Sort publications by
Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 23, Published: 2020
  • Mortality profiles among people living with HIV/AIDS: comparison between Rio de Janeiro and other federative units between 1999 and 2015 Artigos Originais

    Paula, Adelzon Assis de; Pires, Denise Franqueira; Alves Filho, Pedro; Lemos, Katia Regina Valente de; Veloso, Valdiléa Gonçalves; Grinsztejn, Beatriz; Pacheco, Antonio Guilherme

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A aparente estabilidade da mortalidade por aids no país na última década encobre uma gama de cenários, com dois terços dos estados apresentando taxa padronizada de mortalidade por aids (TPMA) significativamente acima da média nacional e/ou em tendência ascendente. No Rio de Janeiro, a TPMA vem mantendo-se alta e estável ao longo dos anos; atualmente o estado ocupa a segunda posição no ranking nacional desse indicador. Objetivo: Examinar tendências temporais em causas de óbito na busca de padrões diferenciais que contribuam para o entendimento da mortalidade por aids no estado. Metodologia: Foram analisadas causas de óbito em qualquer campo das declarações de óbito constantes do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) entre 1999 e 2015 para indivíduos ≥ 15 anos. Doenças cardiovasculares, malignidades não relacionadas à aids, causas externas, diabetes melito e tuberculose foram estabelecidas pela menção ou não de seus códigos conforme a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID-10) nas declarações de óbito. Modelos lineares generalizados com efeitos mistos foram usados para descrever odds ratios relativas a 1999 e variações anuais médias ajustadas. Resultados: Verificaram-se o aumento proporcional em causas externas e doenças geniturinárias e, sobretudo, o persistente papel desempenhado pela tuberculose, impactando diferencialmente a mortalidade por aids no estado, em um cenário de alta mortalidade por doenças infecciosas. Conclusão: Os achados reforçam a manutenção da tuberculose na mortalidade de pessoas vivendo com HIV/aids (PVHA) no Rio de Janeiro e chamam a atenção para a necessidade de avaliar determinantes individuais atuando na redução da sobrevida desses pacientes, de forma a aprimorar o programa de controle do HIV/aids no estado.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: The trend toward stabilization regarding the AIDS epidemic in Brazil over the past decade hides a very complex scenario, where two-thirds of the Brazilian federative units exhibit AIDS standardized mortality rates (ASMR) significantly above the national average and/or in upward tendency. ASMR in Rio de Janeiro State remains virtually unchanged over the years; the state currently occupies the second position in the national ranking of this indicator. Objective: To assess temporal trends in causes of death searching for differential profiles that could be useful for understanding mortality among patients with HIV in the state. Methodology: Causes of death were analyzed in any field of the death certificates from the Mortality Information System between 1999 and 2015 for individuals ≥ 15 years of age. Cardiovascular diseases, non-AIDS-related cancers, external causes, diabetes mellitus, and tuberculosis were established by the mention or not of their codes according to the 10th edition of International Statistical Classification of Diseases and Related Health Problems (ICD-10) in death certificates. Generalized linear mixed-effects models were used to describe odds ratios in relation to 1999 and adjusted mean annual variations. Results: The results point to the emerging role of external causes and genitourinary diseases and the persistent role played by tuberculosis, differentially affecting AIDS mortality in the state, in a scenario of high mortality due to infectious diseases. Conclusion: These data suggest that tuberculosis remains a major cause of death among people living with HIV/AIDS (PLWHA) in Rio de Janeiro, highlighting the need for studies that identify individual-level factors impacting their survival, thus improving local HIV/AIDS control measures.
  • Suicide attempt, Post-traumatic stress disorder and associated factors in women of Recife Artigos Originais

    Vasconcelos Neto, Paulino José de Albuquerque; Moreira, Rafael da Silveira; Oliveira Júnior, Fernando José Moreira de; Ludermir, Ana Bernarda

