Saúde e Sociedade, Volume: 13, Issue: 3, Published: 2004
  • Editorial

  • Integral Healthcare

    Costa, Ana Maria

    Abstract in Portuguese:

    Este ensaio apresenta uma discussão sobre a Integralidade em saúde. Apoiado na constatação de que a perda do equilíbrio da saúde nos processos de adoecimento não constituiu apenas fator médico-biológico, mas também um processo vinculado à história de vida do indivíduo, da família e da sociedade, elege como ponto de partida para a reflexão os poderes e limites de atuação dos profissionais de saúde, em especial o médico. Discute a fragmentação da ciência médica e a especialização de sua prática resultante da separação dos objetos em compartimentos estanques, obrigando o esforço interdisciplinar para a apreensão da totalidade da saúde. Analisa as relações de desigualdade entre médico e paciente, defendendo o diálogo como alternativa de redução desta desigualdade. A integralidade surge como discurso contra hegemônico na formação e nas práticas médicas, adotada pelo movimento sanitário brasileiro como um conjunto de atitudes desejáveis, em especial a valorização da associação entre as práticas de saúde e as práticas sociais. Finalmente destaca caminhos para a conquista de mais integralidade, partindo da delimitação das demandas e necessidades, em interação com os recursos tecnológicos de saúde disponíveis. Nesse contexto, discute, ainda, o acesso, alertando sobre a necessidade de enfrentamento do campo da micropolítica de saúde e suas articulações, fluxos e circuitos, baseada na lógica das necessidades dos usuários do sistema e na incorporação de valores éticos e técnicos.

    Abstract in English:

    This paper discusses Integral Healthcare. Based on the realization that health imbalances stemming from diseases are due not only to medical-biological reasons, but also to processes related to the individual's life history, family, and society, this paper begins by discussing the capabilities and limitations of healthcare professionals, especially physicians. It then discusses the fragmentation of medical science and the specialization of medical practice into rigidly compartmentalized subject areas, and defends the need for interdisciplinary efforts in an integral approach to healthcare. It goes on to analyze the inequalities in doctor-patient relationships, championing dialogue as an alternative route for reducing these inequalities. Integral healthcare emerged as a way of curbing hegemony in medical training and practice, and has been adopted by the Brazilian health movement as a set of desirable attitudes, especially that of valuing the association between healthcare and social practices. In conclusion, the paper outlines ways forward to bring about more integral healthcare, starting with a discussion on user demands and needs with regard to available healthcare technological resources. It also discusses access issues within micro-level healthcare policies, systems, and flows, which need to be based on an understanding of the logic behind user needs, while also incorporating ethical and technical values.
  • Care, (the) human being and health practices

    Ayres, José Ricardo de Carvalho Mesquita

    Abstract in Portuguese:

    As práticas de saúde contemporâneas estão passando por uma importante crise em sua história. Em contraste com seu expressivo desenvolvimento científico e tecnológico, estas práticas vêm encontrando sérias limitações para responder efetivamente às complexas necessidades de saúde de indivíduos e populações. Recentes propostas de humanização e integralidade no cuidado em saúde têm se configurado em poderosas e difundidas estratégias para enfrentar criativamente a crise e construir alternativas para a organização das práticas de atenção à saúde no Brasil. Este ensaio de reflexão tem como objetivo examinar, desde uma perspectiva hermenêutica, alguns dos desafios filosóficos e práticos no sentido da humanização das práticas de saúde. O conceito ontológico de Cuidado (Sorge), de Heidegger, em suas relações com os modos de ser (do) humano, é a base da revisão crítica empreendida acerca das características atuais da atenção à saúde. O desenvolvimento da análise é orientado por um estudo de caso de atenção primária à saúde, extraído da experiência profissional do próprio autor. Projeto de vida, construção de identidade, confiança e responsabilidade são apontados como traços principais a serem considerados na compreensão das interações entre profissionais de saúde e pacientes e como pontos-chave para a reconstrução ética, política e técnica do cuidado em saúde.

