Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 25 Supplement 2, Published: 2022
  • Food consumption of Brumadinho Health Project participants Original Articles

    Nascimento-Souza, Mary Anne; Freitas, Patrícia Pinheiro de; Lopes, Mariana Souza; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Peixoto, Sérgio Viana; Lopes, Aline Cristine Souza

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Analisar o consumo alimentar de residentes de Brumadinho, Minas Gerais, Brasil, segundo as características sociodemográficas da vizinhança e a área de residência. Métodos: Estudo transversal com dados da linha de base do Projeto Saúde Brumadinho, conduzido com 2.805 indivíduos adultos. Os marcadores de alimentação saudável analisados foram frutas e hortaliças (FH), feijão e peixe; os não saudáveis foram doces e refrigerante/suco artificial, leite com teor integral de gordura e carne vermelha com gordura visível/frango com pele. Prevalências e intervalos de confiança de 95% foram calculados para a amostra total, segundo características sociodemográficas; presença de estabelecimentos comerciais de FH na vizinhança e área de residência, segundo rompimento da barragem. Resultados: Entre os marcadores de alimentação saudável, o mais prevalente foi o feijão (81,6%) e, entre os não saudáveis, leite com teor integral de gordura (68,8%) e carne vermelha com gordura visível/frango com pele (61,1%). Mulheres apresentaram maior consumo de FH, e homens, de feijão e peixe, sendo maiores as prevalências desses marcadores entre os indivíduos com maior escolaridade e renda. Os marcadores de alimentação não saudável foram mais prevalentes entre os homens, os mais jovens, indivíduos com menor escolaridade e renda e residentes em área diretamente atingida pelo rompimento da barragem ou região de mineração. Conclusão: Menos da metade dos participantes apresentou consumo regular ou recomendado de marcadores de alimentação saudável, exceto o feijão. Características individuais e área de residência foram associadas ao consumo alimentar dos indivíduos, devendo ser consideradas nas ações de promoção da alimentação adequada e saudável.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To analyze the food consumption patterns of residents of Brumadinho, Minas Gerais, Brazil, according to sociodemographic characteristics, neighborhood and area of residence. Methods: Cross-sectional study with baseline data from the Brumadinho Health Project, conducted with 2,805 adult individuals. The healthy food consumption markers analyzed were: fruits and vegetables (FV), beans and fish; the unhealthy markers were: sweets and soda/artificial juices, whole-fat milk and red meat with visible fat or chicken with skin. Prevalence values and 95% confidence intervals were calculated for the total sample and according to sociodemographic characteristics, presence of commercial establishments with varieties of FV in the neighborhood and area of residence affected by the dam failure. Results: Among the healthy food consumption markers, the most common was beans (81.6%), and among the unhealthy ones, whole-fat milk (68.8%) and red meat with visible fat/chicken with skin (61.1%). Women were more prone to higher consumption of FV, while men, of beans and fish; the prevalence of these markers was higher among individuals with higher education degrees and higher incomes. Unhealthy eating markers were more prevalent among men, younger people, individuals with lower educational level and lower incomes, and residents in an area directly affected by the dam failure or in a mining region. Conclusion: Less than half of the participants were considered to follow regular or recommended consumption of healthy eating markers, except for beans. Individual characteristics and area of residence were associated with individuals’ food consumption patterns and should be taken into account in actions to promote adequate and healthy eating.
  • Chronic respiratory diseases and respiratory symptoms after a mining dam rupture: Brumadinho Health Project Original Articles

    Campos, Flávia Cristina; Nascimento-Souza, Mary Anne; Monteiro, Cristiane Campos; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Souza Júnior, Paulo Roberto Borges de; Peixoto, Sérgio Viana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Identificar fatores associados a asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e sintomas respiratórios em Brumadinho (MG), após rompimento de barragem. Métodos: Estudo transversal com amostra representativa de adultos. Verificaram-se associações entre variáveis dependentes (diagnóstico médico de asma e DPOC e os sintomas chiado no peito, tosse seca e irritação nasal) e variáveis exploratórias (sexo, faixa etária, tabagismo, ter trabalhado na Vale S.A. antes do rompimento da barragem, tempo e área de residência em relação ao rompimento da barragem). Modelos de regressão logística com cálculo da odds ratio e intervalo de confiança de 95% foram empregados. Resultados: Identificou-se prevalência de asma de 7,2%, de DPOC de 3,5%, de chiado no peito de 8,8%, de tosse seca de 23,6% e de irritação nasal de 31,8%. Maior chance de asma foi observada no sexo feminino e nos residentes em área diretamente atingida pela lama e área de mineração, enquanto maior chance de DPOC foi vista nos fumantes e naqueles com maior tempo de residência no município. Entre os sintomas, maior chance de irritação nasal foi observada no sexo feminino, e de chiado no peito e tosse seca em fumantes (atuais e no passado). Residentes em área atingida pela lama relataram maior chance de apresentarem todos os sintomas analisados. Já a escolaridade apresentou associação negativa com chiado no peito e tosse seca. Conclusão: O estudo mostrou alterações respiratórias e identificou os grupos com maior vulnerabilidade para desenvolvê-las, podendo contribuir com o direcionamento de ações para a redução de problemas respiratórios da população.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To identify factors associated with asthma and chronic obstructive pulmonary disease (COPD) and respiratory symptoms, in Brumadinho, state of Minas Gerais, Brazil, after a dam rupture. Methods: This is a cross-sectional study, including a representative sample of adults (aged 18 years and over) in the municipality. Associations were assessed between dependent variables (medical diagnosis of asthma and COPD; symptoms of wheezing, dry cough, and nose irritation) and exploratory variables (sex, age group, smoking habit, having worked at Vale S.A. company before the dam rupture, time and area of residence in relation to the dam rupture). Logistic regression models with odds ratio (OR) calculation and 95% confidence interval were used. Results: We identified a prevalence of 7.2% of asthma; 3.5% of COPD; 8.8% of wheezing; 23.6% of dry cough; and 31.8% of nose irritation. We observed a greater chance of asthma among women and residents in the affected and mining regions, while a greater chance of COPD was observed in smokers and in those with longer time of residence in the municipality. Among the symptoms, we verified a higher chance of nose irritation among women, while a higher chance of wheezing and dry cough were found among smokers (current and former). Residents of regions affected by the mud reported a greater chance of presenting all the analyzed symptoms. Conversely, level of education was negatively associated with wheezing and dry cough. Conclusion: We found respiratory changes and identified the groups most vulnerable to developing them, which could contribute to directing actions to reduce the population’s respiratory problems.
  • Prevalence of metal levels above the reference values in a municipality affected by the collapse of a mining tailings dam: Brumadinho Health Project Original Articles