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Investigar a associação da tentativa de suicídio (TS) com o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), a violência por parceiro íntimo (VPI) e variáveis relacionadas aos aspectos socioeconômicos e demográficos em uma coorte de mulheres cadastradas na Estratégia Saúde da Família do Recife. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, aninhado em um estudo de coorte prospectivo, com 644 mulheres de 18 a 49 anos, cadastradas na Estratégia Saúde da Família do Distrito Sanitário II da cidade do Recife (PE), entre julho de 2013 e dezembro de 2014. A TS foi avaliada pela pergunta “Já tentou pôr fim à sua vida?”, e o TEPT, diagnosticado por meio do Post-traumatic Stress Disorder Checklist - Civilian Version (PCL-C). Foram realizadas uma modelagem hierarquizada, a aplicação do teste χ2 e a análise de resíduos padronizados. A associação das variáveis independentes com a TS foi estimada por meio de regressão logística simples e ajustada. Resultados: A prevalência da TS foi de 10,9%, e a frequência de TEPT, de 16%. As mulheres que tinham TEPT e também as que não possuíam religião tiveram maior chance de tentar o suicídio (odds ratio - OR = 5,11, intervalo de confiança de 95% - IC95% 2,9 - 8,7; OR = 1,76, IC95% 1,0 - 2,9, respectivamente). Conclusões: Houve maior risco de TS nas mulheres que tiveram TEPT e baixa adesão a uma religião. Sendo assim, compreendeu-se que o enfrentamento do TEPT se dá prevenindo esse transtorno, tratando dele e promovendo mais conhecimentos sobre ele, além do efeito agregador e protetor social que a religiosidade promove, que também podem ser estratégias de redução e prevenção da TS.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To investigate the association of suicide attempt (SA) with Post-Traumatic Stress Disorder (PSTD), Intimate Partner Violence (IPV) and variables related to socioeconomic and demographic aspects in a cohort of women enrolled in the Family Health Strategy in Recife. Methods: A cross-sectional study was carried out, nested in a prospective cohort study with 644 women aged 18 to 49 enrolled in the Family Health Strategy of the Sanitary District II of Recife, PE, between July 2013 and December 2014. The SA was evaluated by the question “Have you ever tried to end your life?” PTSD was diagnosed through the Post-traumatic Stress Disorder Checklist - Civilian Version (PCL-C). A hierarchical modeling was performed, applying the χ2 test and Standardized Waste Analysis. The association of the independent variables with SA was estimated through simple and adjusted Logistic Regression. Results: The prevalence of SA was 10.9%, and the frequency of PSTD was 16%. Women who had PTSD and those who did not have a religion showed higher risk for suicide (odds ratio - OR = 5.11, 95%CI 2.9 - 8.7, OR = 1.76, 95%CI 1.0 - 2.9 respectively). Conclusions: There was a higher risk of SA in women who had PTSD and low adherence to a religion. Thus, it was understood that coping with PTSD comes from preventing, treating and promoting greater knowledge about this disorder, in addition to aggregating and social protective effect promoted by religiosity, which can be a strategy for the reduction and prevention of SA.
  • The quality of primary care services, vocational training and the More Doctors Program in a health region of southwest Goiás Artigos Originais

    Maia, Ludmila Grego; Silva, Luiz Almeida da; Guimarães, Rafael Alves; Pelazza, Bruno Bordin; Leite, Giulena Rosa; Barbosa, Maria Alves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A atenção primária à saúde (APS) deve assumir a centralidade do cuidado para que os sistemas de saúde atendam às necessidades de saúde da população e as resolvam. Objetivo: Avaliar a APS com base em seus atributos, sob a perspectiva dos profissionais, por meio do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde (primary care assessment tool - PCATool), verificando fatores que se associam à melhor atenção. Metodologia: Estudo transversal realizado com 41 enfermeiros e 31 médicos na região sudoeste II do estado de Goiás mediante entrevistas com o instrumento PCATool. Análise bivariada e múltipla por meio da regressão linear foi utilizada para verificar os fatores associados aos atributos da APS. Resultados: O menor escore geral de APS foi para o atributo acesso de primeiro contato (3,71). A análise bivariada e múltipla mostrou diferença estatística entre as variáveis profissão e os escores essencial, derivado e geral. Médicos do Programa Mais Médicos apresentaram maiores pontuações médias (7,68 essencial; 9,11 derivado; 8,04 geral) quando comparados aos outros profissionais médicos e enfermeiros. Conclusões: Evidenciou-se alto escore geral para os atributos, exceto para o acesso de primeiro contato. O tempo de formação acadêmica e de trabalho mostrou-se satisfatório. Consideram-se fatores associados entre formação, qualificação profissional e os atributos da APS o fato de pertencer ao Programa Mais Médicos e o nível da formação acadêmica, pontos que estiveram relacionados à obtenção de melhores escores.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Primary health care must assume the centrality of care so that health systems address and solve the health needs of the population. Objective: To evaluate the quality of primary health care from the perspective of health professionals, including those associated with the Mais Médicos Brasil Program, verifying associations between quality of services and professional qualification. Methodology: A cross-sectional study where interviews with health professionals were carried out. The quality of care was measured by means of interviews about the experience of doctors and nurses with the services, using the Primary Care Assessment Tool (PCATool-Brasil). The presence and the extension of the primary health care attributes of the Southwest II region of Goiás state, constituted by 10 municipalities, were investigated. Results: The lowest APS Overall Score was for the first contact access attribute (3.71). The bivariate analysis showed statistical difference between the variables profession and the essential, derived and general scores. Doctors of the More Doctors Program had higher average scores (7,68 essential; 9,11 derivative; 8,04 general) when compared to other medical professionals and nurses. Conclusions: The findings highlight the importance of permanent evaluation of health services, especially primary care, due to its importance and centrality to the organization of other levels of care. Only from this monitoring is possible a better management orientation for strategic and resolutive investments.
  • Associated factors from loss productivity among people involved in road traffic accident: a prospective study Artigos Originais

    Cardoso, Jefferson Paixão; Mota, Eduardo Luiz Andrade; Rios, Polianna Alves Andrade; Ferreira, Luciano Nery

