marcoeli Silva de; Moura, Lúcia de Fátima Almeida de Deus

    Resumo em Português:

    RESUMO: Introdução: Bruxismo do sono (BS) é uma atividade muscular repetitiva cuja epidemiologia em adolescentes tem sido pouco estudada. Este estudo observacional transversal objetivou determinar a prevalência e os fatores associados ao BS em adolescentes. Metodologia: A amostra foi constituída de 594 escolares na faixa etária de 11 a 14 anos de Teresina, Piauí, Brasil. Os instrumentos de coleta dos dados foram questionário direcionado aos pais/responsáveis e exame clínico dentário. Para se verificar associação entre BS e variáveis independentes, o teste qui-quadrado de Pearson foi aplicado, bem como análise de regressão de Poisson com variância robusta, com resultados expressos em razão de prevalência (RP). Resultados: A prevalência de BS foi de 22,2%. Na análise multivariada foi observada maior prevalência de BS em adolescentes do sexo masculino (RP = 1,41; intervalo de confiança de 95% - IC95% 1,04 - 1,89), com relato de ronco (RP = 1,39; IC95% 1,02 - 1,89) e dificuldades para dormir (RP = 1,92; IC95% 1,38 - 2,66). Conclusão: BS é uma condição frequente em adolescentes, e os fatores associados à sua prevalência foram: sexo masculino, ronco e dificuldades para dormir.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Introduction: Sleep bruxism (SB) is defined as a repetitive jaw muscle activity whose epidemiology in adolescents has been little studied. This cross-sectional study aimed to determine the prevalence of sleep bruxism and associated factors in adolescents. Methodology: The sample consisted of 594 students aged 11 to 14 years old from Teresina, Piauí, Brazil. Self-administered questionnaire was answered by parents/caregivers and dental clinical examination was performed. Pearson’s chi-squared test was used to assess the association between SB and independent variables. Poisson regression analysis with robust variance was applied, with results expressed in prevalence ratio (PR). Results: The prevalence of SB in adolescents was 22.2%. Multivariate analysis showed a higher prevalence of SB in male gender adolescents (PR = 1.41; 95%CI 1.04 - 1.89), presenting snoring (PR = 1.39; 95%CI 1.02 - 1.89) and difficulty falling asleep (PR = 1.92; 95%CI 1.38 - 2.66). Conclusion: SB is a frequent condition in adolescents, and the factors associated with its prevalence were: male sex, snoring and difficulty falling asleep.
  • Absenteísmo por distúrbios musculoesqueléticos em trabalhadores do Brasil: milhares de dias de trabalho perdidos

    Haeffner, Rafael; Kalinke, Luciana Puchalski; Felli, Vanda Elisa Andres; Mantovani, Maria de Fátima; Consonni, Dario; Sarquis, Leila Maria Mansano

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Descrever e analisar o absenteísmo dos trabalhadores do Brasil notificados com distúrbios musculoesqueléticos, do período de 2007 a 2012. Métodos: Estudo quantitativo, transversal e descritivo, com dados retrospectivos e secundários. Os registros foram do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, que notifica trabalhadores em regime de previdência, bem como os informais. O período do estudo foi de seis anos. As variáveis foram: sociodemográficas, organizacionais do trabalho e específicas do agravo. Resultados: Foram aproximadamente 5 milhões de dias perdidos de trabalho, de 18.611 trabalhadores afastados e notificados com o agravo. Os grupos que mais se destacaram na análise foram os analfabetos, na faixa etária dos 50 aos 59 anos, com carga horária diária de trabalho acima de 6 horas, do grande grupo ocupacional 4, os CID-10 M50 e M51 e os trabalhadores com transtornos mentais. Conclusões: Elevado absenteísmo entre os trabalhadores com distúrbios musculoesqueléticos, analfabetos, idade dos 50 aos 59 anos, trabalhadores de serviços administrativos, CID-10 M51 e trabalhadores com transtornos mentais. Há necessidade de traçar políticas públicas que contemplem o absenteísmo causado pelo agravo, a fim de reduzir a morbidade, bem como os prejuízos socioeconômicos.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To describe and analyze the absenteeism of Brazilian workers notified with musculoskeletal disorders, from 2007 to 2012. Methods: This is a quantitative, cross-sectional and descriptive study, including retrospective and secondary data. The records came from the Information System of Notifiable Diseases, which notifies workers on a social security system, as well as informal workers. The study lasted for six years. We analyzed sociodemographic, work organization and injury variables. Results: There were approximately 5 million working days lost for 18,611 workers who were notified and removed from the position. The groups that stood out in the analysis were the illiterate people, in the age group of 50 to 59 years, with daily working hours higher than 6 hours, from the great occupational group 4, the ICD-10 M50 and M51, and workers with mental disorders. Conclusions: High absenteeism among workers with musculoskeletal disorders, illiterate, aged from 50 to 59 years, administrative service workers, ICD-10 M51 and workers with mental disorders. It is necessary to outline public policies that contemplate the absenteeism caused by the disease, in order to reduce morbidity, as well as the socioeconomic losses.
  • Fatores sociodemográficos, comportamentais e de saúde associados à autopercepção de saúde positiva de idosos longevos residentes em Florianópolis, Santa Catarina