    Abstract in English:

    Contemporary health practices are facing an important crisis in their history. In contrast with their huge scientific and technological development, these practices are finding severe limitations for effectively responding to the complex needs for care of individuals and populations. Recent proposals on humanized and comprehensive approaches are powerful and disseminated strategies for creatively facing the crisis and building alternatives for the organization of health care in Brazil. This reflexive essay aims to examine from a hermeneutical point of view some of the philosophical and practical challenges to be faced in the way of the humanization of health practices. Heidegger's ontological concept of Care (Sorge), in its relations with (the) human being is the basis for a critical review of current characteristics of health care. The analysis is driven by a case study on primary health care, taken from the author's own professional experience. Life project, identity building, confidence and responsibility are pointed out as main features to be considered in the comprehension of interactions between health professionals and patients and as key issues in the ethical, political and technical renewal of health care.
  • Ethics, users' rights and policies of humanization of healthcare

    Fortes, Paulo Antonio de Carvalho

    Abstract in Portuguese:

    O artigo trata da evolução das políticas públicas de humanização dos serviços de saúde no Brasil. No campo da atenção em saúde, o termo humanização tem sido utilizado com diferentes significados e entendimentos, relacionando-o com os direitos dos pacientes e a ética voltada ao respeito ao outro. A partir dos anos 90, a humanização da atenção à saúde vem sendo tratada como política pública, iniciando-se no ambiente hospitalar, e , atualmente, sendo dirigida para todos os níveis de atenção de saúde.

    Abstract in English:

    The article shows the evolution of public policies of humanization of healthcare in Brazil. Humanization was first related to patients' rights and ethics regarding respect for the others. In the nineties humanization is vieved as a public policies. Nowadays it is oriented to all services of health care.
  • The humanization in health as a freedom instance

    Reis, Alberto Olavo Advincula; Marazina, Isabel Victoria; Gallo, Paulo Rogério

    Abstract in Portuguese:

    O texto discute a política de Humanização em Saúde do ponto de vista da lógica que a sustenta, em particular como uma ação da singularidade dos atores implicados no processo de produção da Saúde. A análise desenvolvida aponta para o fato de que as práticas de atenção à saúde, quando de acordo com os cânones da lógica utilitária, refletem não apenas uma ordem autoritária, como produzem sujeitos cerceados, fragmentados e incapazes. A humanização em Saúde é considerada uma possibilidade política de se alterar essa lógica e de instaurar, no interior das instituições, espaços de liberdade capazes de acolher, amparar, sustentar e dar significado à presença e às ações de profissionais de saúde, gestores e pacientes, ao considerar suas dimensões subjetivas e singulares.

    Abstract in English:

    The text presents the politics of Humanization in Health from the point of view of the logic that gives support to it, i.e., as an action of the actors' singularity implicated in the process of Health production. The analysis points to the fact that the practices devoted to health attention, when in consonance with the prescriptions of the utilitarian logic reflect an authoritarian order, but also produce reduced, fragmented and incapacitated subjects. The humanization in the field of Health is considered as a political possibility of altering that logic and of establishing within the institutions spaces of freedom capable to hold, to aid, to sustain and to give a different meaning to the presence and professionals providing health actions, as well as managers and patients, considering their subjective and singular dimensions.
  • Considerations on qualitative research as a mean to study health humanization actions

    Nogueira-Martins, Maria Cezira Fantini; Bógus, Cláudia Maria

    Abstract in Portuguese:

    A humanização em saúde é uma das políticas prioritárias do setor da saúde, atualmente em implementação em nosso país. As autoras relacionam a humanização com a promoção em saúde. Promover saúde e humanizar a atenção à saúde são trabalhos processuais de longo prazo, dinâmicos e intimamente relacionadas com o contexto em que se desenvolvem. O diagnóstico é importante para proposição de ações e intervenções adequadas, e o monitoramento e a avaliação das intervenções é o que garante a sustentabilidade das ações. Considerando o caráter complexo das ações e atividades envolvidas, o diagnóstico, o monitoramento e a avaliação exigem uma abordagem ampliada que inclua os "comos" e os "porquês" do processo. Para isso, o artigo destaca a utilidade do uso de múltiplos métodos (quantitativos e qualitativos), detendo-se na explicitação da abordagem qualitativa. São apresentadas algumas considerações sobre essa metodologia de pesquisa, incluindo as estratégias de "amostragem", as técnicas mais utilizadas (entrevista, grupo focal e observação) e a análise do material. As autoras pretendem, assim, contribuir com elementos para que gestores e profissionais de saúde possam aprimorar tanto os diagnósticos situacionais (que auxiliam as decisões sobre estratégias a serem adotadas), como também o acompanhamento e avaliação de ações implementadas no sentido de fazer as adequações necessárias.

    Abstract in English:

    Health humanization is one of the major politics of the health sector, currently being implemented in our country. The authors relate humanization with health promotion. Promoting health and humanizing health care are long term and continuous efforts, which are dynamic and closely related with the context in which they are brought in. The diagnosis is critical for the proposition of actions and for adequate interventions, while monitoring and evaluating these interventions can guarantee the actions support. As the actions and activities involved are much complex, diagnosing, monitoring and evaluating must be approached in an amplified way that includes the process's "reasons" and "means". In order to achieve that, the article highlights the utility of multiple methods (quantitative and qualitative), focusing on the qualitative approach. Some considerations concerning this research methodology are presented, including "sampling" strategies, the most used techniques (interview, focal group and observation) and material analysis. In that way, the authors intend to contribute to administrators' and health professionals' improvement in situation diagnoses (which aid decisions on future strategies) as well as in accompanying and evaluating the implemented actions in order to bring about adequate modifications.
  • Culture and the Body; Health and the Body: analysis of a Sao Paulo newspaper section

    Andrade, Cleide Lugarini de; Wiik, Cristiano Braune; Vasconcellos, Maria da Penha Costa

    Abstract in Portuguese:

    O propósito deste artigo é analisar os conceitos de equilíbrio humano e qualidade de vida a partir da leitura do suplemento semanal de um jornal paulista. A partir da análise do periódico foi possível a construção de duas grandes categorias: corpo & saúde e corpo & cultura, além dos significados subjetivos que os indivíduos estabelecem com seus próprios corpos, do ponto de vista material e simbólico. Concluiu-se que, na modernidade, os conceitos de equilíbrio humano e qualidade de vida têm destinação e públicos definidos, e o jornal aparece como "espelhamento" dos desejos individuais, capturando e desenvolvendo-os como desejos coletivos.

    Abstract in English:

    The purpose of this article is to analyze the concepts of human equilibrium and of quality of life having as source a weekly supplement of a newspaper published at the city of Sao Paulo, Brazil. Two large categories - and the subjective meanings that individuals establish with their bodies in material and symbolic points of view- were identified by the research project: body & health and body & culture. Conclusions indicated that actually concepts of human equilibrium and of quality of life have public and destination defined and that the newspaper acts as mirror of individual desires, capturing them and returning them as collective desires.
  • The nursing home as seen by the elderly family caretaker

    Mazza, Márcia Maria Porto Rossetto; Lefèvre, Fernando

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo se propõe a descrever as representações sociais de um grupo de cuidadores familiares de idosos sobre o asilo ou a casa de repouso em que eles vivem. O universo da pesquisa abrangeu 17 cuidadores familiares, circunscritos na área de abrangência do Centro de Saúde Escola Geraldo Paula Souza da Faculdade de Saúde Pública da USP e participantes do "Projeto Capacidade," (Programa de Assistência ao Idoso no Domicílio, fundamentado num Sistema de Vigilância à Incapacidade Funcional e Dependência). A Metodologia de Pesquisa utilizada foi a qualitativa, e a estratégia metodológica para a análise das entrevistas foi a do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). As representações extraídas dos discursos foram: a família cuida melhor, pois ela impede que o idoso fique deprimido; a família lança mão da institucionalização quando não possui um familiar para cuidar do idoso, e quando o idoso está muito dependente, necessitando de cuidados especiais. A institucionalização é entendida como maléfica, pois provocaria a morte do idoso, não sendo aceita nem pelo idoso nem pelo cuidador. Para muitos desses cuidadores a institucionalização é rejeitada, mas para outros configura uma possibilidade caso o cuidado, por alguma razão, não possa ser executado.