    Mota, Paula Junqueira; Alonzo, Herling Gregorio Aguilar; André, Leiliane Coelho; Câmara, Volney de Magalhães; Campolina, Délio; Santos, Aline de Souza Espíndola; Fróes-Asmus, Carmen Ildes Rodrigues; Peixoto, Sérgio Viana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Descrever a prevalência dos níveis dos metais arsênio, cádmio, mercúrio, chumbo e manganês acima dos valores de referência (VR) na população de Brumadinho, após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração, e verificar os fatores associados a esses níveis. Métodos: Estudo da linha de base de uma coorte prospectiva, em amostra representativa de 3.080 residentes (12 anos ou mais de idade) de Brumadinho, Minas Gerais. As variáveis exploratórias (idade, sexo, cor de pele, renda domiciliar, tabagismo e local de residência) foram coletadas por questionário, e os níveis de As, Cd e Hg na urina e de Pb e Mn no sangue foram avaliados pela técnica de espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado. Fez-se a distribuição das prevalências de níveis acima da referência para os metais, segundo as variáveis exploratórias. Análises de regressão logística múltipla foram utilizadas para averiguar associação entre os níveis alterados de metais e as características avaliadas. Resultados: Encontraram-se concentrações acima do VR em 38,08% da população para Mn, 33,37% para As, 5,04% para Pb, 0,76% para Hg e 0,17% para Cd. Houve associação significativa entre a faixa etária e os níveis de Mn e Pb; e entre o local de residência e o nível de As. Conclusão: Os resultados demonstram elevada prevalência de níveis acima da referência para Mn, As e Pb, com pequenas diferenças em relação às demais variáveis, sugerindo se tratar de uma exposição distribuída em todo o município.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: To describe the prevalence of levels of arsenic, cadmium, mercury, lead and manganese above the reference values (RV) in the population of Brumadinho, after the rupture of the mining tailings dam and to verify the factors associated with these levels. Methods: Baseline study of a prospective cohort, in a representative sample of 3,080 residents (aged 12 and over) in Brumadinho, Minas Gerais. Exploratory variables (age, sex, skin color, household income, smoking and place of residence) were collected using a questionnaire and the levels of As, Cd and Hg in urine and Pb and Mn in blood were evaluated using the technique of inductively coupled plasma mass spectrometry. The distribution of prevalence of levels above the reference for metals was made, according to the exploratory variables. Multiple logistic regression analyzes were used to investigate the association between altered levels of metals and characteristics evaluated. Results: Concentrations above RV were found in 38.08% of the population for Mn, 33.37% for As, 5.04% for Pb, 0.76% for Hg and 0.17% for Cd. There was a significant association between age group and levels of Mn and Pb; and between place of residence and As level. Conclusion: The results show a high prevalence of levels above the reference for Mn, As and Pb, with small differences in relation to the other variables, suggesting that it is an exposure distributed throughout the municipality.
  • Use of psychotropic drugs by population in an area affected by the tailings dam rupture: Brumadinho Health Project Original Articles

    Loyola Filho, Antônio Ignácio de; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Peixoto, Sérgio Viana; Souza Junior, Paulo Roberto Borges de; Nascimento, Mariana Martins Gonzaga do