    Krug, Rodrigo de Rosso; Schneider, Ione Jayce Ceola; Giehl, Maruí Weber Corseuil; Antes, Danielle Ledur; Confortin, Susana Cararo; Mazo, Giovana Zarpellon; Xavier, André Junqueira; d’Orsi, Eleonora

    Resumo em Português:

    RESUMO: O objetivo deste estudo foi verificar os fatores associados à autopercepção de saúde positiva de idosos longevos (80+). Estudo transversal conduzido no município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, com 239 idosos participantes do EpiFloripa Idoso. Foram aplicados instrumentos de coleta para verificar dados sociodemográficos e econômicos, autorrelato do estado de saúde, quedas e estilo de vida. Para identificar os fatores associados à autopercepção de saúde positiva, utilizou-se regressão de Poisson ajustada por sexo. A autopercepção de saúde positiva foi mais prevalente nos idosos longevos sem a presença de depressão (RP = 0,49) e que faziam consumo de álcool (RP = 1,99). Compreender quais variáveis podem interferir na autopercepção de saúde de idosos longevos auxilia em melhores ações de saúde para essa população, principalmente para evitar depressão, além de reduzir custos com internações, medicamentos e tratamentos de saúde, muito frequentes em idosos longevos.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: The objective of this study was to identify the factors associated with positive self-perceived health of long-lived elderly (80+) individuals. This cross-sectional study was conducted in the city of Florianópolis, Santa Catarina, Brazil, and included 239 elderly participants from the EpiFloripa Ageing Project. We used collection instruments to verify sociodemographic and economic data, self-reported health status, falls, and lifestyle. Then, we identified factors associated with positive self-perceived health using a Poisson regression adjusted for sex. We found that a positive self-reported health status was more prevalent among the long-lived elderly who were not depressed (PR = 0.49), and among those who consumed alcohol (PR = 1.99). Understanding which variables may interfere in the self-perceived health of the long-lived elderly can result in better health options for this population, mainly, new methods to prevent depression. Additionally, this information can help reduce costs associated with hospitalizations, medications and health treatments, all of which are very common among the long-lived elderly.
  • Fração de câncer de cabeça e pescoço atribuível ao tabaco e ao álcool em cidades de três regiões brasileiras

    Kfouri, Suely Aparecida; Eluf Neto, José; Koifman, Sérgio; Curado, Maria Paula; Menezes, Ana; Daudt, Alexander Welaussen; Wünsch Filho, Victor

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Estimar a fração de câncer de cabeça e pescoço (CCP) atribuível ao tabaco e ao álcool em cidades das regiões Centro-Oeste, Sudeste E Sul do Brasil. Métodos: Estudo caso-controle com 1.594 casos de CCP e 1.292 controles hospitalares. A associação de CCP com tabaco e álcool foi estimada pela odds ratio e intervalos de confiança de 95% via regressão logística não condicional, ajustada por idade, sexo, escolaridade, consumo de frutas e legumes, consumo de bebidas alcoólicas (para examinar o efeito do tabaco) e tabagismo (para examinar o efeito do álcool). As proporções de CCP atribuíveis ao tabaco e ao álcool foram estimadas pelo cálculo da fração atribuível (FA). Foram realizadas estimativas separadas para Goiânia (Centro-Oeste), Rio de Janeiro e São Paulo (Sudeste) e Pelotas e Porto Alegre (Sul). Resultados: A fração de CCP atribuível ao tabagismo foi discretamente mais elevada em Goiânia (FA = 90%) em comparação às cidades do Sudeste (FA = 87%) e do Sul (FA = 86%). A fração de CCP atribuível ao consumo de bebidas alcoólicas apresentou resultados similares e mais altos nas cidades do Sudeste (FA = 78%) e Sul (FA = 77%) em comparação a Goiânia (FA = 62%). Conclusão: As frações de CCP atribuíveis ao tabagismo foram mais expressivas do que para o consumo de álcool. Embora com discretas distinções entre si, as FA para tabaco e álcool observadas nas cidades das três regiões brasileiras foram semelhantes às obtidas em estudos em outras regiões da América Latina, porém, mais altas que em outras partes do mundo.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objectives: To estimate the fraction of head and neck cancer (HNC) attributable to tobacco and alcohol in cities in the Midwest, Southeast and South regions of Brazil. Methods: Case-control study including 1,594 cases of HNC and 1,292 hospital controls. The association of HNC with tobacco and alcohol was estimated by the odds ratio and respective 95% confidence intervals through non-conditional logistic regression, adjusted for age, sex, schooling, consumption of fruits and vegetables, alcohol drinking (to examine the tobacco effect), and tobacco smoking (to examine the alcohol effect). The proportions of HNC attributable to tobacco and alcohol were estimated through the attributable fraction (AF) calculation. Separate estimates were made for Goiânia (Midwest), Rio de Janeiro and São Paulo (Southeast) and Pelotas and Porto Alegre (South). Results: The HNC fraction attributable to smoking was slightly higher in Goiânia (AF = 90%) than in cities in the Southeast (AF = 87%) and South (AF = 86%). The HNC fraction attributable to the consumption of alcoholic beverages presented similar and higher results in the cities of Southeast (AF = 78%) and South (AF = 77%) than in Goiânia (AF = 62%). Conclusion: The HNC fractions attributable to smoking were more expressive than for alcohol consumption. Although with discrete distinctions between them, the AFs to tobacco smoking and alcohol consumption in HNC observed in the cities of these three Brazilian regions were similar to those obtained in Latin America studies, but they were higher than in other parts in the world.
  • Qualidade dos dados das notificações de hepatites virais por acidentes de trabalho, Brasil