    Abstract in English:

    The present paper proposes to describe the social representations of a group of elderly family caretakers about nursing homes. The universe of the research encompassed 17 elderly family caretakers within the catchment area of the Centro de Saúde Escola Geraldo Paula Souza of the School of Public Health -USP participants of the Capacidade Project (Program Elderly Home Care, grounded on a Functional Incapability and Dependence Surveillance System). Qualitative methodology was used and the Collective Subject Discourse was the methodological strategy for interview analysis (CSD). The representations drawn from the discourse were: the family provides better care once it prevents the elderly from being depressed, the family resorts to institutionalization when lacking a member to look after the elderly and when he is especially dependent and in need of special care. The institutionalization is seen as malignant for it would lead to the death of the elderly, not being accepted by either the elderly or the caretaker. For many of the caretakers, institutionalization is rejected but for others, it represents a possibility in case the care cannot be provided for some reason.
  • Brave place, in world of olds: practices and experiences of speech therapists in hospitals

    Svezzia, Silvia Ligia; Trench, Belkis

    Abstract in Portuguese:

    O trabalho tem como objetivo conhecer a prática de fonoaudiólogos que atuam com pacientes idosos internados sob cuidados neurológicos em hospitais da cidade de São Paulo. A pesquisa, de caráter estritamente qualitativo, utilizou como instrumento de coleta de dados a técnica de grupo focal. O grupo foi constituído por nove fonoaudiólogas que trabalham em diferentes instituições da cidade e por duas pesquisadoras que exerceram a função de coordenadoras. Da dinâmica do grupo focal emergiram e foram analisados os seguintes temas: a escolha profissional, a inserção hospitalar, as práticas e vivências hospitalares e a relação com o idoso e com o envelhecimento. Os resultados da pesquisa apontam que a identidade profissional do fonoaudiólogo que trabalha com idosos em hospitais foi construída com referência no modelo biomédico e que o incremento de seu campo de atuação está diretamente relacionado à maneira como a categoria consegue extrapolar esse modelo e reconstruir sua identidade colocando tanto a técnica quanto a emoção a serviço de sua profissão. O hospital, admirável lugar no mundo dos velhos, é o local onde os profissionais se empenham em cumprir funções e mostrar competência para preservar vidas, mas que pouco lhes dá suporte para enfrentar algumas questões cruciais da existência, tais como envelhecimento, doenças, limitação e morte.

    Abstract in English:

    The objective of this research is to know and to understand the procedures of speech therapists that work with elders patients hospitalized in the São Paulo city hospitals under neurological cares. The research, with a strictly qualitative approach, utilized as data collection instrument the focal group technique. The group was formed by nine speech therapists that work in distinct institutions of the city and by two researchers that had the coordination function. The followings subjects came up from the focal group dynamic: the professional choice and the language & hearing sciences, the hospital insertion, the hospital practices and experiences, the connection with the elder and the aging. The results of the research points out that the professional identity of those who work with elders in hospitals was constructed with reference in the bio-medical model and that the actuation field is directly related with the manner that the working class is able to extrapolate this model and re-construct its identity putting the technique as much as the emotion on service of the profession. The hospital, brave place in world of olds, is the place where the professional is engaged in carrying out his functions and shows his competency to preserve lives, but this place gives almost no support to face some of the crucial issues of the existence, such as aging, diseases, limitation and death.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br