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Estudar fatores associados à perda de produtividade em pessoas envolvidas em acidentes de trânsito (AT). Métodos: Realizou-se uma coorte prospectiva de base comunitária no município de Jequié, Bahia, Brasil, entre 2013 e 2015. Foi aplicado instrumento de coleta em forma de formulário em participantes que se envolviam em AT, seguido de entrevistas a cada quatro meses. Investigou-se, por meio da análise bivariada e multivariável, a associação entre perda de produtividade e variáveis sociodemográficas e ocupacionais, condições de saúde e gravidade das lesões. Resultados: Observaram-se incidência cumulativa de perda de produtividade de 61,1% e densidade de incidência geral de 7,45 casos/100 pessoas/mês. A análise multivariável demonstrou associação com perda de produtividade para quem utilizava o veículo como instrumento de trabalho (razão de densidade de incidência - RDI = 4,23; intervalo de confiança de 95% (IC95%) = 2,90 - 6,17) e aqueles que apresentaram lesão corporal (RDI = 2,80; IC95% = 1,62 - 4,85). Conclusão: São necessárias políticas públicas que assegurem a segurança no trânsito a fim de minimizar os efeitos dos AT sobre a produtividade, além da realização de novos estudos na área para ampliar o conhecimento sobre o tema.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To study associated factors with loss productivity in people involved road traffic accidents (RTA). Methods: The population based cohort study was conducted in Jequié, Brazil between 2013 to 2015. The instrument for interview was used in people involved in RTA and interview in four months. Individuals, occupational, health conditions, injury and support variables were used for bivariate and multivariate analysis. Results: The cumulative incidence was loss productivity was 61.1% and density incidence of 7.45 cases/100 person-month. Multivariate analysis showed association for injury (IDR = 4.23; 95%CI = 2.90 - 6.17) and vehicle used with work instrument (IDR = 2.80; 95%CI = 1.62 - 4.85). Conclusion: Public policies are needed to ensure traffic safety in order to minimize the effects of RTA about productivity and to carry news studies to expand knowledge about loss productivity.
  • Timely care linkage of people living with HIV in a reference health service, Belo Horizonte, Minas Gerais Artigos Originais

    Perdigão, Romara Elizeu Amaro; Bonolo, Palmira de Fátima; Silveira, Micheline Rosa; Silva, Dirce Inês da; Ceccato, Maria das Graças Braga

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A vinculação é um passo fundamental para o cuidado contínuo da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV/aids), sendo essencial para proporcionar o acesso à terapia antirretroviral, bem como ao cuidado integral. Metodologia: Estudo transversal, com pessoas vivendo com HIV (PVHIV), idade ≥ 18 anos, vinculadas entre janeiro e dezembro de 2015, em um serviço de referência para assistência ambulatorial e hospitalar especializada em HIV/aids em Belo Horizonte (MG). O tempo de vinculação foi definido como o tempo do diagnóstico até a vinculação ao serviço. Considerou-se vinculação oportuna quando esse tempo foi menor ou igual a 90 dias. Os dados foram coletados por meio de prontuários clínicos. Realizou-se análise de regressão logística com intervalo de confiança de 95% (IC95%). Resultados: Entre os 208 pacientes, a maioria era do sexo masculino (77,8%) com idade média de 39 anos. Cerca de 45% apresentaram condições definidoras de aids na vinculação. O tempo de vinculação apresentou média de 138 ± 397 dias, e a vinculação oportuna ocorreu para 76,9% dos pacientes. As variáveis associadas com a vinculação oportuna foram: ter idade ≥ 48 anos (odds ratio - OR = 8,50; IC95% 1,53 - 47,28), estar trabalhando (OR = 3,69; IC95% 1,33 - 10,25) no momento da vinculação e apresentar contagem de linfócitos T CD4 (LT CD4+) ≤ 200 células/mm3 no momento do diagnóstico de HIV (OR = 4,84; IC95% 1,54 - 15,18). Observou-se proporção importante de vinculação oportuna entre as PVHA, porém com diagnóstico tardio. Conclusão: Intervenções devem ser direcionadas para pessoas mais jovens e com maior contagem de LT CD4+, visando uma melhor prestação de cuidados contínuos em HIV.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Linkage is a critical step in the ongoing care of human immunodeficiency virus (HIV/aids) infection and is essential for providing access to antiretroviral therapy, as well as comprehensive care. Methodology: Cross-sectional study on people living with HIV (PLHIV), aged ≥ 18 years old, linked between January and December 2015, in a referral service for outpatient and hospital care specialized in HIV/AIDS in Belo Horizonte, Minas Gerais. Linkage time was defined as the time from diagnosis to service linkage. Timely care linkage was considered when this time was ≤ 90 days. Data were collected through clinical records. A logistic regression analysis with a confidence interval of 95% (95%CI) was performed. Results: Among 208 patients, most of them were males (77.8%) with a mean age of 39 years. About 45% presented AIDS-defining conditions at the moment of linkage. Linkage time presented a mean of 138 ± 397 days. And timely linkage occurred for 76.9% of the patients. The variables associated with timely care linkage were: age ≥ 48 years (odds ratio - OR = 8.50; 95%CI 1.53 - 47.28), currently working (OR = 3.69; 95%CI 1.33 - 10.25) at the time of linkage, and present CD4+ T lymphocyte count (CD4+ T) ≤ 200 cells/mm3 at the time of HIV diagnosis (OR = 4.84; 95%CI 1.54 - 15.18). There was an important proportion of timely care linkage among PLHIV, but with late diagnosis. Conclusion: Interventions should be targeted at younger people with higher CD4+ T lymphocyte counts, in order to better provide continuous HIV care.
  • Demographics, deaths and severity indicators in hospitalizations due to drug poisoning among children under age five in Brazil Artigos Originais