    Cordeiro, Técia Maria Santos Carneiro e; D’Oliveira Júnior, Argemiro

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Avaliar a completitude e a consistência das notificações de hepatites virais por acidentes de trabalho no Brasil entre 2007 e 2014. Métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico analítico de avaliação da qualidade dos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Os dados foram analisados pelas frequências absoluta e relativa, variação percentual proporcional e pelo teste do χ2 linear. Resultados: A maior parte das variáveis obrigatórias e essenciais foi classificada em boa completitude, apesar de crescimento no período em estudo. A ocupação e a forma clínica foram classificadas como regular, com mais de 25,1% dos dados incompletos. A inconsistência foi considerada alta entre diferentes variáveis, superior a 15,0%, como por exemplo os marcadores sorológicos com os tipos de hepatites virais; e a idade com a ocupação e data de nascimento. Conclusões: Conclui-se que se faz necessária a avaliação da qualidade dos dados periodicamente, assim como a capacitação dos profissionais de saúde quanto ao preenchimento adequado e completo das notificações, o que contribui para atuação eficiente da vigilância das doenças transmissíveis e melhoria da qualidade de vida da população.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To assess the completeness and consistency of reports describing viral hepatitis caused by work-related accidents in Brazil between 2007 and 2014. Methods: This is an analytical, epidemiological study evaluating the quality of data from the Information System for Notifiable Diseases (Sistema de Informação de Agravos de Notificação). Data were analyzed using absolute and relative frequencies, proportional percentage variation, and a linear χ2 test. Results: The majority of mandatory and essential variables were classified with good completeness, despite growth during the study period. The occupation and clinical form variables were classified as normal when they had less than 25.1% incomplete data. Inconsistency was considered high among different variables above 15.0%, including, for example, serologic markers with the types of viral hepatitis and age with occupation and date of birth. Conclusions: We need to evaluate data quality periodically, in addition to train health professionals on the adequate way to completely fill out reports, because this contributes to the establishment of an efficient surveillance of communicable diseases and improves the population’s quality of life.
  • Acesso da população brasileira adulta a medicamentos prescritos