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Descrever o consumo de psicofármacos pela população adulta residente em Brumadinho, Minas Gerais, após o rompimento da barragem da Vale, ocorrido em 2019. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, inserido no Projeto Saúde Brumadinho, desenvolvido em 2021, junto a uma amostra representativa da população adulta (18 anos ou mais) residente no município de mesmo nome. Foram incluídos na análise 2.805 indivíduos com informações sobre o uso autorreferido de psicofármacos (antidepressivos e ansiolíticos-hipnóticos/sedativos) nos últimos 15 dias. A prevalência do uso de psicofármacos foi estimada e os psicofármacos mais utilizados foram identificados. O teste do qui-quadrado de Pearson (com correção de Rao-Scott) foi utilizado para testar as associações entre exposições e o uso de psicofármacos, considerando-se o nível de significância de p<0,05. Resultados: O uso de antidepressivos (14,2%) foi mais comum do que o uso de ansiolíticos ou hipnóticos/sedativos (5,2%), sendo a sertralina e a fluoxetina os antidepressivos mais utilizados. O uso de ansiolíticos e hipnóticos/sedativos foi maior entre os moradores que residiam em área diretamente atingida pela lama da barragem, e o uso de algum psicofármaco foi maior entre aqueles que perderam algum parente/amigo no desastre e que avaliaram que sua saúde piorou após o desastre bem como entre mulheres. Conclusão: Os resultados do estudo corroboram o observado em outras populações expostas a tragédias semelhantes no que concerne às associações identificadas e ao padrão de utilização desses psicofármacos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To describe the consumption of psychotropic drugs in the adult population residing in Brumadinho, Minas Gerais, after the Vale dam collapse, which occurred in 2019. Methods: This is a cross-sectional study, part of the Brumadinho Health Project, developed in 2021, with a representative population-based sample of adults (18 years and over) residing in Brumadinho. A total of 2,805 adults with information on self-reported use of psychotropic drugs (antidepressants and anxiolytics-hypnotics/sedatives) in the last 15 days were included in the analysis. The prevalence of psychotropic drug use was estimated, and the most used psychotropic drugs were identified. Pearson’s chi-square test (with Rao-Scott correction) was used to test associations between exposures and use of psychotropic drugs, considering a significance level of p<0.05. Results: The use of antidepressants (14.2%) was more common than the use of anxiolytics or hypnotics/sedatives (5.2%), with sertraline and fluoxetine being the most used antidepressants. The use of anxiolytics and hypnotics/sedatives was higher among residents who lived in the area directly affected by the dam’s mud, and the use of any psychotropic drug was higher among those who lost a relative/friend in the disaster and assessed that their health worsened after the disaster, and among women. Conclusion: The results of the study corroborate what was observed in other populations exposed to similar tragedies, regarding the pattern of associations and the of use of psychotropic drugs.
  • Brumadinho Health Project: food and nutrition insecurity versus socioeconomic statuses and dimensions of the food system after the dam rupture Original Articles

    Lopes, Mariana Souza; Freitas, Patrícia Pinheiro de; Nascimento-Souza, Mary Anne; Peixoto, Sérgio Viana; Lopes, Aline Cristine Souza

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Descrever a situação de insegurança alimentar das famílias segundo as características socioeconômicas e dimensões do sistema alimentar em Brumadinho, Minas Gerais, Brasil, após desastre. Métodos: Estudo descritivo com foco no domicílio realizado pela linha de base do Projeto Saúde Brumadinho. A insegurança alimentar, desfecho principal, foi avaliada pela Escala Brasileira de Insegurança Alimentar curta. Outras variáveis investigadas foram: socioeconômicas; estrato geográfico do domicílio; ativos (bens); renda; despesas familiares; cultivo de alimentos e criação de animais para consumo. Foram realizadas análises descritivas comparando a insegurança alimentar do domicílio segundo as demais variáveis pelo teste χ2 para comparação das proporções. Resultados: Dos domicílios investigados (n=1.441), 35,1% estavam em situação de insegurança alimentar. As famílias em insegurança alimentar apresentavam: menores prevalências de domicílios de alvenaria com revestimento (91,4%; IC95% 87,7%−94,1% vs. 96,7%; IC95% 94,9%−97,8%); maior proporção de fossa rudimentar (16,9%; IC95% 13,3%−21,2% vs. 9,4%; IC95% 7,4−11,9); menor prevalência de domicílios próprios e quitados (63,9%; IC95% 56,8−70,5 vs. 77,3%; IC95% 72,3−81,7); e redução da renda após o rompimento da barragem (33,0%; IC95% 27,1−39,6 vs. 14,1%; IC95% 11,2−17,6), quando comparadas àquelas em segurança alimentar. Conclusão: A prevalência de insegurança alimentar foi elevada, com relato de redução da renda das famílias após o rompimento da barragem. Ademais, boa parte dos domicílios apresentava pior qualidade estrutural e escoamento de esgoto. Esses resultados evidenciam a vulnerabilidade das famílias e possível violação do direito humano à alimentação adequada, denotando a urgência de ações reparadoras contínuas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: To describe the situation of food insecurity of families according to the socioeconomic characteristics and dimensions of the food system in Brumadinho, state of Minas Gerais, Brazil, after the dam rupture in Córrego do Feijão mine. Methods: This is a descriptive study focused on households carried out from the baseline of the Brumadinho Health Project. Food insecurity, the main outcome, was assessed by the short version of the Brazilian Food Insecurity Scale. Other investigated variables were: socioeconomic data; geographic stratum of the households; family's assets; income; expenses; cultivation of food and animal husbandry for consumption. Descriptive analyses were performed comparing the food insecurity of the household according to the other variables by the χ2 test to compare the proportions. Results: Of the investigated households (n=1,441), 35.1% were facing food insecurity. facing food insecurity had: lower prevalence of masonry households with coating (91.4%; 95%CI 87.7%−94.1% vs. 96.7%; 95%CI 94.9%−97.8%); highest proportion of rudimentary cesspit (16.9%; 95%CI 13.3%−21.2% vs. 9.4%; 95%CI 7.4−11.9); lower prevalence of own and paid-off homes (63.9%; 95%CI 56.8−70.5 vs. 77.3%; 95%CI 72.3−81.7); and income reduction after the dam rupture (33.0%; 95%CI 27.1−39.6 vs. 14.1%; 95%CI 11.2−17.6), when compared with those in a food security situation. Conclusion: The prevalence of food insecurity was high, with report of a reduction in household income after the dam rupture. Moreover, most of the households had worse structural quality and sewage outfall. These results evidence the vulnerability of families and possible violation of the human right to adequate food, denoting the urgency of continuous reparative actions.
  • Factors associated with paid work after the dam failure: Brumadinho Health Project Original Articles