    Maior, Marta da Cunha Lobo Souto; Osorio-de-Castro, Claudia Garcia Serpa; Andrade, Carla Lourenço Tavares de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: No Brasil, os medicamentos são os principais agentes causadores de intoxicação, e o maior número de casos desse problema envolve menores de 5 anos. Assim, o objetivo deste estudo foi descrever as internações por intoxicação medicamentosa nessa população quanto a sua demografia, óbitos e indicadores de agravamento. Métodos: Verificou-se a frequência das internações por intoxicação medicamentosa entre 2003 e 2012, utilizando os dados do Sistema de Informação Hospitalar. As variáveis utilizadas foram ano, sexo, idade, município de residência e de internação, evolução do paciente, diagnóstico principal, diagnóstico secundário, natureza do estabelecimento de saúde e valor referente aos gastos de unidade de terapia intensiva. Resultados: Ocorreram 17.725 internações por intoxicação medicamentosa em menores de 5 anos de idade, com o predomínio do sexo masculino e de crianças de 2 anos. As internações fora do município de residência deram-se em 25% dos casos, com predomínio da Região Nordeste. A proporção de óbitos nas internações foi de 0,4%, com maior número de óbitos na Região Sudeste. Conclusão: Apesar da diminuição do número de internações no período, permaneceram disparidades regionais que podem ser atenuadas com a oferta de atenção especializada às intoxicações medicamentosas nos municípios, ampliando o acesso a cuidados de maior complexidade.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: In Brazil, drugs are the main causative agents of poisonings, and children under age five are the group with the highest number of cases. The objective of the present study was to describe hospitalizations due to drug poisoning in this population regarding demographics, deaths and worsening indicators in hospitalizations. Methods: The frequency of hospitalizations for drug poisoning between 2003 and 2012 was verified using data from the Hospital Information System. The study variables were year, gender, age, place of residence and hospitalization, patient follow-up, main diagnosis, secondary diagnosis, nature of the health establishment and amount related to Intensive Care Unit expenses. Results: There were 17,725 hospitalizations due to drug poisoning in children under five, predominantly two-year-old male children. The hospitalizations outside the city of residence occurred in 25% of the cases, with predominance in the Northeastern region. The proportion of deaths in hospitalizations was 0.4%, with a higher number of deaths in the Southeastern region. Conclusion: Despite the decrease in the number of hospitalizations in the period, regional disparities remained, which could be attenuated with the provision of specialized attention to drug poisonings in municipalities, expanding the access to a more complex care.
  • Seasonal pattern of malaria cases and the relationship with hydrologic variability in the Amazonas State, Brazil Artigos Originais

    Wolfarth-Couto, Bruna; Filizola, Naziano; Durieux, Laurent

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A malária é uma doença infecciosa de alta transmissão na região amazônica, porém sua dinâmica e distribuição espacial podem variar, dependendo da interação de fatores ambientais, socioculturais, econômicos e políticos e serviços de saúde. Objetivo: Verificar a existência de padrões de casos de malária em consonância com os regimes fluviométricos da bacia amazônica. Métodos: Foram utilizados métodos de estatística descritiva e inferencial nos dados de casos de malária e nível d’água para 35 municípios do estado do Amazonas, no período de 2003 a 2014. Resultados: A existência de uma tendência que module a sazonalidade dos casos de malária, devido a períodos distintos de inundação dos rios, foi demonstrada. Diferenças foram observadas na variabilidade hidrológica anual, acompanhada por diferentes padrões de casos de malária, mostrando uma tendência de remodelação do perfil epidemiológico em função do pulso de inundação. Conclusão: O estudo sugere a implementação de estratégias regionais e locais, considerando os regimes hidrológicos da Bacia Amazônica, possibilitando ações municipais de atenuação da malária no estado do Amazonas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Malaria is an infectious disease of high transmission in the Amazon region, but its dynamics and spatial distribution may vary depending on the interaction of environmental, socio-cultural, economic, political and health services factors. Objective: To verify the existence of malaria case patterns in consonance with the fluviometric regimes in Amazon basin. Method: Methods of descriptive and inferential statistics were used in malaria and water level data for 35 municipalities in the Amazonas State, in the period from 2003 to 2014. Results: The existence of a tendency to modulate the seasonality of malaria cases due to distinct periods of rivers flooding has been demonstrated. Differences were observed in the annual hydrological variability accompanied by different patterns of malaria cases, showing a trend of remodeling of the epidemiological profile as a function of the flood pulse. Conclusion: The study suggests the implementation of regional and local strategies considering the hydrological regimes of the Amazon basin, enabling municipal actions to attenuate the malaria in the Amazonas State.
  • Low performance of operational indicators for leprosy control in the state of Bahia: spatiotemporal patterns, 2001-2014 Artigos Originais

    Souza, Eliana Amorim de; Heukelbach, Jorg; Oliveira, Maria Leide Wand-Del-Rey; Ferreira, Anderson Fuentes; Sena Neto, Sebastiao Alves de; Raposo, Marcos Tulio; Ramos Jr., Alberto Novaes

