• A scoping review of definitions and frameworks of intersectoral action Article

    Dubois, Alejandra; St-Pierre, Louise; Veras, Mirella

    Abstract in Portuguese:

    ResumoAção intersetorial faz parte de todas as atividades de promoção da saúde, porque a maioria dos seus determinantes estão localizados fora desse setor. Apesar do crescente uso desses termos (ação intersetorial, ação intersetorial para a saúde e colaboração intersetorial), muitas vezes utilizados como sinônimos, notamos uma falta de consenso em suas definições e conceituações. O objetivo deste trabalho é descrever o resultado de uma revisão em busca de definições para um conjunto de termos relacionados, bem como para modelos conceituais, incluindo uma discussão da evolução dessas definições e os setores que os utilizam. Finalmente, nós propomos uma definição única para cada termo. Assim, realizamos uma busca sistemática de documentos publicadas entre janeiro de 1960 e março de 2011, em inglês, francês, espanhol e português. Foram encontrados entre 11 e 15 definições por termo principal. Neste contexto, propomos uma definição conceitual integrativa para quatro termos principais, usando uma abordagem de análise de conteúdo. Além disso, na revisão de modelos conceituais, percebemos a falta de um abrangente de processos intersetoriais.

    Abstract in English:

    AbstractIntersectoral action is rooted in all health promotion activities because the determinants of health lie outside of the health sector. Despite the increasing use of these terms (intersectoral action, intersectoral action for health, intersectoral collaboration), often interchangeably, we noted a lack of consensus on their definitions and conceptualizations. The objective of this paper is to report the results of a scoping review of the use of definitions for a set of related terms as well as for conceptual frameworks, including the discussion of the evolution of those definitions and the sectors that use them. Finally, we propose a single definition for each term. We conducted a systematic search for documents published between January, 1960 and March, 2011 in English, French, Spanish and Portuguese. We retrieved 11 to 15 definitions per main term. Using a content analysis approach, an integrative conceptual definition was proposed for four main terms. Furthermore, in reviewing frameworks for potential use, we noted the lack of a comprehensive framework for intersectoral processes.
  • Patient delays and system delays in breast cancer treatment in developed and developing countries Article

    Freitas, Angela Gabrielly Quirino; Weller, Mathias

    Abstract in Portuguese:

    ResumoO atraso no tratamento de câncer de mama foi associado com o aumento do palco da doença e a diminuição da sobrevida do paciente. O objetivo desta revisão integrativa foi a analise dos principais fatores causais e dos tipos de atraso. Sendo estes comparados entre estudos de países em desenvolvimento e desenvolvidos. Dos 53 estudos selecionados, 24 eram de países em desenvolvimento e 29 de países desenvolvidos, respectivamente. A não atribuição dos sintomas ao câncer, o medo e a menor escolaridade foram as causas mais citadas do atraso de paciente ao tratamento. Seguro menos abrangente, idade e testes diagnósticos falsos negativos foram às causas mais comuns identificadas do atraso do sistema. O efeito de vários fatores como o fator idade, dependeu principalmente do contexto social e cultural. Alguns fatores causaram tanto atraso relacionado ao paciente quanto ao sistema. Os estudos dos países em desenvolvimento identificaram mais fatores causais do atraso relacionado ao paciente, focando mais forte neste referido fator ou na combinação com o de sistema. Enquanto estudos de países desenvolvidos enfocaram com maior frequência aspectos do atraso de sistema durante o tratamento e a orientação de pacientes no sistema de saúde.

    Abstract in English:

    AbstractDelays in treating breast cancer have been associated with a more advanced stage of the disease and a decrease in patient survival rates. The scope of this integrative review was to analyze the main causal factors and types of patient and system delays. The underlying causal factors of delays were compared among studies conducted in developing and developed countries. Of the 53 studies selected, 24 were carried out in developing countries and 29 in developed countries, respectively. Non-attribution of symptoms to cancer, fear of the disease and treatment and low educational level were the most frequent causes of patient delay. Less comprehensive health insurance coverage, older/younger age and false negative diagnosis tests were the three most common causal factors of system delay. The effects of factors such as age were not decisive per se and depended mainly on the social and cultural context. Some factors caused both patient delay and system delay. Studies conducted in developing countries identified more causal factors of patient delay and had a stronger focus on patient delay or the combination of both. Studies conducted in developed countries had a stronger focus on aspects of system delay during treatment and guidance of breast cancer patients in the health care system.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br