    Castro, Camila Menezes Sabino de; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Souza Júnior, Paulo Roberto Borges de; Peixoto, Sérgio Viana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Analisar os fatores associados ao trabalho remunerado, após o rompimento da barragem, com ênfase no estrato geográfico, entre homens e mulheres residentes em Brumadinho, Minas Gerais. Métodos: Foram utilizados dados dos participantes da linha de base do Projeto Saúde Brumadinho, com 18 anos ou mais de idade, obtidos por aplicação de questionário, entre julho e novembro de 2021 (n=2.783). A variável dependente foi trabalho remunerado após o rompimento da barragem, e as variáveis explicativas foram estrato geográfico, idade, escolaridade, raça/cor, autopercepção de saúde e vínculo de trabalho antes do rompimento da barragem. A análise ajustada foi estimada pela regressão logística. Todas as análises foram realizadas separadamente para homens e mulheres. Resultados: O trabalho remunerado após o rompimento da barragem foi relatado por 58,3% (IC95% 55,0–61,6) dos participantes, sendo a maior prevalência entre os homens (71,4%; IC95% 67,1–75,3) em comparação às mulheres (48,6%; IC95% 44,3–52,8) (p<0,001). Após ajustes, os resultados mostraram que a população diretamente exposta apresentou menor chance de ter trabalho remunerado após o rompimento da barragem, tanto para as mulheres (OR=0,68; IC95% 0,48–0,95) quanto para os homens (OR=0,48; IC95% 0,30–0,78). Além disso, mulheres diretamente expostas ao rompimento da barragem e que relataram trabalho autônomo antes do rompimento apresentaram menor probabilidade de ter trabalho remunerado, em comparação àquelas que informaram trabalhar com ou sem carteira assinada. Conclusão: A participação no mercado de trabalho é determinada por vários fatores. Dessa forma, políticas intersetoriais são necessárias para atender às demandas de vida e trabalho da população em situações de desastre.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To analyze the factors associated with paid work, after the dam failure, based on geographic strata, among men and women residing in Brumadinho, Minas Gerais. Methods: Baseline data from participants of the Brumadinho Health Project, aged 18 years or older, obtained through a questionnaire, between July and November 2021 (n=2,783) were used. The dependent variable was paid work after the dam failure and the explanatory variables were geographic stratum, age, education, race/skin color, self-perception of health and employment relationship before the event. The adjusted analysis was estimated by logistic regression. All analyses were performed separately for men and women. Results: Paid work after the dam failure was reported by 58.3% (95%CI 55.0–61.6) of the participants, with the highest prevalence among men (71.4%; 95%CI 67.1–75.3) compared to women (48.6%; 95%CI 44.3–52.8) (p<0.001). After adjustments, the results showed that the population who was directly exposed to the disaster was less likely to have a paid work after it, both for women (OR=0.68; 95%CI 0.48–0.95) and for men (OR=0.48; 95%CI 0.30–0.78). In addition, women directly exposed to the disaster and who reported being self-employed before it were less likely to have a paid work, compared to women who reported being employed with or without a formal contract. Conclusion: Participation in the labor market is determined by several factors. Thus, intersectoral policies are necessary the population’s demands of life and work are met in disaster situations.
  • Mining dams disasters as systemic risks Original Articles

    Freitas, Carlos Machado de; Silva, Mariano Andrade da; Menezes, Fernanda Carvalho de; Luz, Zélia Maria Profeta da