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Caracterizar padrões espaçotemporais de indicadores operacionais de controle da hanseníase no estado da Bahia no período de 2001 a 2014. Metodologia: Estudo ecológico, de base populacional, com distribuição e autocorrelação espacial de indicadores operacionais da hanseníase. Resultados: No período de 2001 a 2007, 42,7% (n = 178) dos municípios apresentaram percentual de cura inferior a 75%, ampliando para 61,4% (n = 291) de 2009 a 2014. De 2001 a 2007, 32,5% (n = 54) dos municípios notificaram mais de 10% do total de casos de recidiva do estado, com aumento para 36,9% (n = 75) dessa situação no período de 2008 a 2014. De 2001 a 2014, em 38% (n = 159) dos municípios, o indicador de avaliação do grau de incapacidade física (GIF) no momento do diagnóstico se encontrava conforme o parâmetro regular de desempenho. Já no período de 2009 a 2014, houve aumento de municípios com alta ocorrência de GIF2 no momento do diagnóstico, atingindo 55,3% (n = 230) dos municípios. A maioria dos municípios do estado da Bahia apresentou desempenho insatisfatório na execução das ações de controle previstas para a hanseníase, com pouca mudança ou relativa piora nos padrões de indicadores operacionais ao longo da série histórica. Conclusão: O contexto operacional do estado da Bahia sinaliza graves dimensões de vulnerabilidade institucional, o que implica necessariamente a ampliação e a qualificação da rede de vigilância e atenção à saúde nas diferentes regiões e contextos analisados do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To characterize spatiotemporal patterns of operational indicators for leprosy control in the state of Bahia from 2001 to 2014. Methods: This is a population-based ecological study, with spatial distribution and autocorrelation of operational indicators for leprosy control. Results: From 2001 to 2007, 42.7% (n=178) of the municipalities presented a cure rate lower than 75%, increasing to 61.4% (n =291) from 2009 to 2014. Between 2001 and 2007, 32.5% (n=54) of the municipalities reported more than 10% of the total number of relapses in the state, increasing to 36.9% (n=75) between 2008 and 2014. From 2001 to 2014, 38% (n=159) of the municipalities presented an assessment index of disability grading at the time of diagnosis within the regular performance parameter. Between 2009 and 2014, the number of municipalities with a high incidence of grade 2 disability (G2D) at the time of diagnosis increased, reaching 55.3% (n=230) of the municipalities. Most municipalities in the state of Bahia showed poor performance in the implementation of planned actions for leprosy control, with little change or relative worsening in the patterns of operational indicators throughout the historical series. Conclusion: The operational context in Bahia indicates significant institutional vulnerability, leading to the need for expansion and qualification of the surveillance and health care network in the different regions and conditions analyzed in the public health system (Sistema Único de Saúde - SUS).
  • Non-performance of serological tests for syphilis during prenatal care: prevalence and associated factors Artigos Originais

    Cesar, Juraci Almeida; Camerini, Adriana Vieira; Paulitsch, Renata Gomes; Terlan, Rodrigo Jacobi

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A sífilis é uma doença de transmissão sexual de diagnóstico e tratamento fáceis, mas de incidência crescente no Brasil. Este estudo mediu prevalência, avaliou tendência e identificou fatores associados à não realização de exame sorológico para sífilis no pré-natal em Rio Grande, RS. Metodologia: Trata-se de inquérito transversal que incluiu todas as gestantes residentes nesse município que tiveram filho entre 1º de janeiro e 31 de dezembro nos anos de 2007, 2010 e 2013. Aplicou-se à mãe questionário único, padronizado em até 48 horas após o parto, quando ainda na maternidade. Utilizaram-se teste χ2 para proporções e para tendência linear e regressão de Poisson com ajuste robusto na análise multivariável. A medida de efeito usada foi razão de prevalências (RP). Resultados: Entre as 7.351 mães que passaram por pelo menos uma consulta, a prevalência de não realização de sorologia para sífilis nos três anos foi de 2,9% (intervalo de confiança de 95% - IC95% 2,56 - 3,33), sendo de 3,3% (IC95% 2,56 - 3,97) em 2007, 2,8% (IC95% 2,20 - 3,52) em 2010 e 2,7% (IC95% 2,12 - 3,38) em 2013. Mães de cor da pele preta, de baixa renda familiar e escolaridade e que passam por poucas consultas apresentaram maior RP à não realização desse exame. Discussão: A prevalência de não realização praticamente não se modificou no período, com maior probabilidade de não realização entre aquelas de maior risco gestacional. Conclusões: Alcançar mães de pior nível socioeconômico, reestruturar os serviços locais de saúde, aperfeiçoar sua operacionalização a fim de melhorar a qualidade da assistência pré-natal parecem mandatórios nesse município.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Syphilis is a sexually transmitted disease, easy to diagnose and treat, but whose incidence is increasing in Brazil. This study estimated the prevalence of the non-performance of serological tests for syphilis during prenatal care, in addition to evaluating its trend and identifying its associated factors in the municipality of Rio Grande, Rio Grande do Sul, Southern Brazil. Methods: This is a cross-sectional survey that included all pregnant women living in this municipality who gave birth between January 1 and December 31, 2007, 2010, and 2013. A single standardized questionnaire was administered to the mothers within 48 hours of delivery, while they were still in the maternity ward. We used the χ2 test for proportions and linear trend, and Poisson regression with robust adjustment in the multivariate analysis. The effect measure adopted was prevalence ratio (PR). Results: Among the 7,351 mothers who had at least one prenatal visit, the prevalence of non-performance of serological tests for syphilis in the three years studied was 2.9% (95% confidence interval - 95%CI 2.56 - 3.33), with 3.3% (95%CI 2.56 - 3.97) in 2007, 2.8% (95%CI 2.20 - 3.52) in 2010, and 2.7% (95%CI 2.12 - 3.38) in 2013. Black mothers, those with low household income and schooling, and who had few prenatal visits showed higher PR of non-performance of this test. Discussion: The prevalence of non-performance has virtually not changed in the period, and women with high-risk pregnancy showed a greater probability of not undergoing the test. Conclusions: This municipality needs to reach mothers with lower socioeconomic status, restructure the local health services, and enhance their operationalization to improve the quality of prenatal care.
  • Sedentary behavior in elderly residents from the rural area in Southern Brazil Artigos Originais

