Ordenar publicações por
Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 22, Publicado: 2019
  • Efeito limiar de renda na periodontite e interações com raça/etnia e educação

    Celeste, Roger Keller; Oliveira, Sara Cioccari; Junges, Roger

    Resumo em Português:

    RESUMO: Objetivo: Os objetivos deste estudo foram explorar a relação entre renda e educação com doença periodontal e avaliar a interação entre eles e raça/etnia. Método: Dados individuais do inquérito epidemiológico de saúde bucal da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal (SB Brasil 2010) foram obtidos para 9.779 indivíduos. A relação entre renda per capita e educação com saúde periodontal foi suavizada usando técnica de Locally Weighted Scatter-plot Smoother (LOWESS). Utilizou-se regressão logística multivariável para avaliar os efeitos independentes de sexo, idade, renda, educação, raça/etnia, posse de bens, última visita ao dentista e número de pessoas por dormitório. Resultados: A prevalência de adultos com doença periodontal moderada e grave foi de 17,6 e 6,5%, respectivamente. A relação entre saúde periodontal e renda foi curvilínea, com limiar de R$ 1.050/mensais, a partir do qual não havia relação entre as variáveis. Na análise multivariavel, após ajuste por covariadas, apenas renda estava associada significativamente com saúde periodontal. Não foram encontradas interações significantes entre renda e educação ou raça/etnia, nem entre educação com raça/etnia. Conclusões: A relação entre saúde periodontal e renda foi curvilínea com a presença de efeito de limar, dando suporte para programas de transferência de renda. Além do limiar, apenas educação mostrou associação linear negativa com periodontite moderada a severa.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Objectives: The aims of this study were to explore the shape of the relationship of income and education with periodontal health, and to assess the interactions between them and race/ethnicity. Method: Individual level data from the Brazilian National Oral Health Survey in 2010 (Pesquisa Nacional de Saúde Bucal-SB Brasil 2010) were obtained for 9,779 subjects. Relations between per capita income and education with periodontal health were smoothed using Locally Weighted Scatter-plot Smoother (Lowess) technique. Multivariable logistic regression was used to assess independent effects of income, education, race/ethnicity adjusted for age, sex and time since last dental appointment. Results: Prevalence of adults with moderate to severe and severe periodontitis was 17.6 and 6.5%, respectively. The relationship between periodontal health and income was curvilinear, showing a threshold of no relationship for income levels higher than US$ 600/month. In multivariable analysis, after controlling for covariates, only income was significantly associated with periodontal health. There was no significant interaction of income with race or education, neither between race and education. Conclusion: The relation between periodontal health and income was curvilinear and indicated the presence of a threshold, supporting income transfer programs. Beyond the threshold, only education presented a negative linear relationship with moderate to severe periodontitis.
  • Fatores associados à evolução do peso de crianças em programa de suplementação alimentar

    Ortelan, Naiá; Augusto, Rosângela Aparecida; Souza, José Maria Pacheco de

    Resumo em Português:

    RESUMO: Identificar a influência dos fatores socioeconômicos, dos cuidados e da alimentação sobre o estado nutricional infantil são importantes para avaliação e direcionamento de políticas públicas baseadas em intervenções nutricionais. Foram investigados os fatores sociodemográficos e biológicos associados à saída de crianças da faixa de baixo peso-para-idade (escore z de peso-para-idade < -2), nas idades de 6 a 23 meses, durante sua participação em programa de suplementação alimentar (PSA). Trata-se de estudo de coorte com 327 crianças de baixa renda residentes no interior do estado de São Paulo, que ingressaram no PSA aos 6 meses de idade com baixo peso-para-idade. A variável dependente foi “permanecer com baixo peso-para-idade durante a participação no programa” (dicotômica), e as independentes referem-se a: 1) características maternas: condição conjugal, escolaridade, idade, situação de trabalho; 2) características das crianças: estar desmamada, sexo, peso ao nascer e idade nas pesagens. Foram realizadas modelagens com regressão logística múltipla multinível. Maior idade da criança na pesagem (OR = 1,20; IC95% 1,08 - 1,34; p = 0,001), maior peso ao nascer (OR = 1,0011; IC95% 1,0001 - 1,0019; p = 0,022) e estar desmamada ao ingressar (OR = 0,20; IC95% 0,08 - 0,52; p = 0,001) se associaram positivamente ao ganho de peso das crianças. Ações focadas na promoção do peso adequado ao nascer e do aleitamento materno e na introdução adequada e oportuna da alimentação complementar saudável são estratégias importantes para maximizar o efeito de PSA no ganho de peso nos primeiros dois anos de vida em crianças de famílias de baixa renda.

    Resumo em Inglês:

    ABSTRACT: Identifying the influence of socioeconomic, care, and feeding factors on children’s nutritional status is important for the evaluation and targeting of public policies based on nutritional interventions. We investigated the sociodemographic and biological factors associated with children aged 6 to 23 months leaving the low weight-for-age condition (weight-for-age z-score < -2) during their participation in a supplementary feeding program (SFP). This is a cohort study with 327 low-income children living in the inland of the state of São Paulo, who joined the SFP with low weight-for-age when they were six months old. The dependent variable was “maintained low weight-for-age during participation in the program” (dichotomous), and the independent variables related to: 1) maternal characteristics: marital status, schooling, age, and work situation; 2) child characteristics: being weaned, gender, birth weight, and age at weighing. We used a multiple multilevel logistic regression for the modeling. Factors positively associated with children’s weight gain were higher age at weighing (OR = 1.20; 95%CI 1.08 - 1.34; p = 0.001); higher birth weight (OR = 1.0011; 95%CI 1.0001 - 1.0019; p = 0.022), and being weaned when joining the program (OR = 0.20; 95%CI 0.08 - 0.52; p = 0.001). Actions focused on promoting appropriate birth weight and breastfeeding, and on adequate and timely introduction to healthy complementary feeding are important strategies to maximize the effects of the SFP on weight gain in the first two years of life of children from low-income families.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br