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Entre 2015 e 2019, o Brasil registrou os dois mais graves desastres envolvendo barragens de mineração do século XXI. O objetivo deste artigo é oferecer a compreensão desses desastres como riscos sistêmicos, que envolvem desde processos globais e nacionais relacionados aos determinantes sociais que se concretizam em um complexo sistema de barragens distribuídas pelo País com seus riscos intrínsecos. Quando ocorrem, resultam em um conjunto de impactos com potencial de danos e efeitos imediatos combinados com impactos secundários e terciários que podem desencadear reações em cadeia, promovendo fatores de riscos de ocorrência heterogênea e complexa. Abordar esses eventos com base no conceito de risco sistêmico permite uma compreensão mais ampla tanto da singularidade de cada um desses desastres e seus múltiplos processos de exposição, riscos e doenças, como também das características estruturais com que os processos e dinâmicas sociais, políticas e econômicas reproduzem, em múltiplos territórios, um padrão comum de desastres e seus efeitos. Concluímos que a promoção da saúde da população e de territórios sustentáveis deve orientar a organização dos processos produtivos e não o contrário, com a externalização dos custos humanos, ambientais e sociais da mineração e seus desastres.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Between 2015 and 2019, Brazil recorded the two most serious disasters involving mining dams of the 21st century. The purpose of this article is to offer an understanding of these disasters as systemic risks. They involve from global and national processes related to social determinants that materialize in a complex system of dams distributed throughout the country with their intrinsic risks. When they occur, result in a set of impacts with potential damage and immediate effects combined with secondary and tertiary impacts that can trigger chain reactions, which promote risk factors of heterogeneous and complex occurrence. Approaching these events from the point of view of systemic risk allows for a broader understanding of both the singularity of each of these disasters and their multiple exposure, risk and disease processes, as well as the structural characteristics in which social, political processes and dynamics and economic factors reproduce in multiple territories a common pattern of disasters and their effects. We conclude that the promotion of population health and sustainable territories should guide the organization of production processes and not the opposite, with the externalization of human, environmental and social costs of mining and its disasters.
  • Brumadinho Health Project: methodological aspects and epidemiological profile of participants in the cohort baseline Original Articles

    Peixoto, Sérgio Viana; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Fróes-Asmus, Carmen Ildes Rodrigues; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Freitas, Carlos Machado de; Lima-Costa, Maria Fernanda; Souza Júnior, Paulo Roberto Borges de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Apresentar os aspectos metodológicos do Projeto Saúde Brumadinho e descrever o perfil epidemiológico dos participantes da linha de base da coorte. Métodos: Coorte prospectiva, de base populacional, em amostra representativa dos residentes (12 anos ou mais de idade) de Brumadinho, Minas Gerais, após rompimento de barragem de rejeitos de mineração. As informações para a linha de base foram coletadas em 2021, dois anos após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração, incluindo aspectos sociodemográficos, de saúde, uso de serviços, entre outros. Foram descritas prevalências de desfechos em saúde em Brumadinho, bem como na região metropolitana de Belo Horizonte e em Minas Gerais, utilizando os dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2019. Todas as análises foram realizadas no Stata 17.0, considerando-se os pesos amostrais e o efeito de delineamento. Resultados: Participaram 3.080 (86,4%) moradores, sendo a maioria do sexo feminino (56,7%) e com média de idade de 46,1 anos. As doenças referidas mais frequentes foram hipertensão arterial (30,1%), colesterol alto (23,1%) e depressão (22,5%). Pelo menos uma consulta médica e uma hospitalização no último ano ocorreram em 75,2% e 9,4% dos entrevistados, respectivamente. Conclusão: É importante o monitoramento das condições de saúde, físicas e mentais, após ocorrência de um desastre dessa magnitude. Esse conhecimento poderá contribuir para a gestão de risco desses processos não só no município atingido, mas em outras áreas nas quais as populações estão sob risco de grandes desastres.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To present the methodological aspects of the Brumadinho Health Project and to describe the epidemiological profile of participants in the baseline cohort. Methods: Prospective, population-based cohort study in a representative sample of residents (aged 12 and over) of Brumadinho, Minas Gerais, after a mining tailings dam failure. Information for the baseline was collected in 2021, two years after the mining tailings dam collapsed, including sociodemographic, health and service use aspects, among others. Prevalence estimates of health outcomes were described in Brumadinho, as well as in the Metropolitan Region of Belo Horizonte and Minas Gerais, using data from the 2019 National Health Survey. All analyses were performed in the software Stata 17.0, considering the sampling weights and design effect. Results: 3,080 (86.4%) residents participated in the study, most of them being females (56.7%) and with a mean age of 46.1 years. The diseases more frequently reported were arterial hypertension (30.1%), high cholesterol (23.1%) and depression (22.5%), similarly to what was observed in the Metropolitan Region of Belo Horizonte and Minas Gerais, although the prevalence in Brumadinho was higher. At least one medical appointment and one hospitalization occurred in 75.2% and 9.4% of residents in the past year, respectively. Conclusion: It is important to monitor health, physical and mental conditions of residents after the occurrence of a disaster of this magnitude. This information can contribute with risk management of these processes, not only in the affected municipality, but also in other areas where populations are at risk of major disasters.
  • Laboratory profile after mining dam breach: Brumadinho Health Project results Original Articles

    Maluf, Chams Bicalho; Brito, Fabiano de Almeida; Simões, Taynãna César; Peixoto, Sérgio Viana; Vidigal, Pedro Guatimosim