    Leão, Otávio Amaral de Andrade; Knuth, Alan Goularte; Meucci, Rodrigo Dalke

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: O comportamento sedentário tem sido associado a diversos indicadores de saúde. O objetivo deste estudo é descrever esse desfecho em idosos residentes de zona rural. Metodologia: Realizou-se um estudo transversal com idosos da zona rural de Rio Grande/RS, em 2017. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário eletrônico. O comportamento sedentário foi avaliado pelo somatório de oito aspectos: assistir a televisão/vídeos/DVD, usar computador/internet, ler, socializar com amigos e/ou família, dirigir ou andar de carro/moto/transporte público, praticar algum hobby, trabalhar e outras atividades. A análise deu-se pela descrição dos aspectos e pela análise multivariável (regressão linear), para testar associações com características socioeconômicas, demográficas e atividade física. Também foi verificada associação do excesso de comportamento sedentário e tempo assistindo à televisão com as variáveis independentes. Resultados: A média de comportamento sedentário foi de 274,9 minutos/dia (n = 1.030), e assistir televisão representou quase a metade (130,5 minutos/dia). Idade mostrou-se inversamente associada com o comportamento sedentário, enquanto renda e escolaridade apresentaram uma relação direta. Renda apresentou associação positiva com excesso de comportamento sedentário e tempo assistindo televisão. Conclusão: A média de comportamento sedentário foi menor quando comparada com a literatura em idosos. Sugere-se que ações para incentivar hábitos saudáveis visem especialmente diminuir o tempo assistindo televisão.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Sedentary behavior has been associated with several health indicators. This study aims to describe this outcome in elderly people living in rural areas. Methodology: A cross-sectional study was carried out with elderly people from the rural area in the city of Rio Grande/RS, in 2017. Data were collected using an electronic questionnaire. Sedentary behavior was evaluated by eight aspects: watching television/videos/DVDs, using computer/internet, reading, socializing with friends and/or family, driving or riding a car/bike/taking public transport, practicing a hobby, working, and other activities. The analysis was composed by the description of aspects and multivariable (linear regression) analysis to test associations between the outcome and socioeconomic, demographic and physical activity characteristics. Association of the excess of sedentary behavior and time watching television within the independent variables was also verified. Results: The mean of sedentary behavior was 274.9 minutes/day (n = 1,030), but watching television represented almost half (130.5 minutes/ day). Age was inversely associated with sedentary behavior, while income and schooling presented a direct relation. Income had a positive association with excessive sedentary behavior and time watching television. Conclusion: The mean sedentary behavior was lower when compared with the literature for the elderly. We suggest that actions to encourage healthy habits aim especially at reducing the time spent watching television.
  • The influence of the Family Health Strategy on hypertensive adults in health care use in Brazil Artigos Originais

    Oliveira, Bruno Luciano Carneiro Alves de; Cardoso, Luís Felipe Castro; Dominice, Rayssa de Oliveira; Corrêa, Alessa Arruda Pinto; Fonseca, Ana Eliza de Carvalho; Moreira, Jessica Pronestino de Lima; Luiz, Ronir Raggio