    Drummond, Elislene Dias; Simões, Taynãna César; Andrade, Fabíola Bof de

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Estimar a prevalência e verificar os fatores associados ao acesso a medicamentos prescritos, pela população adulta brasileira, e descrever as distribuições de dispêndio monetário para acesso aos fármacos, fonte de obtenção e motivos para o não acesso. Métodos: Com base em um delineamento transversal, a partir dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013, analisou-se uma amostra composta por indivíduos adultos que tiveram medicamentos prescritos por profissional de saúde, nas duas semanas anteriores à realização da pesquisa. A variável dependente foi o acesso a medicamentos prescritos (total, parcial, nulo). Os dados foram analisados por meio de regressão logística multinomial, considerando-se o acesso total como categoria de referência. Resultados: Os resultados mostraram alta prevalência de acesso total a medicamentos prescritos no Brasil (83,0%; IC95% 81,3 - 84,6). A maioria dos indivíduos teve dispêndio monetário com a obtenção dos fármacos (63,9%), sendo que os principais motivos para o não acesso foram a ausência do medicamento no serviço público de saúde (57,6%) e falta de dinheiro (11,9%). Foram observadas maiores chances de acesso parcial para os indivíduos atendidos no serviço público (OR = 2,5; IC95% 1,58 - 3,97). Maior chance de acesso nulo foi associada à cor de pele não branca (OR = 1,43; IC95% 1,03 - 1,99). Conclusão: Os resultados revelaram iniquidade no acesso a medicamentos, reforçando a necessidade de fortalecimento do Sistema Único de Saúde para o fornecimento gratuito de fármacos, de modo a reduzir as desigualdades.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objective: To estimate the prevalence and check the factors associated with access to prescribed medicine by the Brazilian adult population; and to describe the distribution of the presence of monetary expenditure for the purchase, source of medicines, and the reasons for non-access. Methods: Based on a cross-sectional design, from the 2013 National Health Research data, we analyzed a representative sample of the population that comprised adults with prescriptions written by a health professional, in the two weeks prior to the survey. The dependent variable was the access to prescribed medicines (full access, partial access, no access). Data were analyzed using the multinomial logistic regression considering total access as the reference category. Results: The results showed high prevalence of full access to prescribed medicine in Brazil (83.0%; 95%CI 81.3 - 84.6). Most of the individuals had monetary expenditure on the purchase of medicines (63.9%), and the main reasons for no access were the lack of medicine in the public health service (57.6%) and having no money (11.9%). We found higher chances of partial access among individuals attending the public service (OR = 2.5; 95%CI 1.58 - 3.97). Greater chance of no access was associated with non-white skin color (OR = 1.43; 95%CI 1.03 - 1.99). Conclusion: The results revealed significant inequity in access to medicine, emphasizing the need to strengthen the Unified Health System for the free supply of medicines in order to reduce inequalities.
  • Mortes evitáveis no Sistema Único de Saúde na população brasileira, entre 5 e 69 anos, 2000 - 2013

    Malta, Deborah Carvalho; Saltarelli, Rafaela Magalhães Fernandes; Prado, Rogério Ruscitto do; Monteiro, Rosane Aparecida; Almeida, Márcia Furquim de

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivos: Analisar a tendência da mortalidade na população brasileira de 5 a 69 anos, utilizando a “Lista Brasileira de Causas de Mortes Evitáveis”. Métodos: Trata-se de um estudo ecológico de séries temporais da taxa de mortalidade padronizada por causas evitáveis e não evitáveis no período de 2000 a 2013, com correções para as causas mal definidas e o sub-registro de óbitos informados. Resultados: Evidenciou-se declínio da taxa de mortalidade na população de 5 a 69 anos residente no Brasil por causas evitáveis (1,6% ao ano) e não evitáveis (1,4% ao ano), além de queda em todos os grupos de causas de mortes evitáveis no período 2000 - 2013. O estudo chama atenção para o aumento dos óbitos por causas específicas, como a pneumonia (1,9% ao ano) e os acidentes de transporte (0,6% ao ano), além de estabilidade para óbitos por agressões e lesões autoprovocadas intencionalmente. As mortes por doenças não transmissíveis reduziram 2,2% ao ano e foram mais elevadas na faixa etária de 60 a 69 anos em 2013 (209,9/100.000 hab. para as mortes por doenças isquêmicas do coração; 157,2/100.000 hab. para as doenças cerebrovasculares; e 116,8/100.000 hab. para o diabetes). Conclusão: As taxas de mortes evitáveis ainda são elevadas, principalmente para as doenças não transmissíveis e as causas externas. Essas causas de morte são sensíveis às intervenções de promoção da saúde e, portanto, este estudo reforça a necessidade de manter o foco nessas causas de adoecimento e de morte, além dos seus fatores de risco.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objectives: To analyze the mortality trend in the Brazilian population aged between 5 and 69 years old, using the “Brazilian List of Causes of Preventable Deaths”. Methods: This is an ecological study that uses a time-series analysis of the standardized mortality rate for preventable and unpreventable causes in the period from 2000 to 2013, with corrections for ill-defined causes and the under-reporting of informed deaths. Results: There was a decline in the mortality rate in the Brazilian population aged 5 to 69 due to preventable causes (1.6% per year) and unpreventable causes (1.4% per year), in addition to a decrease among all of the groups of causes of preventable deaths in the period from 2000 - 2013. The study draws attention to the increase in deaths from specific causes such as pneumonia (1.9% per year) and transportation accidents (0.6% per year), as well the stability in the number of deaths from aggression and intentional self-harm. Deaths from noncommunicable diseases fell by 2.2% per year and were highest in the age group of 60 - 69 years old in 2013 (209.9/100,000 inhabitants for ischemic heart disease deaths, 157.2/100,000 inhabitants for cerebrovascular diseases and 116.8/100,000 inhabitants for diabetes). Conclusion: The rates of preventable deaths are still high, especially for noncommunicable diseases and external causes. These causes of death are sensitive to health promotion interventions and, therefore, this study reinforces the need to remain focused on these causes of illness and death, as well as their risk factors.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br