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Avaliar alterações em parâmetros laboratoriais na população do Projeto Saúde Brumadinho, segundo exposição ao rompimento da barragem. Métodos: Estudo transversal realizado em amostra representativa de residentes (≥12 anos) em Brumadinho, Minas Gerais, incluindo: não expostos (grupo referência); diretamente atingidos pela lama de rejeitos; e residentes em área de mineração. Foram estimadas as prevalências de resultados alterados de hemograma, colesterol total, colesterol lipoproteína de alta densidade (HDL), colesterol lipoproteína de baixa densidade (LDL), triglicérides, aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase, creatinina, ureia, estimativa da taxa de filtração glomerular (TFGe) e proteína C-reativa ultrassensível (PCRus). As razões de prevalência (RP) e os intervalos de confiança de 95% (IC95%) de ter o exame alterado foram estimados por meio de modelos lineares generalizados com distribuição de probabilidade Poisson. Estimaram-se modelos brutos e ajustados por faixa etária, sexo, diabetes, índice de massa corporal, tabagismo, hipertensão. Resultados: Após ajustes, não se observou diferença nas RP entre as populações estudadas para a maioria dos testes, com exceção da população residente em área com atividade de mineração e não diretamente atingida pela lama, com menor chance de ter colesterol total alterado (RP=0,84; IC95% 0,74–0,95) e maior chance de ter colesterol HDL (RP=1,26; IC95% 1,07–1,50) e PCRus (RP=1,19; IC95% 1,04–1,37) alterado e TFGe<60 mL/min/1,73 m2 (RP=1,51; IC95% 1,05–2,19). Conclusão: Não foram encontradas diferenças significativas na prevalência de alterações bioquímicas e hematológicas entre a população diretamente exposta aos rejeitos e a população não exposta. Apenas o grupo residente em área de mineração apresentou maior prevalência de alterações relacionadas com dislipidemia, disfunção renal e inflamação.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: To evaluate changes in selected laboratory tests in the population included in the Brumadinho Health Project, according to the exposure to the dam failure. Methods: Cross-sectional study carried out on representative sample of residents (≥12 years) in Brumadinho, Minas Gerais, including: 1) non-exposed; 2) directly affected by tailings sludge; 3) residents in mining area. The prevalence of abnormal results of blood count, total, HDL and LDL cholesterol, triglycerides, aspartate aminotransferase, alanine aminotransferase, creatinine, urea, estimate of glomerular filtration rate (eGFR) and high-sensitivity C-reactive protein (hs-CRP) were estimated. The Prevalence Ratios (PR) and 95% Confidence Intervals (95%CI) of having an abnormal laboratory finding were estimated using Generalized Linear Models with Poisson probability distribution. Crude and adjusted models were estimated for age range, gender, diabetes, body mass index, smoking, hypertension. Results: After adjusting, there was no difference in PR between the three populations for most tests, with the exception of the population residing in an area with mining activity and not directly affected by the mud, with a lower chance of having altered total cholesterol (PR: 0.84; 95%CI 0.74–0.95) and a higher chance of having altered HDL cholesterol (PR: 1.26; 95%CI 1.07–1.50), hs-CRP (PR: 1.19; 95%CI 1.04–1.37), and eGFR <60mL/min/1,73 m2 (PR: 1.51; 95%CI 1.05–2.19). Conclusion: No significant differences were found in the prevalence of biochemical and hematological alterations between the populations directly exposed and not exposed to tailings. Only the group residing in the mining area had a higher prevalence of alterations related dyslipidemia, renal disease, and inflammation.
  • Protocol of the Longitudinal Study on Child Health in Brumadinho (MG): “Bruminha Project” Original Articles

    Asmus, Carmen Ildes Rodrigues Fróes; Santos, Aline de Souza Espindola; Saraiva, Renan Duarte dos Santos; Oliveira, Ana Paula Natividade de; Silva, Ivisson Carneiro Medeiros da; Mazoto, Maíra Lopes; Costa, Michele Alves; Câmara, Volney de Magalhães

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Apresentar o protocolo da pesquisa e descrever os resultados preliminares da linha de base da população de estudo do Projeto Bruminha. Métodos: Este projeto é parte do conjunto de ações propostas no âmbito do Programa de Ações Saúde Brumadinho. Trata-se de um estudo de coorte prospectiva, com seguimento periódico por quatro anos, cuja população elegível foi constituída de todas as crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em quatro localidades situadas na zona rural do município afetado, com coleta de dados sociodemográficos e de saúde e de amostras urinárias para avaliação da exposição a metais. Resultados: No primeiro ano de estudo foi avaliada 62% (217) da população elegível e se coletaram 172 (79%) amostras de urina válidas. Em todas as amostras analisadas foi detectado pelo menos um metal, e em 50,6% (n=87) concentrações urinárias acima do valor de referência. Em 38% (n=82) das crianças a avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor foi considerada de risco. O relato de alergia respiratória foi quatro vezes (4,27) mais frequente e de bronquite 61% maior (1,62) nas crianças residentes nas localidades expostas à poeira de resíduos de minério, proporcionalmente àquelas residentes a mais de 10 km do local do desastre. Conclusão: O protocolo do estudo mostrou-se adequado para avaliação dos desfechos propostos. A estratégia de captação da população de estudo necessitou de reajustes quanto ao processo de sensibilização da comunidade a longo prazo com entrada de novos participantes nos próximos seguimentos (2022 e 2023).