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A hipertensão arterial sistêmica (HAS) tem elevada prevalência no Brasil e impactos no uso de serviços de saúde. Objetivo: Este estudo verificou a influência da Estratégia Saúde da Família (ESF) no uso de serviços de saúde por adultos com idades igual ou superiores a 18 anos que referiram HAS na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013. Métodos: Utilizou-se o método de escore de propensão (EP) para corrigir a falta de homogeneidade entre os grupos com HAS expostos ou não à ESF. Estimou-se o EP por meio de regressão logística binária, o qual refletiu a probabilidade condicional de receber o cadastro do domicílio na ESF segundo covariáveis socioeconômicas, demográficas, sanitárias e de saúde dos adultos e de suas famílias. Após se estimar o EP, utilizou-se o pareamento por estrato (estratificação) para se agrupar os adultos hipertensos em cinco estratos mutuamente excludentes. Foram estimados as prevalências e os intervalos de confiança a 95% de consultas médicas e internações hospitalares. Incorporaram-se os efeitos da amostragem complexa da PNS em todas as fases da análise. Resultados: Verificou-se que adultos hipertensos cadastrados na ESF tinham piores condições socioeconômicas, sanitárias e de saúde, mas semelhante prevalência de consultas médicas e de internação hospitalar aos adultos sem cadastro na ESF e com melhores condições de vida e saúde. A ESF atenuou desigualdades individuais e contextuais que impactam a saúde dos brasileiros ao favorecer o uso de serviços de saúde. Conclusão: A ESF pode favorecer o atendimento e controle da HAS no Brasil. Assim, deve receber investimentos que garantam sua efetividade.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Systemic arterial hypertension (SAH) has a high prevalence in Brazil and impacts on the use of health services. Objective: This study verified the influence of the Family Health Strategy (FHS) on the use of health services by adults ≥ 18 years old who reported SAH in the National Health Survey (Pesquisa Nacional de Saúde - PNS) 2013. Methods: The Propensity Score (PS) method was used to correct the lack of homogeneity between the groups with SAH under exposed or not to the FHS. PS was estimated using binary logistic regression, which reflected the conditional probability of receiving the household register in the FHS according to socioeconomic, demographic and health covariates of adults and their families. After estimating the PS, the stratification was used to group hypertensive adults into five mutually exclusive strata (pairing them). Prevalence and confidence intervals at 95% were estimated of medical consultations and hospitalizations. The effects of the complex NHS sampling were incorporated into all phases of the analysis. Results: It was verified that hypertensive adults enrolled in FHS had worse socioeconomic, health and health conditions, but similar prevalence of medical consultations and hospitalizations to adults without a FHS registry and with better living and health conditions. The FHS has attenuated individual and contextual inequalities that impact the health of Brazilians by favoring the use of health services. Conclusion: The FHS can favor the care and control of SAH in Brazil. Thus, it must receive investments that guarantee its effectiveness.
  • Factors associated with trachoma treatment and control treatment in schools of municipality of the Northeast Region, Brazil Artigos Originais

    Maciel, Adjoane Maurício Silva; Almeida, Nádia Maria Girão Saraiva de; Silva, Anamaria Cavalcante e; Almeida, Paulo César de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: O tracoma mantém-se como problema de saúde pública e importante causa de morbidade, deficiência visual e cegueira evitável no Brasil. Objetivo: Analisar fatores associados ao tratamento e ao controle do tratamento do tracoma em escolares diagnosticados durante Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose, em 2014, no município de Russas, Ceará. Metodologia: Estudo transversal desenvolvido de janeiro a abril de 2016. Foram coletados dados sociais, demográficos, econômicos e de acompanhamento pela atenção básica de 390 escolares de 5 a 14 anos de idade diagnosticados com tracoma, na campanha em 2014. Definiram-se as variáveis dependentes: tratamento do tracoma e controle do tratamento do tracoma, categorizadas em adequado e inadequado, realizando-se análises bi e multivariada. Resultados: O tratamento foi considerado adequado em 56,7% dos escolares, e em apenas 5,9% o controle do tratamento foi classificado como adequado. Na análise multivariada, mantiveram associação com o desfecho tratamento do tracoma as variáveis zona de residência rural e destino dos dejetos em rede não pública. O desfecho controle do tratamento do tracoma permaneceu associado às variáveis: zona de residência rural, renda familiar menor que um salário mínimo e escolar não examinado pelo médico. Conclusão: O tratamento e controle do tratamento inadequados do tracoma mostraram associação com variáveis socioeconômicas e de acompanhamento pela atenção básica. As atividades de educação em saúde não foram acessíveis a toda a comunidade, indicando a necessidade de maior envolvimento dos profissionais da atenção básica.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Trachoma maintains itself as a public health problem and an important cause of morbidity, visual impairment and preventable blindness in Brazil. Objective: To analyze factors associated with treatment and control of trachoma treatment in schoolchildren diagnosed during the national campaign in 2014, in the town of Russas, Ceará. Methodology: A cross-sectional study was brought out from January to April 2016. Social, demographic, economic and follow-up data were collected for 390 schoolchildren aged five to 14 years old, diagnosed with trachoma in the campaign in 2014. They were defined dependent variables: trachoma treatment and control of trachoma disease, categorized as adequate and inadequate, and multivariate analyzes were performed. Results: Treatment was considered adequate in 56.7% of schoolchildren and in only 5.9% treatment control was classified as adequate. In the multivariate analysis, they have got an association with the trachoma treatment result: rural residence zone and waste destination in a non-public space. The last control of the treatment of trachoma remained associated to the variables: rural residence zone; family income less than a minimum wage and school not examined by the physician. Conclusion: Inadequate treatment and control of trachoma treatment showed an association with socioeconomic variables and follow-up of primary care. Health education activities were not accessible to the entire community, indicating the need for more involvement by primary care professionals.
  • Tuberculosis and diabetes: association with sociodemographic characteristics and diagnosis and treatment of tuberculosis. Brazil, 2007-2011 Artigos Originais

    Abreu, Ricardo Gadelha de; Rolim, Lúcia Santana; Sousa, Artur Iuri Alves de; Oliveira, Maria Regina Fernandes de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A comorbidade tuberculose e diabetes ainda continua um desafio para a saúde pública mundial. Objetivo: Analisar o perfil sociodemográfico e as características do diagnóstico e tratamento dos casos de tuberculose com e sem diabetes no Brasil. Métodos: Estudo transversal, com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação e do Sistema de Gestão Clínica de Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus da Atenção Básica, no período de 2007 a 2011. Modelo de regressão de Poisson com variância robusta foi utilizado para estimar a razão de prevalência (RP) e seus respectivos intervalos de confiança. Resultados: A comorbidade estudada foi encontrada em 7,2% dos casos. Modelo hierárquico mostrou maior RP entre indivíduos do sexo feminino (RP = 1,31; intervalo de confiança de 95% - IC95% 1,27 - 1,35); maior associação nas faixas etárias 40-59 anos e ≥ 60 anos (RP = 11,70; IC95% 10,21 - 13,39 e RP = 17,49; IC95% 15,26-20,05) e com resultado positivo da baciloscopia - primeira amostra (RP = 1,40; IC95% 1,35 - 1,47). Reingresso após abandono e abandono foram inversamente associados na comorbidade (RP = 0,66; IC95% 0,57 - 0,76 e RP = 0,79; IC95% 0,72 - 0,87). Conclusão: Os achados, como a relação inversa do abandono ao tratamento da tuberculose no grupo das pessoas com comorbidade, reforçam a importância de ações integradas nos serviços para mudar o cenário dessa desafiadora comorbidade.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Tuberculosis and diabetes comorbidity remains a challenge for global public health. Objective: To analyze the sociodemographic profile and the diagnostic and treatment characteristics of tuberculosis cases with and without diabetes in Brazil. Methods: This is a cross-sectional study with data from the Notifiable Diseases Information System and the Hypertension and Diabetes Mellitus Primary Care Clinical Management System, from 2007 to 2011. We adopted a Poisson regression model with robust variance to estimate the prevalence ratios (PR) and their respective confidence intervals. Results: We found the studied comorbidity in 7.2% of cases. The hierarchical model showed a higher PR among women (PR=1.31; 95% confidence interval - 95%CI 1.27-1.35); a greater association in the age groups 40-59 years and ≥ 60 years (PR=11.70; 95%CI 10.21-13.39, and PR=17.49; 95%CI 15.26-20.05), and in those with positive sputum smear microscopy results - 1st sample (PR=1.40; 95%CI 1.35-1.47). Return after treatment discontinuation and treatment discontinuation were inversely associated with comorbidity (PR=0.66; 95%CI 0.57-0.76 and PR=0.79; 95%CI 0.72-0.87). Conclusion: The findings, such as the inverse relationship with tuberculosis treatment discontinuation in the group of people with comorbidity, reinforce the importance of integrated actions in health services to change the scenario of this challenging comorbidity.
  • Leprosy and social deprivation: Definition of priority areas in an endemic state Northeastern Brazil Artigos Originais

    Souza, Carlos Dornels Freire de; Magalhães, Mônica Avelar Figueiredo Mafra; Luna, Carlos Feitosa

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Introdução: A hanseníase é uma doença que guarda estreita relação com as condições sociais e econômicas. O Brasil é o único país que ainda não alcançou a meta de eliminação da doença como problema de saúde pública. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar a associação entre a carência social dos municípios baianos e a detecção de casos novos de hanseníase na população, como instrumento para a definição de áreas prioritárias para intervenção. Metodologia: Trata-se de um estudo ecológico realizado no estado da Bahia, no período de 2001 a 2015. Variáveis analisadas: coeficiente de detecção casos novos, índice de carência social (ICS) e hanseníase em menores de 15 anos. O ICS foi construído com base em quatro variáveis: índice de performance socioeconômica, renda per capita, proporção de extremamente pobres e densidade domiciliar. Na análise espacial, foram utilizadas modelagem bayesiana empírica local e estatística de Moran global e local. Na análise estatística, foram empregados regressão multivariada, espacial e logística, cálculo do odds ratio e análise de variância. Resultados: A hanseníase apresentou distribuição heterogênea no estado, com concentração no eixo norte-oeste e sul. Dos municípios, 60,4% (n = 252) apresentaram muito baixa condição de vida. Observou-se associação entre as condições de vida e a detecção da hanseníase, com maiores coeficientes no grupo de município com melhor condição de vida (p < 0,001). Conclusão: As piores condições atuaram como um impeditivo ao diagnóstico, ao mesmo tempo que ampliaram o risco de adoecimento. As boas condições possuem efeito inverso.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Introduction: Leprosy is a disease that reserves close relation with social and economic conditions. Brazil is the only country that has not yet reached the goal of eliminating the disease as a public health problem. Objective: This study aimed to analyze social deprivation in the municipalities of Bahia and its relation with the detection of new cases of leprosy in the population. Methods: It is an ecological study conducted in the state of Bahia, from 2001 to 2015. Variables analyzed: detection rate of new cases, social deprivation index (SDI) and Hansen’s disease in children under 15 years of age. The SDI was built on four variables: socioeconomic performance index, per capita income, proportion of extremely poor, and household density. For spatial analysis, local empirical bayesian modeling and global and local Moran statistics were used. Statistical analysis used multivariate, spatial and logistic regression, odds ratio calculation and analysis of variance. Results: Leprosy showed heterogeneous distribution in the state, with concentration in the north-west and south axis. 60.4% (n = 252) of the municipalities presented very low life conditions. An association was observed between living conditions and the detection of leprosy, with higher coefficients in the municipality group with better living conditions (p < 0.001). Conclusion: It was concluded that the worst conditions acted as an impediment to the diagnosis, while increasing the risk of illness. Good conditions have the opposite effect.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br