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To present the research protocol and to describe the preliminary results of the Bruminha Project. Methods: This project is part of the set of health actions proposed under the Brumadinho Health Project. It is a prospective cohort study with periodic follow-ups for four years. The eligible population was all children aged 0 to 6 years living in four rural communities of the affected municipality. Sociodemographic and health data were collected, as well as urinary samples, for assessment of exposure to metals. Results: In the first year of study, we evaluated 62% (217) of the eligible population and collected 172 (79%) valid urine samples. At least one metal was detected in all samples, and in 50.6% (n=87) or them, the metal concentration was higher than the reference value. In 38% (n=82) of the children, neuropsychomotor development was considered at risk. Report of respiratory allergy was four times (4.27) more frequent and of bronchitis 62% higher (1.62) in children living in locations exposed to dust from ore residues, compared to those living more than 10 km away from the site of the dam disaster. Conclusion: The study protocol was proven adequate to evaluate the proposed outcomes. The strategy used for population selection required adjustments regarding the long-term community awareness process, with new participants in the upcoming follow-ups (2022 and 2023).
  • Prevalence of psychiatric symptoms and associated factors in the adult population from the area affected by the tailings dam rupture – Brumadinho Health Project Original Articles

    Garcia, Frederico Duarte; Neves, Maila de Castro Lourenço das; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Peixoto, Sérgio Viana; Castro-Costa, Erico

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO: Objetivo: Examinar a prevalência dos sintomas psiquiátricos e seus fatores associados na população adulta de Brumadinho (MG), após o rompimento da barragem. Métodos: Foram incluídos 2.740 participantes com informações coletadas em 2021 sobre os sintomas de estresse pós-traumático (TEPT), depressão, ansiedade, ideias de morte/automutilação e pior qualidade do sono. Estimaram-se as prevalências de todas as condições. Para a comparação das prevalências dos sintomas psiquiátricos e as características sociodemográficas e local de moradia, empregou-se o teste χ2 de Pearson, com correção de Rao-Scott. Regressões logísticas brutas e ajustadas estimaram os odds ratios e intervalos de confiança de 95%, permitindo a avaliação da associação entre os sintomas psiquiátricos e as características dos participantes. Resultados: Os sintomas depressivos foram a condição mais prevalente (29,3%), seguidos pelos sintomas de TEPT (22,9%) e sintomas ansiosos (18,9%). Com relação à investigação da associação entre as características dos participantes na análise ajustada, observou-se que o sexo feminino e os moradores da área de mineração apresentaram relação positiva com os sintomas de TEPT, depressivos, ansiosos, ideia de morte e pior qualidade de sono. Também se encontraram associação positiva entre a escolaridade de nível médio e os sintomas de TEPT e associação negativa entre aqueles com ≥60 anos e os sintomas de TEPT, depressivos e ansiosos. Conclusão: Altas prevalências foram encontradas para todos os sintomas psiquiátricos após a ruptura da barragem em Brumadinho. Sexo feminino, local de moradia na área de mineração, ≥60 anos e escolaridade foram associados aos sintomas psiquiátricos investigados.

    Abstract in English:

    ABSTRACT: Objective: To examine the prevalence of psychiatric symptoms and associated factors in the adult population of Brumadinho (MG), after the dam collapse. Methods: We included 2,740 participants with information about symptoms of post-traumatic stress disorder (PTSD), depression, anxiety, thoughts of death/self-harm, and poor sleep quality collected in 2021. Prevalence values of all conditions were estimated to compare the prevalence of psychiatric symptoms with the participants’ sociodemographic characteristics and place of residence. Pearson’s c2 test was used, with Rao Scott’s correction. Crude and adjusted logistic regressions estimated odds ratios and 95% confidence intervals to assess the association between psychiatric symptoms and participants’ characteristics. Results: The most common condition was depressive symptoms (29.3%), followed by post-traumatic stress symptoms (22.9%) and anxious symptoms (18.9%). Regarding the association between participants’ characteristics in the adjusted analysis, being a female and living in a mining area was positively associated with symptoms of PTSD, depression, anxiety, thoughts of death/self-harm, and poor sleep quality. A positive association was also found between high school education and post-traumatic stress symptoms. In contrast a negative association was found between being aged ≥60 years and symptoms of PTSD, depression, and anxiety. Conclusion: High prevalence values were found for all psychiatric symptoms after the dam failure in Brumadinho. Being a female, living in the mining area, being ≥60 years old, and having an educational level were all associated with the psychiatric symptoms investigated.
  • Living and health conditions after a mining dam rupture: Brumadinho Health Project and Bruminha Project Editorial

    Peixoto, Sérgio Viana; Fróes-Asmus, Carmen Ildes Rodrigues
  • Healthcare access, utilization, and quality after a disaster: results from the Brumadinho Health Project Original Articles

    Macinko, James; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Nascimento-Souza, Mary Anne; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Peixoto, Sérgio Viana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Em janeiro de 2019, uma barragem da mina Córrego do Feijão sofreu um rompimento catastrófico que matou 270 pessoas e causou danos extensos. Não se sabe como a exposição a tal desastre pode afetar a utilização dos serviços de saúde. Métodos: Avaliamos os dados do Projeto Saúde Brumadinho, estudo de coorte que incluiu pessoas expostas ao rompimento da barragem e dois grupos de comparação: pessoas não expostas à mineração ou ao desastre e pessoas de uma comunidade mineira, mas não expostas ao desastre. Os desfechos avaliados foram consulta médica ou hospitalização no último ano, fonte habitual de cuidados, pressão arterial e glicemia verificadas e haver recebido vacinas recomendadas, entre adultos de 18 anos ou mais. A regressão de Poisson robusta ponderada foi usada para avaliar as diferenças entre os expostos e os dois grupos de comparação, controlando por fatores de confusão. Resultados: indivíduos expostos tiveram uma razão de prevalência (RP) 15% maior de relatar uma consulta médica do que os não expostos. Para hospitalização e medidas de pressão arterial e glicemia, não houve diferença significativa entre os grupos. O grupo exposto teve RP 24% maior, e a comunidade mineira RP 143% maior de haver recebido imunizações preventivas em relação ao grupo não exposto. Conclusão: Houve diferenças na utilização dos serviços de saúde entre os indivíduos expostos ao rompimento da barragem. O monitoramento contínuo da situação é necessário, pois as consequências de um evento tão traumático podem levar um tempo considerável para se manifestar.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: In January 2019 a dam at the Córrego do Feijão mine suffered a catastrophic failure that killed 270 people and caused extensive damage. It is unknown how exposure to such a disaster might affect healthcare utilization. Methods: We assessed survey data from the Brumadinho Health Project, a cohort study that includes people who were exposed to the dam failure and two comparison groups: people unexposed to mining or the disaster and people from a mining community, but not exposed to the disaster. Main outcomes include any doctor visit or hospitalization in the past year, having a usual source of healthcare, having blood pressure and blood sugar checked, and being up to date with vaccinations, for adults 18 years and over. We used survey-weighted robust Poisson regression to assess differences between those exposed and the two comparison groups while controlling for confounders. Results: In multivariable models, the exposed group had a 15% higher chance of having a doctor visit than the unexposed group. For hospitalization and reports of blood pressure and blood sugar assessments, there was no significant difference among any of the groups. The exposed group had a 24% higher chance and the unexposed mining community had a 143% higher chance of being up to date with immunizations, as compared to the unexposed group. Conclusion: There were some differences in healthcare utilization among individuals exposed to the dam failure. Continued monitoring of the situation is warranted, as the full consequences of such a traumatic event may take considerable time to unfold.
  • Sociodemographic and residential factors associated with multimorbity: results of Brumadinho Health Project Original Articles

    Nascimento-Souza, Mary Anne; Firmo, Josélia Oliveira Araújo; Souza Júnior, Paulo Roberto Borges de; Peixoto, Sérgio Viana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Avaliar a prevalência de multimorbidade e os fatores sociodemográficos e de área de residência associados a essa condição entre adultos residentes em Brumadinho, Minas Gerais. Métodos: Estudo transversal realizado a partir dos dados da linha de base do Projeto Saúde Brumadinho, que foi conduzida no ano de 2021 e incluiu 2.777 indivíduos com 18 anos ou mais. A variável desfecho foi a multimorbidade, definida pela existência de duas ou mais entre 20 doenças crônicas. As variáveis exploratórias foram sexo, faixa etária, escolaridade, cor da pele e área de residência. A associação entre as variáveis exploratórias e a multimorbidade foi avaliada pela regressão logística. Resultados: A prevalência de multimorbidade foi de 53,8% (IC95% 50,6–56,9). Maior chance de multimorbidade foi encontrada entre as mulheres (ORajustado=2,5; IC95% 1,9–3,2), nos participantes com idade entre 40 e 59 (ORajustado= 2,8; IC95% 1,8–4,3) ou com 60 anos ou mais (ORajustado= 7,9; IC95% 4,7–13,4) e nos residentes em áreas que foram diretamente atingidas pelo rompimento da barragem (ORajustado=1,6; IC95% 1,3–2,0). Conclusão: A elevada carga de multimorbidade sobre a população de Brumadinho requer medidas preventivas eficazes e ações no âmbito populacional, mas principalmente entre aqueles grupos mais vulneráveis, ou seja, mulheres, indivíduos de meia-idade e idosos bem como aqueles diretamente atingidos pelo rompimento da barragem, além de oferta oportuna de cuidados de saúde, de modo a reverter esse quadro apresentado.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: To evaluate the prevalence of multimorbidity and sociodemographic and residential factors associated with this condition among adults living in Brumadinho, Minas Gerais. Methods: Cross-sectional study with baseline data from the Brumadinho Health Project, conducted in 2021 and comprising 2,777 individuals aged 18 years and over. The outcome variable was multimorbidity, defined by the existence of two or more of 20 chronic diseases. The exploratory variables were sex, age group, educational level, skin color and area of residence according to the dam failure. The association between exploratory variables and multimorbidity was assessed by logistic regression. Results: The prevalence of multimorbidity was 53.8% (95%CI 50.6–56.9). A greater chance of multimorbidity was found among women (adjusted OR=2.5; 95%CI 1.9–3.2), in participants aged between 40 and 59 (adjusted OR=2.8; 95%CI 1.8–4.3) or 60 years and older (adjusted OR=7.9; 95%CI 4.7–13.4) and in residents of the areas that were directly affected by the dam failure (adjusted OR=1.6; 95%CI 1.3–2.0). Conclusion: The burden of multimorbidity on the population of Brumadinho requires effective preventive measures and actions to the whole population, but mainly to the most vulnerable groups, that is, women, middle-aged and older individuals, and those directly affected by the dam failure, in addition to a timely provision of health care to reverse this situation.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br